Harley-Davidson Softail

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Harley-Davidson FXSTB Night Train, um dos atuais modelos da família Softail.

Softail é a marca registrada que identifica uma família de motocicletas da fábrica norte-americana Harley-Davidson.

A linha Softail tem como principal característica a instalação de molas e amortecedores traseiros ocultos sob a caixa de transmissão, lembrando o aspecto visual das antigas Harleys que não possuíam suspensão traseira, popularmente conhecidas como "rabo duro" (hardtail, em inglês). O nome Softail (traduzido livremente como "rabo macio") foi a consequência natural de um projeto que resgatou uma importante referência estilística da marca, mediante o emprego de uma eficiente e discreta solução técnica para a satisfação e o conforto de seus aficionados.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira motocicleta da linha Softail foi a FXST, lançada em 1983. Esse projeto inovador, que também apresentava o novo motor Evolution de 1340cc, é considerado um marco decisivo na história da Harley-Davidson.

Curiosamente, o conceito softail não foi gerado no coração da marca que o celebrizou. Seu criador foi o engenheiro mecânico Bill Davis, da cidade de Saint Louis, Missouri. A idéia era resgatar o visual das antigas motos hardtail, sem contudo impossibilitar o uso da máquina em viagens longas. O seu amor pelo estilo inconfundível dos quadros rígidos não o impedia de ignorar o desconforto torturante sofrido pelos riders das épocas anteriores à da suspensão amortecida.

O trabalho do engenheiro nesse conceito teve início dez anos antes do lançamento da FXST. Ele testou diversas configurações de suspensão em uma Harley-Davidson Super Glide 1972, procurando aquela que funcionasse com eficiência, sem evidenciar o fato de que não se tratava de uma autêntica hardtail. Na época, existiam fabricantes de quadros amortecidos que pretendiam simular os antigos rígidos, mas eles não eram muito eficientes ou mesmo parecidos com os das motos clássicas. Bill Davis queria que o artifício da suspensão escondida fosse notado apenas pelos verdadeiros conhecedores da marca Harley.

Esse objetivo foi alcançado somente no segundo ano de tentativas e experiências. Embora ainda não apresentasse a configuração das motos atuais, seu projeto de uma balança amortecida por duas molas ocultas sob o assento conquistava a admiração de "harleyros" por onde transitava. Bill Davis batizou a Super Glide modificada como Softail One e passou a trabalhar em uma versão do mecanismo que possibilitasse a sua produção em escala comercial.

Entusiasmado com o interesse despertado pela novidade, ele decidiu ir além da idéia de vender apenas o kit da suspensão modificada e resolveu produzir um quadro completo com o sistema softail. Apesar dessa iniciativa, ele nunca escondeu o sonho de ver a sua idéia incorporada pela Harley-Davidson. Certo dia, em 1976, Davis telefonou para a fabrica de Milwaukee e foi atendido pelo próprio Willie G. Davidson. Diante do interesse do executivo, ele se propôs a apresentar a Softail One na sede da empresa.

Na data marcada, ele apresentou a motocicleta aos engenheiros da empresa que já o aguardavam. Apesar da boa recepção, eles não mostraram o entusiasmo esperado por Davis. Mais tarde, Willie G. Davidson se juntou aos demais para apreciar a Super Glide modificada, mostrando-se bem impressionado. Ao fim da exposição, Bill Davis obteve apenas uma promessa de que seu projeto seria analisado.

A resposta da Harley-Davidson veio seis meses depois, na forma de uma carta assinada por Davidson, afirmando o interesse da empresa no projeto, mas ainda sem uma proposta formal. Nessa época, Daves havia montado uma empresa para fabricar a nova versão do seu quadro, a Road Worx.

O acordo com a Harley-Davidson foi fechado apenas em 1982, quando a marca fez a oferta que atendeu às expectativas de Daves: uma participação em cada motocicleta vendida na forma de royalty. O engenheiro de St. Louis entregou a sua patente, ferramentas e os últimos quadros produzidos à empresa. Ele não podia mais fabricar o seu sistema e não teve notícias de seu projeto até o lançamento triunfal da FXST, cerca de um ano e meio depois de assinar o contrato com a Harley.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FIELD, Greg. Harley-Davidson Softail. St. Paul, MN (USA); Motorbooks International; 2003.
Ícone de esboço Este artigo sobre motociclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.