Universidade Harvard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Harvard College)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "Harvard" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Harvard (desambiguação).
Universidade de Harvard
Harvard University
Harvard Logo.svg.png
Lema Veritas[1] (Latim)
("Verdade")
Fundação 8 de setembro de 1636 (381 anos)[2]
Tipo de instituição Privada
Localização Cambridge, Massachusetts, Estados UnidosEstados Unidos
Presidente Drew Gilpin Faust
Total de estudantes 21 225
Graduação 7 181 total
6 655 Faculdade
526 Extensão
Pós-graduação 14 044
Mascote Crimson
Afiliações Ivy League
Orçamento anual US$ 30 bilhões[3]
Página oficial www.harvard.edu

Universidade de Harvard (em inglês: Harvard University) é uma universidade privada membro da Ivy League, localizada em Cambridge, Massachusetts, Estados Unidos, e cuja história, influência e riqueza tornam-na uma das mais prestigiadas universidades do mundo.[4][5][6][7][8]

Fundada em 1636 pela Assembleia Estadual de Massachusetts e logo depois nomeada em homenagem a John Harvard (seu primeiro benfeitor), Harvard é a mais antiga instituição de ensino superior dos Estados Unidos.[9] Embora nunca tenha sido formalmente afiliada com qualquer denominação, a faculdade inicial forneceu ensino principalmente para o clero congregacionalista e unitarista. Seu currículo e corpo discente foram gradualmente secularizados ao longo do século XVIII e, por volta do século XIX, Harvard tinha emergido como o estabelecimento cultural central entre as elites de Boston.[10][11] Após a Guerra Civil Americana, o reitor Charles William Eliot (1869-1909) transformou a faculdade e as escolas profissionais afiliadas em uma moderna universidade de pesquisa; Harvard foi membro fundador da Associação de Universidades Americanas em 1900.[12] James Bryant Conant conduziu a universidade durante a Grande Depressão e o início da Segunda Guerra Mundial e começou a reformar a grade curricular e a liberalizar admissões após a guerra. A faculdade de graduação tornou-se mista após a sua fusão com o Radcliffe College em 1977. Drew Gilpin Faust foi eleita a 28ª reitora em 2007 e é a primeira mulher a liderar a instituição.

Hoje em dia, a universidade dispõe de várias instituições acadêmicas e tem muitos ex-alunos de destaque. Está organizada em onze unidades acadêmicas diferentes — dez faculdades e do Instituto Radcliffe de Estudos Avançados — com campi em toda a área metropolitana de Boston.[13] O campus principal de 85 hectares da Universidade de Harvard é centrado no Harvard Yard em Cambridge, aproximadamente 4,8 quilômetros a noroeste de Boston. As instalações das faculdades de negócios e atletismo, como o Estádio da Harvard, está localizado do outro lado do rio Charles, no bairro Allston, em Boston, e as faculdades médicas, odontológicas e de saúde pública estão localizadas na Área Médica de Longwood.[14]

Oito presidentes dos Estados Unidos formaram-se nessa universidade e cerca de 150 ganhadores do Prêmios Nobel foram filiados como estudantes, professores ou funcionários da instituição. Harvard também é a alma mater de sessenta e dois bilionários que vivem, em sua maioria, nos Estados Unidos.[15] A Biblioteca da Universidade de Harvard é também a maior biblioteca acadêmica dos Estados Unidos e uma das maiores do mundo. O Harvard Crimson compete em 42 esportes intercolegiais na primeira divisão da National Collegiate Athletic Association (NCAA) da Ivy League. Harvard tem o maior orçamento do que o de qualquer outra instituição acadêmica do mundo, situando-se em cerca de 30 bilhões de dólares em setembro de 2012.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Estátua de John Harvard no campus da universidade.

Harvard foi estabelecida em 1636 pelo voto do Grande e Tribunal Geral da Colônia da Baía de Massachusetts. Em 1638, obteve a primeira imprensa da América Anglo-Saxônica.[16][17] Em 1639, foi nomeada Harvard College, em homenagem ao falecido clérigo John Harvard, um ex-aluno da Universidade de Cambridge, que havia deixado à escola 779 libras esterlinas e uma biblioteca com cerca de 400 volumes.[18]

Em seus primeiros anos treinou muitos ministros puritanos.[19] A instituição oferecia um currículo clássico no modelo de universidades inglesas (muitos líderes na colônia haviam frequentado a Universidade de Cambridge) mas se conformava com os princípios do puritanismo. Nunca foi afiliada a nenhuma denominação em particular, mas muitos dos primeiros graduados se tornaram clérigos nas igrejas congregacionais e unitárias..[20]

Ao longo do século XVIII, as ideias do Iluminismo sobre a razão e o livre arbítrio tornaram-se generalizadas entre os ministros da Congregação, colocando esses ministros e suas congregações em tensão com os partidos mais calvinistas.[21] No século XIX, Charles W. Eliot, presidente da instituição entre 1869 e 1909, eliminou a posição privilegiada do cristianismo no currículo, ao mesmo tempo em que deixou os alunos seguirem suas próprias direções. Apesar de Eliot ter sido a figura mais crucial na secularização do ensino superior estadunidense, ele não estava motivado por um desejo de secularizar a educação, mas por convicções unitárias transcendentalistas. Derivadas de William Ellery Channing e Ralph Waldo Emerson, essas convicções eram focadas na dignidade e no valor da natureza humana, o direito e a habilidade de cada pessoa de perceber a verdade e o Deus em cada um.[22]

Durante o século XX, a reputação internacional de Harvard cresceu e doações crescentes e professores proeminentes expandiram o escopo da universidade. O rápido crescimento da matrícula continuou à medida que novas escolas de pós-graduação começaram e a faculdade de graduação se expandiu. O Radcliffe College, estabelecido em 1879 como escola irmã do Harvard College, tornou-se uma das escolas mais proeminentes para mulheres nos Estados Unidos. Harvard tornou-se membro fundadora da Associação de Universidades Americanas em 1900.[12]

Campi[editar | editar código-fonte]

Campus de Harvard em Cambridge, em Massachusetts

Cambridge[editar | editar código-fonte]

O campus principal de Harvard tem 209 hectares e é centrado no Harvard Yard em Cambridge, a cerca de 3 km a oeste-noroeste do centro de Boston, Massachusetts. Ele se estende até o bairro Harvard Square. O próprio Harvard Yard contém os escritórios administrativos centrais e as principais bibliotecas e edifícios acadêmicos da universidade, como o Hall Hall, o University Hall, a Memorial Church e a maioria dos dormitórios de primeiro ano. Graduandos de outros anos vivem em doze moradias separadas, das quais nove estão ao sul de Harvard Yard ao longo ou perto do rio Charles. As outras três estão localizadas em um bairro residencial a meia milha a noroeste do Yard no Quadrilátero (comumente conhecido como o Quad), que antes alojava estudantes do Radcliffe College até ele ser fundido ao sistema residencial de Harvard. Cada moradia contém salas para alunos de graduação, mestres de casas e tutores residentes, bem como uma sala de jantar e biblioteca. As instalações foram possíveis graças a um presente do aluno Edward Harkness, da Universidade de Yale.[23]

Radcliffe Yard, anteriormente o centro do campus do Radcliffe College, agora é a sede do Instituto Radcliffe de Estudos Avançados em Harvard,[24] adjacente à Escola de Pós-Graduação em Educação e ao Cambridge Common. Harvard também possui participações comerciais em Cambridge e Allston, em Boston, nas quais paga impostos sobre a propriedade.[25] Isso inclui o Allston Doubletree Hotel, The Inn at Harvard e o Harvard Square Hotel.[26]

Entre 2011 e 2013, a Universidade de Harvard informou estatísticas de criminalidade para o seu principal campus de Cambridge, que incluíram 104 ataques sexuais, 55 assaltos, 83 agressões, 89 arrombamentos e 43 casos de roubo de veículos.[27]

Allston[editar | editar código-fonte]

A Harvard Business School e muitas das instalações de atletismo da universidade, incluindo o Harvard Stadium, estão localizadas em um campus de 145 hectares em Allston,[28] um bairro de Boston ao longo do rio Charles, no campus de Cambridge. A Ponte John W. Weeks, uma ponte para pedestres sobre o rio, conecta os dois campi. Intendendo uma grande expansão, Harvard agora possui mais terras em Allston do que em Cambridge.[29] Um plano de dez anos exige 1,4 milhões de metros quadrados de novas construções e renovações de 50.000 metros quadrados, incluindo edifícios novos e renovados na Harvard Business School; um hotel e centro de conferências; um edifício institucional polivalente; renovações para habitação de estudantes de pós-graduação e para o Harvard Stadium; novas instalações atléticas; novos laboratórios e salas de aula para a Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas John A. Paulson; expansão do Harvard Education Portal; e uma instalação de energia distrital.[30]

Longwood[editar | editar código-fonte]

Mais ao sul, a Faculdade de Medicina de Harvard, a Faculdade de Medicina Odontológica de Harvard e a Escola de Saúde Pública de Harvard estão localizadas em um campus de 8,5 hectares na Área Médica e Acadêmica de Longwood a cerca de 5,3 km ao sul do campus de Cambridge e a mesma distância a sudoeste do centro de Boston. O Arnold Arboretum, no bairro de Jamaica Plain, em Boston, também é de propriedade e operado pela Harvard.[14]

Outros[editar | editar código-fonte]

Harvard também possui e opera a Dumbarton Oaks Research Library and Collection, em Washington, D.C.; a Harvard Forest em Petersham, Massachusetts; a estação de campo Concord em Estabrook Woods em Concord (Massachusetts)[31] e o centro de pesquisa Villa I Tatti em Florença, na Itália.[32] Harvard também opera o Harvard Shanghai Center em Xangai, na China.[33]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Appearing as it does on the coat of arms itself, Veritas is not a motto in the usual heraldic sense. Properly speaking, rather, the motto is Veritas Christo et Ecclesiae ("Truth for Christ and the Church") which appears in impressions of the university's seal; but this legend is otherwise not used today. hcs.harvard.eu
  2. An appropriation of £400 toward a "school or college" was voted on October 28, 1636 (OS), at a meeting which initially convened on September 8 and was adjourned to October 28. Some sources consider October 28, 1636 (OS) (November 7, 1636 NS) to be the date of founding. In 1936, Harvard's multi-day tercentenary celebration considered that Harvard rocks, on September 18 to be the 300-year anniversary of the founding. (The bicentennial was celebrated on September 8, 1836, apparently ignoring the calendar change; and the tercentenary celebration began by opening a package sealed by Josiah Quincy at the bicentennial). Sources: meeting dates, Quincy, Josiah (1860). History of Harvard University. 117 Washington Street, Boston: Crosby, Nichols, Lee and Co. , p. 586, "At a Court holden September 8th, 1636 and continued by adjournment to the 28th of the 8th month (October, 1636)... the Court agreed to give £400 towards a School or College, whereof £200 to be paid next year...." Tercentenary dates: «Cambridge Birthday». Time Magazine. 28 de setembro de 1936. Consultado em 8 de setembro de 2006 : "Harvard claims birth on the day the Massachusetts Great and General Court convened to authorize its founding. This was Sept. 8, 1637 under the Julian calendar. Allowing for the ten-day advance of the Gregorian calendar, Tercentenary officials arrived at Sept. 18 as the date for the third and last big Day of the celebration;" "on Oct. 28, 1636 ... £400 for that 'school or college' [was voted by] the Great and General Court of the Massachusetts Bay Colony." Bicentennial date: Marvin Hightower (2 de setembro de 2003). «Harvard Gazette: This Month in Harvard History». Harvard University. Consultado em 15 de setembro de 2006 , "Sept. 8, 1836 - Some 1,100 to 1,300 alumni flock to Harvard's Bicentennial, at which a professional choir premieres "Fair Harvard." ... guest speaker Josiah Quincy Jr., Class of 1821, makes a motion, unanimously adopted, 'that this assembly of the Alumni be adjourned to meet at this place on the 8th of September, 1936.'" Tercentary opening of Quincy's sealed package: The New York Times, September 9, 1936, p. 24, "Package Sealed in 1836 Opened at Harvard. It Held Letters Written at Bicentenary": "September 8th, 1936: As the first formal function in the celebration of Harvard's tercentenary, the Harvard Alumni Association witnessed the opening by President Conant of the 'mysterious' package sealed by President Josiah Quincy at the Harvard bicentennial in 1836."
  3. a b «U.S. and Canadian Institutions Listed by Fiscal Year 2012 Endowment Market Value» (PDF). National Association of College and University Business Officers and Commonfund Institute. Consultado em 29 de outubro de 2012 
  4. Keller, Morton; Keller, Phyllis (2001). Making Harvard Modern: The Rise of America's University. [S.l.]: Oxford University Press. pp. 463–481. ISBN 0-19-514457-0. Harvard's professional schools... won world prestige of a sort rarely seen among social institutions. (...) Harvard's age, wealth, quality, and prestige may well shield it from any conceivable vicissitudes. 
  5. Spaulding, Christina (1989). «Sexual Shakedown». In: Trumpbour, John. How Harvard Rules: Reason in the Service of Empire. [S.l.]: South End Press. pp. 326–336. ISBN 0-89608-284-9. ... [Harvard's] tremendous institutional power and prestige (...) Within the nation's (arguably) most prestigious institution of higher learning ... 
  6. David Altaner (9 de março de 2011). «Harvard, MIT Ranked Most Prestigious Universities, Study Reports». Bloomberg. Consultado em 1 de março de 2012 
  7. Collier's Encyclopedia. [S.l.]: Macmillan Educational Co. 1986. Harvard University, one of the world's most prestigious institutions of higher learning, was founded in Massachusetts in 1636. 
  8. Newport, Frank. «Harvard Number One University in Eyes of Public Stanford and Yale in second place». Gallup 
  9. Rudolph, Frederick (1961). The American College and University. [S.l.]: University of Georgia Press. p. 3. ISBN 0-8203-1285-1 
  10. Story, Ronald (1975). «Harvard and the Boston Brahmins: A Study in Institutional and Class Development, 1800–1865». Journal of Social History. 8 (3): 94–121. doi:10.1353/jsh/8.3.94 
  11. Farrell, Betty G. (1993). Elite Families: Class and Power in Nineteenth-Century Boston. [S.l.]: State University of New York Press. ISBN 0-7914-1593-7 
  12. a b «Member Institutions and years of Admission». Association of American Universities. Consultado em 28 de agosto de 2010 
  13. «Faculties and Allied Institutions» (PDF). Office of the Provost, Harvard University. Consultado em 27 de agosto de 2010 
  14. a b «Faculties and Allied Institutions» (PDF). Office of the Provost, Harvard University. 2012. Consultado em 15 de junho de 2013 
  15. Janhavi Kumar Sapra (11 de agosto de 2010). «Billionaire Universities». Forbes. Consultado em 31 de agosto de 2010 
  16. «The instrument behind New England's first literary flowering». Harvard University. Consultado em 18 de janeiro de 2014 
  17. «Rowley and Ezekiel Rogers, The First North American Printing Press» (PDF). Maritime Historical Studies Centre, University of Hull. Consultado em 18 de janeiro de 2014 
  18. «John Harvard Facts, Information.». The Columbia Encyclopedia, Sixth Edition. 2008. Consultado em 17 de julho de 2009. He bequeathed £780 (half his estate) and his library of 320 volumes to the new established college at Cambridge, Mass., which was named in his honor. 
  19. Grigg, John A.; Mancall, Peter C. (2008). British Colonial America: People and Perspectives. [S.l.]: ABC-CLIO. p. 47. ISBN 978-1-59884-025-4 
  20. Harvard Office of News and Public Affairs (26 de julho de 2007). «Harvard guide intro». Harvard University. Consultado em 29 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 26 de julho de 2007 
  21. Gary J. Dorrien. The Making of American Liberal Theology: Imagining Progressive Religion, 1805-1900, Volume 1. Westminster John Knox Press, 2001
  22. Shoemaker, Stephen P. (2006–2007). «The Theological Roots of Charles W. Eliot's Educational Reforms». Journal of Unitarian Universalist History. 31: 30–45 
  23. «Biography» (PDF)  Arquivado em 26 de junho de 2008 no Wayback Machine. in the Exeter Bulletin Arquivado em 26 de junho de 2008 no Wayback Machine.
  24. «Radcliffe Institute for Advanced Study at Harvard»  Radcliffe Institute for Advanced Study at Harvard. President and Fellows of Harvard College. 2016. Acessado em 10 de outubro de 2016
  25. «Institutional Ownership Map - Cambridge Massachusetts» (PDF) 
  26. «Harvard Purchases Doubletree Hotel Building - News - The Harvard Crimson». www.thecrimson.com 
  27. «Appendix 1 — Cambridge Campus Clery Act Criminal Statistics» (PDF). Harvard University Police Department. Consultado em 29 de agosto de 2015 
  28. «Harvard continues its march into Allston, with science complex»  Tim Logan. Boston Globe. 14 de abril de 2016. Acessado em 30 de setembro de 2016
  29. «Allston Planning and Development / Office of the Executive Vice President». Harvard University. Consultado em 7 de setembro de 2016 
  30. «Harvard unveils big campus expansion»  Svea Herbst-Bayliss. Reuters. 12 de janeiro de 2007. Acessado em 30 de setembro de 2016
  31. «Concord Field Station». mcz.harvard.edu. Harvard University. Consultado em 4 de março de 2017 
  32. «Villa I Tatti: The Harvard University Center for Italian Renaissance Studies». Itatti.it. Consultado em 30 de junho de 2010 
  33. «Shanghai Center». Harvard.edu 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]