Heidelberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Heidelberg (desambiguação).
Heidelberg
Altstadt Heidelberg.jpg
Vista de Heidelberg
Brasão Mapa
Brasão de Heidelberg
Heidelberg está localizado em: Alemanha
Heidelberg
Mapa da Alemanha, posição de Heidelberg acentuada
Administração
País  Alemanha
Estado Baden-Württemberg
Região administrativa Karlsruhe
Distrito distrito urbano
Prefeito Dr. Eckart Würzner
Partido no poder independente
Estatística
Coordenadas geográficas 49° 24' 44" N 8° 24' 36" E
Área 108,83 km²
Altitude 114 m
População 145 311 (2007)
Densidade populacional 1 335 hab./km²
Outras Informações
Placa de veículo HD
Código postal 69115–69126
Código telefônico 06621, 06202 (Grenzhof)
Website sítio oficial
Localização de Heidelberg
no estado de Baden-Württemberg
Baden-Württemberg HD (town).svg

Heidelberg, Heidelberga[1] ou Edelberga[1][2][3] é uma cidade da Alemanha, situada no vale do rio Neckar, no noroeste do Baden-Württemberg. É a quinta maior cidade deste Land (depois de Estugarda, Mannheim, Karlsruhe e Friburgo em Brisgóvia), contando com 142 993 habitantes em 2005.[4]

Heidelberg é uma cidade independente (kreisfreie Stadt) ou distrito urbano (Stadtkreis), ou seja, possui estatuto de distrito (kreis).

A primeira menção atestada de Heidelberg é de 1196, em um documento do Palatino Heinrich para a abadia de Schönau. A cidade é a antiga residência do conde do Palatinado (alemão: Pfalz), que era um dos sete príncipes eleitores do Sacro Império Romano-Germânico. Ela também é conhecida pela Universidade de Heidelberg (que é a mais antiga da Alemanha), fundada em 1386 por Ruprecht I, e refundada em 1803 pelo duque Karl-Friedrich de Baden. Ainda hoje, ela é muito famosa, principalmente na área da Medicina. A cidade foi também um dos centros da Reforma Protestante, tendo acolhido Martinho Lutero em 1518. Um de seus nobres, Frederico III, Eleitor Palatino, o Piedoso, (1515–1576), teve contato com os pastores Reformados Gaspar Olevianus e Zacarias Ursinus [1]. Desse contato com os pastores reformados, sob a sua supervisão, foi criado o Catecismo de Heidelberg, e a Fé Reformada tornou-se oficial em seus domínios. Um ponto turístico importante é o Castelo de Heidelberg.

Cidadãos notórios[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Gonçalves, Rebelo (1947). Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa. Coimbra: Atlântida - Livraria Editora. p. 355 
  2. Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e Gentílicos. I. Porto: Editora Educação Nacional, Lda. 
  3. Gradim, Anabela (2000). «9.7 Topónimos estrangeiros». Manual de Jornalismo. Covilhã: Universidade da Beira Interior. p. 167. ISBN 972-9209-74-X. Consultado em 27 de março de 2020 
  4. «Bevölkerung und Erwerbstätigkeit 2011» (PDF) (em alemão). Statistisches Landesamt Baden-Württemberg. Consultado em 16 de fevereiro de 2013. Arquivado do original (PDF) em 17 de outubro de 2012 
  5. «Perfil do piloto: Nelson Piquet Jr.». Motorsport.com 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Heidelberg

Galeria[editar | editar código-fonte]

A partir da esquerda: Igreja Jesuíta, Igreja da Providência e Igreja do Espírito Santo na Cidade Velha de Heidelberg, no Rio Neckar
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Heidelberg
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da Alemanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.