Harry Harlow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Harry Harlow
Nascimento 31 de outubro de 1905
Fairfield, Iowa, EUA
Morte 6 de dezembro de 1981 (76 anos)
Tucson, Arizona, EUA
Nacionalidade Estadunidense
Alma mater Universidade Stanford
Orientador(es) Lewis Terman
Orientado(s) John Bowlby, Mary Ainsworth, Abraham Maslow

Harry Frederick Harlow (Fairfield, 31 de outubro de 1905 – Tucson, 6 de dezembro de 1981) foi um psicólogo estadunidense mais conhecido por seus experimentos de separação maternal, dependências e isolamento social com macacos Rhesus.[1] Estas experiências revelaram a importância do cuidado e do companheirismo no desenvolvimento cognitivo. Ele conduziu a maior parte de suas pesquisas na Universidade do Wisconsin-Madison, onde trabalhou com o psicólogo humanista Abraham Maslow por um curto período de tempo.[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Psychology History». muskingum.edu. Consultado em 25 de dezembro de 2016 
  2. «A Science Odyssey: People and Discoveries: Harry Harlow». www.pbs.org. Consultado em 25 de dezembro de 2016