Hans Rosling

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Hans Rosling
Hans Rosling, 2018
Conhecido(a) por Gapminder Foundation

Trendalyzer

Nascimento 27 de julho de 1948
Upsália, Suécia
Morte 7 de fevereiro de 2017 (68 anos)
Upsália, Suécia
Nacionalidade sueca
Alma mater Universidade de Upsália
St. John's Medical College
Instituições Instituto Karolinska
Tese Cassava, Cyanide, and Epidemic Spastic Paraparesis: A Study in Mozambique on Dietary Cyanide Exposure

Hans Rosling (27 de julho de 1948 – 7 de fevereiro de 2017) foi um médico sueco, acadêmico e orador público. Ele foi um professor de saúde internacional no Instituto Karolinska[1] e foi o co-fundador e presidente da Fundação Gapminder, que desenvolveu o sistema de software Trendalyzer. Ele realizou apresentações em todo o mundo, incluindo várias TED Talks[2] nas quais ele promoveu o uso de dados (e visualização de dados) para explorar questões de desenvolvimento. Seu livro publicado postumamente Factfulness, em co-autoria com Anna Rosling Rönnlund e Ola Rosling, tornou-se um best-seller internacional.[3]

Morreu a 7 de fevereiro de 2017, aos 68 anos, de câncer de pâncreas.[4]

Trabalho na área de saúde[editar | editar código-fonte]

Rosling passou duas décadas estudando surtos de konzo, uma doença paralítica, em áreas rurais remotas em toda a África e supervisionou mais de dez alunos de doutorado.[5] Seu trabalho com Julie Cliff, Johannes Mårtensson, Per Lundqvist e Bo Sörbo descobriu que surtos ocorrem entre populações rurais famintas na África, onde uma dieta dominada por mandioca insuficientemente processada resulta em desnutrição simultânea e alta ingestão de cianeto na dieta.[6][7]

A pesquisa de Rosling também dizia respeito a outras ligações entre desenvolvimento econômico, agricultura, pobreza e saúde.[8] Ele foi um conselheiro de saúde para a Organização Mundial da Saúde, UNICEF e várias agências de ajuda. Em 1993, ele foi um dos iniciadores do Médecins Sans Frontières na Suécia.[9] No Karolinska Institutet, ele foi chefe da Divisão de Saúde Internacional (IHCAR) de 2001 a 2007. Como presidente do Comitê Internacional de Pesquisa e Treinamento de Karolinska (1998-2004), ele iniciou colaborações de pesquisa em saúde com universidades na Ásia, África, Oriente Médio e América Latina. Ele iniciou novos cursos sobre saúde global e foi coautor de um livro texto sobre saúde global que promove uma visão de mundo baseada em fatos.[10]

Trendalyzer e Gapminder[editar | editar código-fonte]

(Da esquerda para a direita) Anna Rosling Rönnlund, Hans Rosling e Ola Rosling discutem seu livro Factfulness em 2016.

O filho de Rosling, Ola Rosling, construiu o software Trendalyzer para animar dados compilados pela ONU e pelo Banco Mundial que o ajudaram a explicar o mundo com gráficos. Rosling co-fundou a Fundação Gapminder junto com seu filho Ola e sua nora Anna Rosling Rönnlund para desenvolver o Trendalyzer para converter estatísticas internacionais em gráficos interativos e móveis. As apresentações provocativas que resultaram o tornaram famoso, e suas palestras usando gráficos Gapminder para visualizar o desenvolvimento do mundo ganharam prêmios.[11] As animações interativas estão disponíveis gratuitamente no site da Fundação.

Hans Rosling narra “Por que os refugiados em barcos não voam! - Factpod 16'. Um vídeo sobre a crise europeia de refugiados / migrantes produzido pela Fundação Gapminder

Em março de 2007, o Google adquiriu o software Trendalyzer com a intenção de ampliá-lo e torná-lo disponível gratuitamente para estatísticas públicas. Em 2008, o Google disponibilizou um Motion Chart Google Gadget e, em 2009, o Public Data Explorer.[12]

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Thorson, A.; Ragnarsson, A.; Rosling, H.; Ekström, A. (2010). «Male circumcision reduces HIV transmission. The risk of transmission from woman to man is halved». Lakartidningen. 107 (46): 2881–2883. PMID 21197783 
  • Hanson, S.; Thorson, A.; Rosling, H.; Örtendahl, C.; Hanson, C.; Killewo, J.; Ekström, A. M. (2009). Husereau, Don, ed. «Estimating the Capacity for ART Provision in Tanzania with the Use of Data on Staff Productivity and Patient Losses». PLOS ONE. 4 (4): e5294. PMC 2667213Acessível livremente. PMID 19381270. doi:10.1371/journal.pone.0005294 
  • Von Schreeb, J.; Riddez, L.; Samnegård, H.; Rosling, H. (2008). «Foreign field hospitals in the recent sudden-onset disasters in Iran, Haiti, Indonesia, and Pakistan». Prehospital and Disaster Medicine. 23 (2): 144–151; discussion 151–3. PMID 18557294. doi:10.1017/S1049023X00005768 
  • Schell, C. O.; Reilly, M.; Rosling, H.; Peterson, S.; Ekström, A. M. (2007). «Socioeconomic determinants of infant mortality: A worldwide study of 152 low-, middle-, and high-income countries». Scandinavian Journal of Public Health. 35 (3): 288–297. PMID 17530551. doi:10.1080/14034940600979171 
  • Von Schreeb, J.; Rosling, H.; Garfield, R. (2007). «Mortality in Iraq». The Lancet. 369 (9556): 101; author reply 103–4. PMID 17223462. doi:10.1016/S0140-6736(07)60058-0 
  • Elrayah, H.; Eltom, M.; Bedri, A.; Belal, A.; Rosling, H.; Ostenson, C. (2005). «Economic burden on families of childhood type 1 diabetes in urban Sudan». Diabetes Research and Clinical Practice. 70 (2): 159–165. PMID 15919129. doi:10.1016/j.diabres.2005.03.034 
  • Thanh, H. T. T.; Jiang, G. X.; Van, T. N.; Minh, D. P. T.; Rosling, H.; Wasserman, D. (2005). «Attempted suicide in Hanoi, Vietnam». Social Psychiatry and Psychiatric Epidemiology. 40 (1): 64–71. PMID 15624077. doi:10.1007/s00127-005-0849-6 
  • Rosling, H. (2004). «New map of world health is needed. North and South is changed to healthy and ill and West to rich and poor». Lakartidningen. 101 (3): 198–201. PMID 14763091 
  • Rosling, H.; Rosling, O.; Rosling Rönnlund, A. (2018). Factfulness: Ten Reasons We're Wrong About the World--and Why Things Are Better Than You Think. [S.l.]: Flatiron Books. 288 páginas. ISBN 9781250123817 
  • Rosling, H.; Härgestam, F. (2020). How I Learned to Understand the World: A Memoir. Flatiron Books. p. 256. ISBN 9781250266897

Referências

  1. «Hans Rosling». Karolinska Institutet. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2011. Professor of Public Health Science at the Department of Public Health Sciences since 1997 
  2. «Hans Rosling». Ted.com. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  3. «How a book offering a bright worldview became a surprise bestseller». Evening Standard (em inglês). 2 de julho de 2019. Consultado em 23 de agosto de 2019 
  4. Virgílio Azevedo (8 de fevereiro de 2017). «Morreu o homem que fez das estatísticas um espetáculo». Expresso. Consultado em 8 de fevereiro de 2017 
  5. «April 28: A Conversation with Global Health Expert Hans Rosling». globalnotes.hhh.umn.edu. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  6. Cliff, J.; Martensson, J.; Lundquist, P.; Rosling, H.; Sorbo, B. (1985). «Association of high cyanide and low sulphur intake in cassava-induced spastic paraparesis». Lancet. 326 (8466): 1211–1213. PMID 2866292. doi:10.1016/s0140-6736(85)90742-1 
  7. Harford, Tim (4 de setembro de 2019). «How do people learn to cook a poisonous plant safely?». BBC News. Consultado em 4 de setembro de 2019 
  8. Hans Rosling (2006). Global Health: An Introductory Textbook. [S.l.]: Studentlitteratur AB, Sweden. ISBN 978-91-44-02198-0 
  9. «Hans Rosling: 'No such thing as Swedish values' – The Local». Consultado em 27 de setembro de 2015 
  10. Nathanson, Neal (2011). «BOOK REVIEW: A comparison of five introductory textbooks in global health» (PDF). Global Public Health. 6 (2): 210–219. doi:10.1080/17441692.2010.545360. Cópia arquivada (PDF) em 19 de junho de 2011 
  11. «Awards». Gapminder. Cópia arquivada em 30 de junho de 2009 
  12. «Public data explorer». Abril de 2010. Consultado em 16 de maio de 2010