Harmosta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Fevereiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Os harmostas (Grego: harmotês ou harmostêr, literalmente "conciliador") eram os magistrados espartanos encarregados de governar as guarnições estabelecidas nas cidades-estado (Polis) gregas que haviam aderido à Liga do Peloponeso. Provavelmente, em tempos mais antigos, esse termo era aplicado aos funcionarios enviados às cidades periecas, para assegurar sua submissão à Esparta.


Os harmostas eram subordinados aos Éforos e sua missão era supervisionar a conduta dos generais e apoiar a oligarquia das cidades onde atuavam.

A primeira menção aos harmostas, no novo sentido do termo, remonta ao ano 421 a. C., quando se instalaram guarnições espartanas nas cidades de Anfípolis e Torone (na Trácia)


Referências[editar | editar código-fonte]

  • Définition sur le Dictionnaire des Antiquités Grecques et Romaines de Daremberg et Saglio (em francés)