Haroldo da Dinamarca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Haroldo
Príncipe da Dinamarca
Haroldo da Dinamarca
 
Cônjuge Helena Adelaide de Schleswig-Holstein
Descendência Feodora da Dinamarca
Carolina Matilda da Dinamarca
Alexandrina Luísa da Dinamarca
Gorm da Dinamarca
Oluf da Dinamarca
Casa Real Glücksburg
Nome completo
Haroldo Cristiano Frederico
Nascimento 8 de outubro de 1876
Charlottenlund, Copenhaga, Dinamarca
Morte 30 de março de 1949 (72 anos)
Copenhaga, Dinamarca
Sepultamento Catedral de Roskilde, Roskilde
Pai Frederico VIII da Dinamarca
Mãe Luísa da Suécia


Haroldo da Dinamarca (Haroldo Cristiano Frederico; 8 de outubro de 1876 - 30 de março de 1949) foi o quarto filho de Frederico VIII da Dinamarca e da sua esposa, a princesa Luísa da Suécia e da Noruega.

O príncipe prestou serviço militar no Exército Real da Dinamarca durante grande parte da sua vida e chegou ao ranking de Tenente-general.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Haroldo com a sua esposa, a princesa Helena Adelaide.

O príncipe Haroldo nasceu a 8 de Outubro de 1876 no Palácio de Charlottenlund, a norte de Copenhaga. O seu pai era o príncipe-herdeiro Frederico da Dinamarca (depois rei Frederico VIII), o filho mais velho do rei Cristiano IX da Dinamarca e da princesa Luísa de Hesse-Cassel. A sua mãe era a princesa-herdeira Luísa, filha única do rei Carlos XV da Suécia e da princesa Luísa dos Países Baixos.

Aos dezassete anos de idade, Haroldo iniciou a sua carreira militar, como era costume para os príncipes da época. Mais tarde, prestou serviço do Regimento dos Guardas Hussardos.[1]

Casamento[editar | editar código-fonte]

A 28 de Abril de 1909, quando tinha trinta-e-três anos de idade, Haroldo casou-se no Castelo de Glücksburg com a princesa Helena Adelaide de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, filha de Frederico Fernando, Duque de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, e da princesa Carolina Matilde de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg. Helena era sobrinha da imperatriz da Alemanha, Augusta Vitória, casada com o kaiser Guilherme II da Alemanha.

Depois do casamento, o príncipe Haroldo e a princesa Helena viveram numa casa de campo chamada Jægersborghus a norte de Copenhaga, uma residência privada que o príncipe tinha adquirido em 1907.[1] Foi lá que nasceram os cinco filhos do casal, entre 1910 e 1923.

Vida posterior[editar | editar código-fonte]

Tal como outros membros da família real dinamarquesa, a sua situação financeira foi prejudicada pela falência do Den Danske Landmandsbank em 1923. No entanto, até 1935, o príncipe e a família conseguiram manter a sua mansão, Jægersborghus, tendo-se mudado posteriormente para uma villa no norte de Copenhaga.[1]

Quando tinha cinquenta anos de idade, o príncipe Haroldo reformou-se da vida activa no exército com o rank de Major-general. No entanto, em 1933, o seu irmão, o rei Cristiano X, nomeou-o Tenente-general.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a princesa Helena tornou-se muito impopular na Dinamarca por apoiar a ocupação alemã da Dinamarca e o partido Nazi. Por causa desse apoio, há rumores de que os filhos da princesa cortaram relações com ela.[2]

O príncipe Haroldo morreu a 30 de Março de 1949 em Copenhaga. Foi enterrado na Catedral de Roskilde. A princesa Helena viveu mais treze anos do que o marido, tendo falecido a 30 de Junho de 1962.

Honras[editar | editar código-fonte]

O príncipe Haroldo era cavaleiro da Ordem do Elefante.

Decorações estrangeiras[editar | editar código-fonte]

  • Reino Unido GCVO - Cavaleiro da Grã-Cruz da Real Ordem Vitoriana  - 11 de Outubro de 1901[3]

Descendência[editar | editar código-fonte]

  1. Feodora da Dinamarca (3 de julho 1910 - 17 de março 1975), casou com o seu primo, o príncipe Cristiano de Schaumburg-Lippe.
  2. Carolina Matilda da Dinamarca (27 de abril 1912 - 12 de dezembro 1995), casou com o seu primo, o príncipe Canuto, Príncipe Hereditário da Dinamarca.
  3. Alexandrina Luísa da Dinamarca (12 de dezembro 1914 - 26 de abril 1962), casou com o conde Luitpold de Castell-Castell.
  4. Gorm Haroldo da Dinamarca (24 de fevereiro 1919 - 26 de dezembro 1991), nunca se casou nem deixou descendentes.
  5. Oluf da Dinamarca (10 de março 1923 - 19 de dezembro 1990). O primeiro casamento foi com Dorrit Puggard-Müller, divorciando-se em 1977. Casou, em segundas núpcias, com Lis Wulff-Juergensen.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Haroldo da Dinamarca em três gerações[4]
Haroldo da Dinamarca Pai:
Frederico VIII da Dinamarca
Avô paterno:
Cristiano IX da Dinamarca
Bisavô paterno:
Frederico Guilherme, Duque de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg
Bisavó paterna:
Luísa Carolina de Hesse-Cassel
Avó paterna:
Luísa de Hesse-Cassel
Bisavô paterno:
Guilherme de Hesse-Cassel
Bisavó paterna:
Luísa Carlota da Dinamarca
Mãe:
Luísa da Suécia
Avô materno:
Carlos XV da Suécia
Bisavô materno:
Óscar I da Suécia
Bisavó materna:
Josefina de Leuchtenberg
Avó materna:
Luísa dos Países Baixos
Bisavô materno:
Frederico dos Países Baixos
Bisavó materna:
Luísa da Prússia (1808–1870)

Referências

  1. a b c Bramsen, Bo (1992). Huset Glücksborg, 2nd ed [S.l.: s.n.] ISBN 87-553-1843-6. 
  2. Pryser, Tore. Kvinnliga spioner [S.l.: s.n.] ISBN 978-91-27-11741-9. 
  3. "no. 27364. p. 6640". The London Gazette. Visitado em 25 de Fevereiro de 2016.
  4. «- Person Page 10334». www.thepeerage.com. Consultado em 2016-02-25. 
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Haroldo da Dinamarca
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.