Harry Carey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

no

Harry Carey
Harry Carey em 1919
Nome completo Henry DeWitt Carey II
Outros nomes Harry Carey Sr.
H.D. Carey
Harry D. Carey
Nascimento 16 de janeiro de 1878
Bronx, Nova Iorque, EUA
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americana
Morte 21 de setembro de 1947 (69 anos)
Brentwood, Califórnia, EUA
Ocupação ator
Atividade 1909-1947
Cônjuge Fern Foster
Olive Carey (1920–1947) 2 filhos
Outros prêmios
Estrela na Calçada da Fama[1]
IMDb: (inglês)

Harry Carey (16 de janeiro de 1878 - 21 de setembro de 1947) foi um ator de cinema e teatro, roteirista e produtor cinematográfico estadunidense que iniciou sua carreira na era do cinema mudo, continuando a atuar até a era sonora. Grande parte de seus filmes foram no gênero Western; produziu 9, escreveu 20 roteiros, dirigiu 4, e atuou em 268 filmes entre 1909 e 1947. Era pai do também ator Harry Carey Jr.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cartaz do filme Human Stuff (1920)

Carey nasceu Henry DeWitt Carey II no Bronx, em Nova Iorque, filho de Henry DeWitt Carey,[2] um proeminente advogado e juiz daSuprema Corte de Nova Iork, e sua esposa Ella J. (Ludlum). Cresceu em City Island, Bronx.[3]

Carey foi um cowboy, superintendente de estradas, autor, advogado e roteirista. Frequentou a Hamilton Military Academy e estudou leis na New York University. Quando um acidente o levou a ter pneumonia, escreveu uma peça enquanto estava se recuperando e percorreu o país atuando nela durante três anos. Sua peça foi muito bem sucedida, mas Carey perdeu tudo quando sua próxima produção foi um fracasso.

Seu amigo Henry B. Walthall o apresentou ao diretor D.W. Griffith, com quem faria muitos filmes. Seu primeiro foi Bill Sharkey's Last Game, em 1909, pela Biograph Company.

Cena apresentando Harry Carey (o sexto da esquerda para direita) e outros cowboys da época (1916)

Carey tem sido mais lembrado como uma das primeiras estrelas do gênero Western, sendo um dos mais populares papéis que representou o do fora-da-lei Cheyenne Harry. A franquia para Cheyenne Harry durou três décadas, de A Knight of the Range (1916) até Aces Wild (1936).[4] Carey estrelou o primeiro filme de John Ford, Straight Shooting (1918).

O físico resistente de Carey se adaptou bem aos filmes de faroeste e aventuras ao ar livre. Quando chegaram os filmes sonoros, Carey se adaptou com sua voz de barítono corajoso que convinha a sua personalidade na tela. Ele foi a escolha lógica para o papel principal no épico de selva ao ar livre da MGM, Trader Horn. Nessa altura, Carey já tinha uns cinquenta anos, e era muito maduro para a maioria dos papéis principais, e foram lhe oferecendo, aos poucos, papéis em westerns de baixo orçamento e seriados.

Estabeleceu uma confortável carreira como um ator de caráter sólido, memorável; recebeu uma indicação ao Oscar de ator coadjuvante da Academia por seu papel como o Presidente do Senado no filme de 1939, Mr. Smith Goes to Washington, que acabou sendo ganho por Thomas Mitchell em Stagecoach.[5] Entre seus outros papéis notáveis estão o Sargento Robert White, chefe da tripulação do bombardeiro Mary Ann no filme de Howard Hawks em 1943, Air Force, e Mr. Melville, o comprador de gado, no filme de Hawks Red River, em 1948.

Carey fez sua estréia nos palcos da Broadway em 1940, em Heavenly Express, com John Garfield.[6]

Seu último filme foi So Dear to My Heart, lançado em janeiro de 1949, pela Walt Disney Productions.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Carey e seu filho Harry Carey, Jr., aos 8 dias de vida (Photoplay, 1921).

Carey casou duas vezes, e talvez tenha tido um outro casamento, do qual não se tem muitas informações (o censo estadunidense de 1910 indica que teve uma esposa chamada Clare E. Carey, e outras fontes referem ter sido casado com a atriz Fern Foster). Seu último casamento foi com a atriz Olive Fuller Golden[7] em 1920, com quem viveu até morrer. O casal teve um rancho em Saugus, Califórnia, ao norte de Los Angeles, o qual, em 2005, foi adicionado ao Tesoro Adobe Historic Park.[8]

Seu filho, Harry Carey, Jr.,[9] também se tornou ator de westerns. Pai e filho apareceram juntos no filme de 1948 Red River, e mãe e filho apareceram juntos em The Searchers, em 1956.

Morte[editar | editar código-fonte]

Harry Carey morreu em 1947, de uma combinação de câncer de pulmão, doença pulmonar obstrutiva crônica e trombose coronariana, aos 69 anos.[10] Sepultado no Cemitério de Woodlawn, Bronx, no mausoléu da família.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Por sua contribuição para a indústria do cinema, Harry Carey tem uma estrela na Calçada da Fama, no 1521 Vine Street.

Em sua homenagem, John Wayne colocou seu cotovelo direito com a mão esquerda no tiro final de The Searchers, imitando uma postura que Carey usava frequentemente em seus filmes. De acordo com Wayne, tanto ele quanto a viúva de Carey, Olive (que atuava no filme) choraram quando a cena terminou.[nota 1]

Em 1976, ele foi adicionado ao Western Performers Hall of Fame, no National Cowboy & Western Heritage Museum em Oklahoma City.

Em 1987, seu nome foi inscrito no Walk of the Western Stars, na Main Street, em Old Town Newhall, Santa Clarita, Califórnia (seu filho, Harry Carey Jr. também foi homenageado em 2005).

Filmografia parcial[editar | editar código-fonte]

Cena de The Fighting Gringo (1917)
Cena de Desperate Trails (1921)
Cena de Bullet Proof (1920)
Cena de Sundown Slim (1920)
Cena de A Gun Fightin'Gentleman (1919)
1909
1910
1912
1913
1914
1915
1916
1917
1918
1919
1920
1921
1922
1923
1924
1925
1926
1927
1928
1931
1932
1933
1935
1936
1937
1938
1939
1940s

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. John Wayne descreve isso no Episode 9 ('Out West') do documentário 'Hollywood' (1980), de Kevin Brownlow.

Referências

  1. Harry Carey no Walk of Fame
  2. Rootsweb
  3. Berger, Meyer. "ABOUT NEW YORK", The New York Times, May 7, 1940.Acesso 11/05/2014. "Harry Carey's description of City Island when he was a boy in the Eighties made a hoarse and mildly profane pastorale."
  4. Gallagher, Tag (1986); John Ford: The Man and His Films; University of California Press, USA. See pp.502ff.
  5. ALBAGLI, Fernando (1988). Edições Cinemin - Tudo sobre o Oscar. EBAL. [S.l.: s.n.] 38 páginas 
  6. Harry Carey no IBDB
  7. Olive Fuller Golden no Find a Grave
  8. Los Angeles County Parks and Recreation: Tesoro Adobe Historic Park. For more photographs, see "Places, Earth: Tesoro Adobe Historic Park".
  9. Harry Carey Jr. no Find a Grave
  10. Harry Carey no Find a Grave

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Harry Carey