Helmut Lent

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Helmut Lent
Alemanha Nazista
Nascimento 13 de junho de 1918
Pyrehne, Landsberg
Morte 7 de outubro de 1944 (26 anos)
Paderborn
Nacionalidade alemão
Cargo Kommodore do NJG 3
Serviço militar
Patente Oberst

Helmut Lent (Pyrehne, região de Landsberg, 13 de Junho de 1918 - Paderborn, 7 de Outubro de 1944) foi um piloto alemão durante a Segunda Guerra Mundial, tendo alcançado um total de 110 vitórias aéreas confirmadas em 507 missões de voo, sendo destas, 103 à noite e um total de 53 bombardeiros quadrimotores.

História[editar | editar código-fonte]

Ele entrou para a Luftwaffe como Fahnenjunker em 1 de Abril de 1936 e recebeu treinamento de piloto que teve início em 6 de Abril do mesmo ano na Escola de Guerra Aérea (em alemão: Luftkriegsschule) em Berlin-Gatow.

O seu treinamento militar deve de ser interrompido quando se envolveu num acidente automobilístico onde quebrou o seu fêmur direito.[1]

Em 1 de Abril de 1937, Lent era um Fähnrich e mais tarde Oberfähnrich em 19 de Outubro. A partir de 1 de Março de 1938, Leutnant Lent estava na Grosse Kampffliegerschule com base em Tutow onde recebeu novamente treinamento, desta vez, como observador.

Se envolveu novamente num acidente automobilístico em Junho e como resultado ele quebrou o maxilar e passou três semanas internado no hospital.[1] Lent foi enviado para o III./JG 132 no dia 1 de Julho.

Mais tarde, no mês de Setembro de 1938, Lent começou a participar de patrulhas armadas, onde pilotava um Ar 68, em suporte ao avanço alemão para a região dos Sudetos. Em 1 de Novembro o III./JG 132 foi deslocado para Fürstenwalde e foi redesignado II./JG 141, que foi novamente redesignado em 1 de Maio de 1939 desta vez para I./ZG 76 e re-equipado com os bimotores Bf 110 Zerstörer.

Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Com o início da Segunda Guerra Mundial, Lent participou da invasão da Polônia onde destruiu diversas aeronaves em solo e um caça PZL P.24 em combate aéreo logo no dia 3 de Setembro de 1939 sendo esta a sua primeira vitória e a primeira da I./ZG 76.

No dia 12 de Setembro de 1939, após ter destruído uma aeronave que estava em solo ele acabou sendo atacado por um caça inimigo e o seu motor foi severamente danificado e parou de funcionar sendo forçado a abandonar a aeronave saltando de paraquedas e para a sorte dele, caiu atrás das linhas alemãs, tendo sofrido apenas alguns arranhões.

No dia 29 de Setembro o I./ZG 76 foi recuado do fronte e enviado para a área de Stuttgart para auxiliar na defesa do Reich que estava sendo atacado pelos franceses e ingleses. Em 18 de Dezembro de 1939, Lent, agora baseado estando em Jever, participou da Batalha da Baía da Alemanha abatendo três bombardeiros bimotores Wellington que atacavam embarcações alemãs em Wilhelmshaven.

Durante a campanha na Noruega, Lent chegou ao status de ás, onde ele abateu um caça biplano norueguês Gloster Gladiator sendo esta a sua 15ª vitória conquistada no dia 9 de Abril de 1940, quando escoltava um transporte de Ju 52 até Oslo.

A I./ZG 76 foi deslocada para Stavanger em 14 de Abril. Lent foi selecionado para atuar com a Sonderstaffel, estando com a base em Trondheim com a finalidade de fornecer auxilio para as tropas germânicas que lutavam na área de Narvik. Em 27 de Maio, Lent estava escoltando os bombardeiros de mergulho Ju 87 Stuka, que atacavam torres de rádio, quando caças Gladiator tentaram intervir e abateu um destes. A sua vítima foi o piloto da RAF, o ás Lieutenant Caesar Hull (6.249 confirmadas, 2.5 prováveis e 2 danificados, morto em ação, 7 de Setembro de 1940) do 263 Squadron, RAF. Durante o tempo que esteve na Noruega fez 4 vitórias e foi promovido para a patente de Oberleutnant em 1 de Julho.

Lent foi designado Staffelkapitän do 6./NJG 1 em 7 de Setembro de 1940. Eventualmente, após 24 missões sem sucesso, ele conversou com o Major Wolfgang Falck (8 vitórias, RK), o Kommodore da Nachtjagdgeschwader 1, e requisitou uma transferência para operar os caças de dia, tendo esta requisição rejeitada por Falck. Lent continuou combatendo em operações noturnas, quando na noite de 11-12 de Maio de 1941, na sua 35ª missão, abateu dois Wellingtons da RAF.

No dia 1 de Julho de 1941, Lent foi designado Staffelkapitän da 4./NJG 1 com base em Leeuwarden na Holanda, tendo nesta época 12 vitórias confirmadas, destas cinco eram à noite e sete de dia.

No dia 30 de Agosto, o Oberleutnant Lent foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (em alemão: Ritterkreuz) pelas sete vitórias registradas de dia e outras 14 à noite. Ele pegou três semanas de licença em 9 de Setembro e neste tempo ele se casou. Lent retornou para as operações em 7 de Outubro.

No final daquele ano o seu saldo de vitórias já havia chegado a 20 vitórias noturnas, incluindo dois dos novos bombardeiros quadrimotores Stirling. Lent foi posto no comando da recém criada II./NJG 2 em 1 de Novembro de 1941. Em seguida recebeu uma promoção para Hauptmann em 1 de Janeiro de 1942.

Acabou sendo condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro com Folhas de Carvalho (Nr 98) em 6 de Junho após as suas 34 vitórias noturnas.

Lent foi designado Gruppenkommandeur do IV./NJG 1 no dia 1 de Outubro de 1942 e recebeu uma promoção para a patente de Major em 1 de Janeiro de 1943. Lent chegou a sua 50ª Vitória tendo abatido um Halifax, Bombardeiro quadrimotor da RAF em 18 de Janeiro, sendo o primeiro às noturno a chegar a esta marca. Em Julho de 1943, Lent já havia 65 abates creditados a ele, incluindo um Mosquito caça-bombardeiro bi-motor, abatido em 20 de Abril.

No dia 2 de Agosto de 1943 foi condecorado com as Espadas da Cruz de Cavaleiro (Nr 32) pelas suas 65 vitórias noturnas. Um dia antes, Lent foi designado Kommodore do NJG 3, baseado em Stade.

Na noite de 2/3 de Outubro de 1943 ele acabou se ferindo em combate contra um Stirling e acabou sofrendo alguns ferimentos que o tiraram dos combates até Novembro do mesmo ano.

No final de 1943, Lent já tinha 75 vitórias noturnas confirmadas e 83 no total, sendo o maior às da caça noturna. Recebeu a promoção para a patente de Oberstleutnant em 1 de Março. Na noite de 22/23 de Março de 1944, Lent abateu três bombardeiros quadrimotores Lancaster da RAF usando apenas 22 disparos utilizados.[1]

Ele chegou a sua 100ª vitória noturna na noite de 15-16 de Junho quando abateu três Lancasters em sete minutos utilizando apenas 57 disparos.[1] Foi condecorado com os Diamantes da Cruz de Cavaleiro (Nr 15) em 31 de Julho pelos seus feitos em combate.

Morte[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de Outubro de 1944, Lent estava a bordo de seu Ju 88 G-6 (W.Nr. 751081) "D5 + AA" fazendo um voo de rotina para encontrar-se com o seu amigo, o Oberstleutnant Hans-Joachim Jabs que estava na base de Paderborn. Junto com Lent estava o seu Bordfunker Oberfeldwebel Walter Kubisch o Oberleutnant Hermann Klöss e o correspondente de guerra (em alemão: Kriegsberichter) Leutnant Werner Kark. Quando estavam fazendo a aproximação de Paderborn para pousar, um dos motores parou e a aeronave acabou colidindo.

Lent sobreviveu ao acidente que acabou vitimando toda a sua tripulação, mas devido a gravidade dos ferimentos, acabou não resistindo e veio a falecer dois dias depois no hospital de Paderborn. Lent recebeu a promoção póstuma de Oberst.

Condecorações[editar | editar código-fonte]

  • Troféu de Honra (26 de Junho de 1941)
  • Cruz Germânica em Ouro (9 de Abril de 1942)
  • Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (20 de Agosto de 1941)
  • Folhas de Carvalho (6 de Junho de 1942)
  • Espadas (2 de Agosto de 1943)
  • Diamantes (31 de Julho de 1944)

Comandos[editar | editar código-fonte]

Precedido por
-
Gruppenkommandeur do II./NJG 2
1 de Novembro de 1941 - 1 de Outubro de 1942
Sucedido por
Hauptmann Herbert Bönsch
Precedido por
-
Gruppenkommandeur do IV./NJG 1
1 de Outubro de 1942 - 1 de Agosto de 1943
Sucedido por
Hauptmann Hans-Joachim Jabs
Precedido por
Major Johann Schalk
Kommodore do NJG 3
1 de Agosto de 194312 de Novembro de 1944
Sucedido por
Oberst Günther Radusch

Referências

  • «Luftwaffe 39-45». Helmut Lent. Consultado em 23 de Fevereiro de 2009 
  • «Ases da Luftwaffe». Helmut Lent. Consultado em 23 de Fevereiro de 2009 
  • Berger, Florian (1999). Mit Eichenlaub und Schwertern. Die höchstdekorierten Soldaten des Zweiten Weltkrieges. Selbstverlag Florian Berger. ISBN 3-9501307-0-5.
  • Fellgiebel, Walther-Peer (2000). Die Träger des Ritterkreuzes des Eisernen Kreuzes 1939-1945. Friedburg, Germany: Podzun-Pallas. ISBN 3-7909-0284-5.
  • Fraschka, Günther (1994). Knights of the Reich. Atglen, Pennsylvannia: Schiffer Military/Aviation History. ISBN 0-88740-580-0.
  • Hinchliffe, Peter (2003). "The Lent Papers" Helmut Lent. Cerberus Publishing Limited. ISBN 1-84145-105-3.
  • Patzwall, Klaus D. and Scherzer, Veit (2001). Das Deutsche Kreuz 1941 - 1945 Geschichte und Inhaber Band II. Norderstedt, Germany: Verlag Klaus D. Patzwall. ISBN 3-931533-45-X.
  • Scherzer, Veit (2007). Ritterkreuzträger 1939 - 1945 Die Inhaber des Ritterkreuzes des Eisernen Kreuzes 1939 von Heer, Luftwaffe, Kriegsmarine, Waffen-SS, Volkssturm sowie mit Deutschland verbündeter Streitkräfte nach den Unterlagen des Bundesarchives (em alemão). Jena, Germany: Scherzers Miltaer-Verlag. ISBN 978-3-938845-17-2.
  • Scutts, Jerry (1998). German Night Fighter Aces of World War 2. Osprey Publishing. ISBN 1-85532-696-5.
  • Williamson, Gordon (2006). Knight's Cross with Diamonds Recipients 1941-45. Osprey Publishing Ltd. ISBN 1-84176-644-5.