Hellblade: Senua's Sacrifice

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hellblade: Senua's Sacrifice
Produtora(s) Ninja Theory
Editora(s) Ninja Theory[1]
Diretor(es) Tameem Antoniades
Produtor(es) Dominic Matthews
Escritor(es) Tameem Antoniades
Elizabeth Ashman-Rowe
Compositor(es) Andy LaPlegua
David García Díaz
Motor Unreal Engine 4[2]
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 4
Xbox One
Data(s) de lançamento 8 de agosto de 2017 (PS4 e Microsoft Windows)[3]
11 de abril de 2018 (Xbox One)
Género(s) Ação
Modos de jogo Um jogador

Hellblade: Senua's Sacrifice[4] é um jogo eletrônico desenvolvido e lançado pelo estúdio britânico Ninja Theory para Microsoft Windows, Xbox One e PlayStation 4.[5] Hellblade foi anunciado com um video numa das conferencias da Sony durante a gamescom em agosto de 2014 e tem lançamento previsto para 8 de agosto de 2017. É descrito pelo produtor como um jogo “AAA independente”.[1][2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Senua, a protagonista de Hellblade: Senua's Sacrifice, é uma guerreira picta traumatizada depois de uma invasão viquingue. Como consequência do ataque, ela desenvolve psicoses e consegue ouvir vozes dentro da sua cabeça.[6] A história, baseada na mitologia nórdica, foca-se em Senua, sobre a viagem que ela embarca para o submundo de Helheim,[1] que são as manifestações psicóticas da sua realidade e mente.[7]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Segundo a Ninja Theory, o video mostrado durante a apresentação do jogo na gamescom em agosto de 2014 é apenas “a ponta do icebergue”, isto porque ainda está numa fase muito primária de produção. A decisão de revelar o jogo numa fase tão primária é por quererem fazer crónicas de produção e torná-las públicas desde o seu inicio. “Normalmente o que acontece é a produção ser fechada e escondida do público, alimentando os jogadores cuidadosamente com poucos detalhes. Queremos fazer o oposto”, afirmou o estúdio. Também é referido que apesar do baixo orçamento, é até à data o jogo mais ambicioso da Ninja Theory.[8]

A produtora chama a Hellblade como um jogo “AAA independente”, em que eles pretendem produzir e publicar indepentemente mas com toda a qualidade igual à de qualquer jogo AAA do mercado. De acordo com a produtora, nos passados 14 anos conseguiram desenvolver três grandes forças que definem os seus jogos: combate de classe-ninja, personagens de história fortes e uma arte visual única. Em Hellblade, a Ninja Theory quer juntar essas três forças e subi-las um nível. o jogo será uma experiência focada em dar uma personagem profunda num mundo contorcido com um combate mortal e descomprometido.[1]

Hugues Giboire, director de arte do jogo Heavenly Sword, regressa para este jogo.[9] Foi anunciada uma versão Microsoft Windows em Janeiro de 2015. A Ninja Theory referiu que estão a considerar a resolução 4K e suporte para mods na versão Windows.[10]

Hellblade está a ser produzido por 15 pessoas da Ninja Theory desde Setembro de 2015. De acordo com a equipa, a produção do jogo começou “de novo” e algumas das ideias originais foram colocadas de parte.[11] O titulo oficial do jogo, Hellblade: Senua's Sacrifice, foi revelado em março de 2016.[4]

Música[editar | editar código-fonte]

A música está a ser composta por Andy LaPlegua, fundador da banda Combichrist. De acordo com o director criativo, Tameem Antoniades, a música de LaPlegua encaixa bem no jogo porque é “aggressiva, tribal, escura e contemporanea”, reflectindo assim o ambiente viquingue do jogo. LaPlegua é norueguês, e foi encorajado pelo estudio para usar os seus conhecimentos da lingua nordica para compor as cancoes do jogo. LaPlegua (e Combichrist) já tinha trabalhado com a Ninja Theory em DmC: Devil May Cry.[12][13]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Inicialmente previsto para 2016, Hellblade: Senua's Sacrifice foi lançado em formato digital a 8 de agosto 2017 para Microsoft Windows e PlayStation 4.[3]

Referências

  1. a b c d Matthews, Dominic (12 de agosto de 2014). «Ninja Theory's Hellbalde announced». Playstation. Consultado em 12 de agosto de 2014. 
  2. a b Ravi Sinha (28 de outubro de 2014). «Ninja Theory Explains Why Hellblade is Coming to PS4 First, No Update On Exclusivity Length». GamingBolt. Consultado em 17 de dezembro de 2014. 
  3. a b Jeffrey Matulef (6 de junho de 2017). «Hellblade: Senua's Sacrifice sets release date and price». Eurogamer. Consultado em 8 de junho de 2017. 
  4. a b Jorge Loureiro (16 de março de 2016). «Hellblade ganha subtítulo». Eurogamer. Consultado em 16 de março de 2016. 
  5. Samuel Roberts (8 de janeiro de 2015). «Hellblade is coming to PC». PC Gamer. Consultado em 8 de janeiro de 2015. 
  6. Samit Sarkar (16 de março de 2016). «Hellblade: Senua's Sacrifice demo shows off incredible real-time motion capture tech». Polygon. Consultado em 17 de março de 2016. 
  7. S. Good, Owen (10 de junho de 2015). «In PS4's Hellblade, hell is a warrior's mental illness». Polygon. Consultado em 11 de junho de 2015. 
  8. Eddie Makuch (14 de outubro de 2014). «Watch: Viking-Inspired PS4 Game Hellblade Shown Off In New Trailer». GameSpot. Consultado em 16 de dezembro de 2014. 
  9. Hilliard, Kyle (22 de fevereiro de 2015). «Heavenly Sword Art Director Returns To Ninja Theory To Work On Hellblade». Game Informer. Consultado em 19 de maio de 2015. 
  10. Samuel Roberts (9 de janeiro de 2015). «Hellblade is coming to PC». PC Gamer. Future plc. Consultado em 9 de janeiro de 2015. 
  11. Purchese, Robert (10 de setembro de 2015). «"Video: Hellblade has noble ambitions but it also has us worried"». Eurogamer. Consultado em 13 de setembro de 2015. 
  12. Ishaan (27 de fevereiro de 2015). «Combichrist's Andy LaPlegua Is Handling The Music For Hellblade». Siliconera. Consultado em 1 de dezembro de 2016. 
  13. Tameem Antoniades (23 de fevereiro de 2015). «DEVELOPMENT DIARY 9: THE MUSIC». Hellblade - Official Website. Consultado em 1 de dezembro de 2016. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]