Hejaz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Outubro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mapa com a região saudita indicada em vermelho e o reino histórico homônimo ressaltado em verde.

O Hejaz[1] em árabe: الحجاز‎, transl. al-Ḥidjāz, lit. "a barreira") é uma região no oeste da Arábia Saudita. Banhada pelo mar Vermelho, estende-se desde Haql, no golfo de Acaba, até Jizan. Sua principal cidade é Gidá[2] [3] [4] [5]  , mas a área é mais conhecida por incluir Meca e Medina, cidades santas do Islã. O nome "Hejaz" significa "barreira", em árabe, devido ao fato de a região separar o Négede,[6] [7] [8] [9]  a leste, da terra de Tihamah, a oeste.

Há indícios de que o Hejaz (ou partes dele) tenha integrado a província romana da Arábia Pétrea.[10] Sob controle de potências regionais, como o Egito e o Império Otomano, ao longo da maior parte de sua história, o Hejaz gozou de independência política por um breve período no início do século XX, proclamada em 1916 pelo xerife de Meca, Hussein ibn Ali. Foi uma das diversas áreas do Império Otomano rebeladas por obra de T. E. Lawrence (conhecido como "Lawrence da Arábia") durante a Primeira Guerra Mundial. Entretanto, em 1924, a autoridade de ibn Ali foi usurpada por ibn Saud (futuro fundador e primeiro Rei do Reino da Arábia Saudita), que vinha da região do Négede.

Mesmo hoje, os hejazis seguem uma interpretação do Islã mais moderada do que a vaabista (wahhabista), que surgiu no Négede.[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Forma vernácula registrada no Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado.
  2. Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa
  3. Reino da Arábia Saudita www.itamaraty.gov.br. Visitado em 2015-09-19.
  4. Vocabulário Onomástico da Língua Portuguesa
  5. Alves, Adalberto. Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa. [S.l.]: INCM, 2014-02-14. ISBN 9789722721790
  6. Alves, Adalberto. Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa. [S.l.]: INCM, 2014-02-14. ISBN 9789722721790
  7. Grande enciclopédia portuguesa e brasileira: Ilustrada com cêrca de 15.000 gravuras e 400 hors-textes a côres .... [S.l.]: Editorial Enciclopédia, limitada.
  8. Cruz, Antônio da. Prosodia de nomes próprios pessoais e geográficos. [S.l.]: Editora Vozes, 1952-01-01.
  9. Fernándes, Ivo Xavier. Topónimos e gentílicos. [S.l.]: Editôra Educação Nacional, 1941-01-01.
  10. Kesting, Piney (maio/junho de 2001). "Well of Good Fortune". Saudi Aramco. Consult. 20-03-2007. 
  11. James Minahan (2002), Encyclopedia of the Stateless Nations: Ethnic and National Groups Around the World (Westport, Conn.: Greenwood Press).
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Arábia Saudita é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.