Henrique Beaufort (cardeal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo(a) pelo Duque de Somerset, veja Henrique Beaufort, 2.º Duque de Somerset.
Henrique Beaufort
Cardeal da Santa Igreja Romana
Bispo de Winchester
Cardeal-protopresbítero
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 1 de junho de 1398
Ordenação episcopal 14 de julho de 1398
Cardinalato
Criação 24 de maio de 1426
por Papa Martinho V
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santo Eusébio
Brasão
Arms of John Beaufort, 1st Earl of Somerset.svg
Dados pessoais
Nascimento Inglaterra Castelo de Beaufort, Anjou[1]
Cerca de 1374
Morte Inglaterra Wolvesey Palace, Winchester
11 de abril de 1447 (73 anos)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Henrique Beaufort (em inglês: Henry Beaufort, cerca de 1374 - 11 de abril de 1447) foi um cardeal inglês plantageneta.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Nascido em Chateau de Beaufort, Anjou, então domínio inglês no reino da França, era o segundo dos quatro filhos de João de Gante, duque de Lancaster, e sua amante, Catherine Roet, a esposa de Sir Hugh Swynford. Assim, era neto do rei Eduardo III da Inglaterra. Ele foi batizado no castelo onde nasceu. Seu primo, o rei Ricardo II, legitimou os quatro filhos da união em 1397, mas eles foram impedidos de sucessão ao trono.[2][3][4] Seu sobrenome também é listado como Beaufort Lancaster. Ele foi chamado de English Cardinal ou o Cardeal de Winchester.[1]

Estudou na Universidade de Oxford e em Aix-la-Chapelle.[1]

Vida eclesiástica[editar | editar código-fonte]

Eleito bispo de Lincoln em 1 de junho de 1398, foi consagrado em 14 de julho de 1398. Chanceler da Universidade de Oxford em 1399. Nomeado chanceler da Inglaterra em 1403 por seu meio-irmão, que havia tomado o trono como rei Henrique IV, ele ocupou o cargo até 1404. Transferido para a Diocese de Winchester em 19 de novembro de 1404, tomou posse da em 11 de abril de 1405.[1] Nomeado legado do Papa Gregório XII, na Inglaterra e na Irlanda em 27 de agosto de 1409. Embaixador do rei da Inglaterra na França. Chanceler da Inglaterra de novo, 1413-1417. Membro da embaixada que negociou a paz com a França em 1414. Ele fez uma peregrinação à Terra Santa, em 1417. Participou do Concílio de Constança e apoiou a autoridade suprema do papa em todos os assuntos, ele aconselhou o rei Henrique V e o Imperador Sigismundo a esperar até a eleição de um papa para preparar um programa de reforma para a igreja.[1]

Pintura histórica por Paul Delaroche mostrando o Cardeal Beaufort interrogando Joana d'Arc na prisão.

O rei da Inglaterra proibiu-o de aceitar o cardinalato se fosse oferecido porque o monarca não queria perder os seus serviços na Inglaterra, enquanto residente na Cúria Romana. Ele apoiou a eleição do cardeal Oddone Colonna ao papado, o cardeal foi eleito no conclave de 1417 e tomou o nome de Martinho V.[1] O novo papa nomeou-o seu legado a latere para a vida. Ele emprestou ao monarca inglês quantidade considerável de fundos para a guerra contra a França. Com a morte do rei Henrique V em 1422, o bispo Beaufort foi nomeado tutor do pequeno Henrique.[1] Enquanto encarregado dos cuidados do futuro rei, o bispo antagonizou as políticas de Humphrey, Duque de Gloucester, que queria assegurar o trono para si mesmo. Em 1424, o bispo foi nomeado chanceler da Inglaterra, pela terceira vez.[1]

Foi criado cardeal-presbítero no consistório de 24 de maio de 1426, recebendo o título de Santo Eusébio em 27 de maio de 1426 e mantendo a administração de sua Sé, recebeu o chapéu vermelho em 25 de março de 1427, em Calais.[1] Nomeado pelo Papa Martinho V legado a latere no Sacro Império Romano-Germânico em 1427 para se opor à heresia Hussita. Durante a sua ausência da Inglaterra, o duque de Gloucester aumentou sua influência sobre o jovem e doente rei Henrique VI, quando ele retornou em 1428, o cardeal foi capaz de contrariar as intenções do duque e recuperou sua influência no Conselho Real. Ele era um membro do tribunal que condenou Joana d'Arc, futura santa, em Rouen.[1]

Obteve in commendam o mosteiro Celestino de Santo Eusébio, em Roma, em 10 de julho 1431. Ele coroou seu sobrinho-neto Henrique VI de Inglaterra como rei da França na catedral de Notre-Dame, Paris, em 17 de dezembro de 1431.[1] Mais uma vez, o duque de Gloucester tentou minar a autoridade e a influência do cardeal quando tentou expulsar o prelado do Conselho Real, alegando que um cardeal não conseguiu segurar uma Sé na Inglaterra, a alegação era infundada e, após a morte do duque de Bedford, o cardeal se tornou o membro mais influente do conselho.[1] Em 1439 e 1440, ele tentou negociar um tratado de paz com a França, mas quando a França não demonstrou interesse, ele perseguiu a guerra com grande vigor. Torna-se o Cardeal-protopresbítero em março de 1444.[1] Ele praticamente concluiu a estrutura da nave da catedral de Winchester, ele também restaurou a Abadia de Hyde e reconstruiu os asilos da Santa Cruz e forneceu fundos para apoiar a trinta e cinco internos, somando dois capelães e três enfermeiras.[1]

Caso amoroso e filha[editar | editar código-fonte]

Quando Henrique era bispo de Lincoln, ele teve um caso com, alguns acreditam, Alice FitzAlan (1378-1415), filha de Richard FitzAlan e Elizabeth de Bohun, embora não haja nenhuma evidência real para apoiá-la e a teoria foi combatida por Brad Verity.[5] Ele teria sido pai de uma filha ilegítima, Jane Beaufort, em 1402, que alguns chamam a filha de Alice. Tanto Jane e seu marido Sir Edward Stradling foram nomeados no testamento do cardeal Beaufort. O casamento deles em 1423 trouxe Sir Edward para a órbita político de seu perspicaz e assertivo sogro, a quem ele pode ter devido a sua nomeação como camareiro de Gales do Sul, em dezembro de 1423, cargo que ocupou até março 1437.[6] A ideia da mãe de Jane sendo Alice Fitzalan é, possivelmente, uma lenda dos descendentes da era Tudor de Sir Edward e Jane Stradling. Não há nenhuma documentação entre os séculos XIV e XV para apoiar este caso em tudo e a documentação sobrevivente inteiramente absolve-o dessa acusação. No entanto, uma conexão de sangue com o cardeal Beaufort representaria prestígio, independentemente da mãe ou do seu estado civil. Sir Edward e Jane eram ancestrais de John Quincy Adams,[7] 6 º Presidente dos Estados Unidos.

Morte[editar | editar código-fonte]

O Cardeal Beaufort morreu em 11 de abril de 1447[1] e foi enterrado em um túmulo na catedral de Winchester. Ele sofria de delírio em seu leito de morte e, com ele alucinado, segundo a lenda, ofereceu à Morte todo o tesouro da Inglaterra em troca de viver um pouco mais.

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. Cokayne Complete Peerage Volume XII pp. 40–41
  3. Schofield, Nicholas; Skinner, Gerald (2007). The English Cardinals. Oxford: Family Publications. p. 60. ISBN 978-1-871217-65-0 
  4. Williams, David (1996). British Royalty. London: Cassell. pp. 240–241. ISBN 0-304-34933-X 
  5. Verity, Brad (2004). «A Non-Affair to Remember – The Alleged Liaison of Cardinal Beaufort and Alice of Arundel» (subscription required). Foundations. 1 (4): 246–268 
  6. R. A. Griffiths, Conquerors and Conquered in Medieval Wales, 1994
  7. Descent of John Quincy Adams from Edward III (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Henrique Beaufort
Precedido por
Philip Repington
Oxford University Coat Of Arms.svg
Chanceler da Universidade de Oxford

13971399
Sucedido por
Thomas Hyndeman
Precedido por
John Bokyngham
External Ornaments of a Bishop.svg
Bispo de Lincoln

13981404
Sucedido por
Philip Repington, O.S.A.
Precedido por
Edmund Stafford
Coat of Arms of Henry IV & V of England (1413-1422).svg
Lord Chancellor

14031405
Sucedido por
Thomas Langley
Precedido por
William de Wykeham
External Ornaments of a Bishop.svg
Bispo de Winchester

14041447
Sucedido por
William Waynflete
Precedido por
Thomas Arundel
Coat of Arms of Henry VI of England (1422-1471).svg
Lord Chancellor

14131417
Sucedido por
Thomas Langley
Precedido por
Thomas Langley
Coat of Arms of Henry VI of England (1422-1471).svg
Lord Chancellor

14241426
Sucedido por
John Kemp
Precedido por
Alamanno Adimari
Cardeal
Cardeal-presbítero de Santo Eusébio

14261447
Sucedido por
Astorgio Agnensi
Precedido por
Domingo Ram i Lanaja, C.R.S.A.
Cardeal
Cardeal-protopresbítero

14441447
Sucedido por
Louis Aleman