Heitor Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Heitor José Ribeiro de Castro, mais conhecido como Heitor Castro, (Rio de Janeiro, 06 de abril de 1969), é um músico multi-instrumentista, compositor e instrutor musical brasileiro.


Heitor Castro
Heitor Castro
Informação geral
Nome completo Heitor José Ribeiro de Castro
Nascimento 06 de maio de 1969
Local de nascimento Rio de Janeiro, RJ
Brasil
Gênero(s) MPB e Jazz
Instrumento(s) Violão, guitarra, piano e baixo
Outras ocupações Musico, compositor e Instrutor Musical
Gravadora(s) Albatroz
Afiliação(ões) Nico Assumpção, Léo Gandelman e Zé Renato
Página oficial heitorcastro.com

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido e criado no Rio de Janeiro (RJ), Heitor Castro é filho de Heitor Victor Poti de Castro e Daisy Ribeiro de Castro e tem duas irmãs: Érika Ribeiro de Castro e Daniela Ribeiro de Castro.

Chegou a cursar faculdade de informática na PUC/ RJ e trabalhar como analista de sistemas por um ano, mas aos 25 anos decidiu dedicar-se à música e ingressou na Guitar Institute of Technology — atual Musicians Institute —, instituto de formação musical situado em Hollywood - Los Angeles (EUA).

Lá, teve aulas com grandes expoentes da música, como Joe Diorio, Scott Henderson e Carl Schroeder.

Seu talento destacou-se ainda na faculdade, sendo um dos poucos alunos a graduar-se com Honors (honras).

Certificado e notas de Graduação de Honra Heitor Castro.
Prêmios Heitor Castro.

De volta ao Brasil em (1997), fundou a rede de escolas Mais que Música[1] (RJ), pioneira em ensino musical a distância e que hoje é a líder no segmento, oferecendo aulas de violão, guitarra, canto, piano, bateria e baixo.

É também o criador do Método Tríade[2], metodologia de ensino musical que mescla teoria e prática com técnicas especiais para elevar a motivação dos alunos e melhorar a qualidade do aprendizado.

Tanto seu canal do Youtube quanto o curso de violão online[3] são os mais populares do segmento na internet. Em maio de 2020, seu canal registrava 1,46 milhões de inscritos[4] e seus cursos online já haviam somado mais de 54.000 matrículas nas suas diversas categorias.

Além disso, Heitor Castro é um dos poucos professores[5] de música do mundo — sendo o único brasileiro — a contar com o patrocínio de grandes fabricantes de instrumentos musicais, como a Yamaha, Elixir e Edifier juntas.

Em sua rede de escolas, a Mais que Música, já tiveram aulas diversas pessoas conhecidas do meio artístico, tais como os atores Daniel de Oliveira[6], Paolla Oliveira, Marjorie Estiano, Claudio Heirinch, Marcelo Bonfá (Legião Urbana) e Francisco Cuoco[7].

No ano de 2016, recebeu o troféu de Personalidade em Ensino Digital no Brasil — Prêmio Juscelino Kubitschek —, conferido pela Academia Brasileira de Honras ao Mérito, no Copacabana Palace (RJ).

Prêmio personalidade do ano em ensino a distância Heitor Castro.


Obra[editar | editar código-fonte]

Tendo como principais influências Pat Metheny, Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti e Brecker Brothers, Heitor Castro gravou três álbuns.

O primeiro foi lançado em 1994, com músicas dos Beatles em versões Jazz (Beatles Juice). Sucesso de público e crítica, o trabalho foi indicado ao Prêmio Sharp de Música Brasileira.

Já no início dos anos 2000, o músico montou a Banda Súbito, onde tocava composições próprias no estilo pop rock. Com ela, apresentou-se nas mais importantes casas de shows cariocas.

Em 2002, veio Spiritual Jazz, que contou com a participação de músicos reconhecidos, como Nico Assumpção, (considerado um dos maiores contrabaixistas do mundo), Leo Gandelman e Zé Renato.

O álbum foi gravado no lendário estúdio Abbey Road, em Londres, por onde passaram bandas como Pink Floyd, Oasis e os próprios Beatles. Na ocasião, Heitor teve a oportunidade de reger a London Orchestra e tornou-se conhecido, também, por ser um dos pouquíssimos brasileiros a reger uma orquestra no Abbey Road.

E em 2009, lançou o álbum Súbito, registro do seu trabalho com a banda.


Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio JK - Personalidade em Ensino Digital no Brasil (2016) - Academia Brasileira de Honras ao Mérito
  • Indicado ao Prêmio Sharp de Música Brasileira pelo álbum Beatle Juice (1994).


Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Beatles Juice - Gravadora: Albatroz (1994)
  • Spiritual Jazz - álbum independente (2002)
  • Banda Súbito - álbum independente (2009)


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Curso de Violão - Método Tríade Heitor Castro». heitorcastro.com. Consultado em 29 de maio de 2020 
  2. «Curso de Violão - Método Tríade Heitor Castro». heitorcastro.com. Consultado em 29 de maio de 2020 
  3. «G1 > Música - NOTÍCIAS - Músico brasileiro bate quatro milhões de acessos no YouTube com videoaula». g1.globo.com. Consultado em 29 de maio de 2020 
  4. «Músico alcança 1 milhão de inscritos em canal em que ensina a tocar violão». O Globo. 14 de abril de 2019. Consultado em 29 de maio de 2020 
  5. «Professores usam a internet para dar aulas e aumentar rendimentos». Extra Online. Consultado em 29 de maio de 2020 
  6. «A veia musical de Daniel de Oliveira». epoca.globo.com. Consultado em 29 de maio de 2020 
  7. «Instrumentista faz sucesso no YouTube e dá aula a famosos». Terra. Consultado em 29 de maio de 2020