Helmut Dietl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Helmut Dietl
Helmut Dietl (2012 - cropped).jpg
Dietl em 2012.
Nascimento 22 de junho de 1944 (77 anos)
Bad Wiessee, Alemanha
Nacionalidade alemão
Morte 30 de março de 2015 (70 anos)
Munique, Alemanha
Ocupação Escritor e diretor de televisão
Atividade 1974–2015

Helmut Dietl (Bad Wiessee, 22 de junho de 1944Munique, 30 de março de 2015) foi um escritor e diretor de televisão alemão.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Após completar o ginásio, em 1958, Dietl estudou teatro e a história da arte. Em seguida, especializou-se em um curso de fotografia, e conseguiu grande sucesso dirigindo várias peças teatrais no Munich Kammerspiele. Após vários trabalhos de grande êxito, conseguiu um espaço na televisão, com a minissérie Monaco Franze – Der ewige Stenz, ao lado de Helmut Fischer e Ruth Maria Kubitschek. Em 1998, foi júri do Festival de Berlim.[3]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema
Ano Título
1979 Der Durchdreher (It Can Only Get Worse)
1992 Schtonk!
1997 Rossini – oder die mörderische Frage, wer mit wem schlief
1999 Late Show
2005 Vom Suchen und Finden der Liebe
2012 Zettl
Televisão
Ano Título
1979 Der ganz normale Wahnsinn
1983 Monaco Franze – Der ewige Stenz
1986 Kir Royal – Aus dem Leben eines Klatschreporters

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Helmut Dietl ist gestorben». zeit.de. Consultado em 30 de março de 2015 
  2. Helmut Dietl, film director - obituary
  3. «Berlinale: 1998 Juries». berlinale.de. Consultado em 14 de janeiro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Helmut Dietl