Harold Shipman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Harold Shipman
Nascimento 14 de janeiro de 1946
Nottingham
Morte 13 de janeiro de 2004 (57 anos)
HM Prison Wakefield
Cidadania Reino Unido
Alma mater Universidade de Leeds
Ocupação médico, assassino em série
Religião apostasia ao catolicismo
Causa da morte enforcamento

Harold Frederick "Fred" Shipman (Nottingham, 14 de janeiro de 1946Wakefield, 13 de janeiro de 2004) foi um médico e assassino em série britânico, suspeito da morte de 250 pacientes entre a década de 1970 e o final da década de 1990.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Conhecido como "Doutor Morte", este inglês é um dos assassinos em série mais prolíficos do mundo. Até os dias de hoje os seus motivos para justificar os assassinatos que cometeu são desconhecidos.

Este pai de família assassinava seus pacientes com diamorfina, especialmente os que estavam em estado terminal e aqueles que pareciam inoportunos. Seu caráter benevolente servia como cortina perfeita para os seus crimes. Ele mesmo se encarregava de emitir os atestados de óbito.

No dia 31 de janeiro de 2000 Harold é condenado a prisão perpétua.

No dia 13 de janeiro de 2004, o "Doutor Morte" suicidou-se em sua cela. Nunca demonstrou arrependimento por seus atos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]