Harald Helfgott

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Harald Helfgott
Nascimento 25 de novembro de 1977 (41 anos)
Lima
Cidadania Peru
Alma mater Universidade Brandeis, Universidade de Princeton
Ocupação matemático, professor universitário
Prêmios Prêmio Whitehead (2010), Prêmio Adams (2011)
Empregador Universidade de Göttingen
Orientador(es) Henryk Iwaniec e Peter Sarnak[1]
Instituições Escola Normal Superior de Paris
Campo(s) Matemática
Tese 2003: Root Numbers and the Parity Problem

Harald Andrés Helfgott (Lima, 25 de novembro de 1977) é um matemático peruano, conhecido por suas pesquisas sobre a teoria dos números.

Tornou-se notório em 2013, após conseguir resolver um problema com números primos que estava sem solução há 271 anos. Ele desvendou a chamada "Conjectura fraca de Goldbach" - proposta por Christian Goldbach em 1794 - em que todo número ímpar maior do que 5 pode ser decomposto na soma de até três números primos.[2]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2017, Harald Helfgott foi nomeado em Seul membro do Comitê de Honra de Patronos da Associação Mundial de Esperanto (UEA), linguistas e cientistas que reconhecem o valor do esperanto e falam ou escrevem nessa língua. Em 1997 ele a aprendeu, por curiosidade científica, e é fluente na língua, dizendo sentir prazer em usá-la em viagens e literatura.[7]

Publicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Harald Helfgott (em inglês) no Mathematics Genealogy Project
  2. noticias.uol.com.br/ Matemático peruano resolve problema de 3 séculos sobre números primos
  3. The Leverhulme Trust. «Philip Leverhulme Prizes 2008» [ligação inativa]
  4. Times Higher Education. «Grant winners» 
  5. London Mathematical Society. «Prize Winners 2010» [ligação inativa]
  6. (reprinted from a University of Cambridge announcement). «Helfgott and Sanders Awarded Adams Prize» (PDF). AMS. Notices of the American Mathematical Society. 58 (7). 966 páginas 
  7. «Du novaj membroj de la Honora Patrona Komitato». Gazetaraj Komunikoj de UEA (695). 23 de julho de 2017. Consultado em 23 de julho de 2017