Henrique Guedes da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Catanha
Informações pessoais
Nome completo Henrique Guedes da Silva
Data de nasc. 6 de março de 1972 (47 anos)
Local de nasc. Recife, (PE), Brasil
Nacionalidade brasileiro
espanhol
Altura 1,78 m
Apelido Canganja, Gaivota, Cangrejo Rojo
Informações profissionais
Clube atual Dos Hermanas
Posição Atacante
Clubes de juventude
1985–1990 Fluminense
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1991–1992
1992–1993
1993–1995
1995
1995–1996
1996–1998
1998
1998–2004
2004
2005
2005
2005
2006–2008
2008–2010
2010
2010
2010
2012
2016
2016
2016–
São Cristóvão
União São João
CSA
Paysandu
Belenenses
Salamanca
Leganés (emp.)
Málaga
Celta de Vigo
Krylya Sovetov (emp.)
Belenenses
Marília
Atlético Mineiro
Linares
Unión Estepona
Corinthians-AL
CSA
Sport Atalaia
Sete de Setembro-AL
Zénit de Torremolinos
Dos Hermanas


53 (32)

13 (12)
13 (1)
34 (14)
73 (49)
115 (37)
11 (1)
8 (0)
8 (4)
17 (5)
69 (26)
48 (23)
0 (0)
24 (13)
0 (0)
5 (1)
3 (1)
11 (3)
Seleção nacional
2000 Espanha 3 (0)

Henrique Guedes da Silva, mais conhecido como Catanha (Recife, 6 de março de 1972), é um futebolista brasileiro naturalizado espanhol, que atua como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Formado nas categorias de base do Fluminense, Catanha iniciou sua carreira profissional no São Cristóvão (1991 a 1994), e após jogar 2 temporadas pelo União São João, foi contratado pelo CSA de Alagoas, como artilheiro, tendo marcado 31 gols no Campeonato Alagoano de 1994.

Ainda jogou pelo Paysandu em 1995, até assinar com o Belenenses de Portugal. Em 1997/1998, iniciou uma trajetória de 8 anos pelo futebol espanhol, jogando por Salamanca, Leganés (empréstimo), Málaga e, principalmente, Celta de Vigo. Em 2004, jogou pelo Krylya Sovetov da Rússia, e após uma segunda passagem pelo Belenenses em 2005, voltou ao Brasil no mesmo ano para jogar no Marília e no Atlético Mineiro,[1] onde marcou apenas 5 gols em 17 jogos, integrando o elenco que foi rebaixado à Série B de 2006. Regressaria à Espanha em janeiro de 2006, contratado pelo Linares.

Ele ainda jogaria uma temporada e meia pelo Unión Estepona, da quarta divisão espanhola,[2][3] até voltar novamente ao Brasil em 2010 para defender o Corinthians Alagoano no campeonato local e na Copa do Brasil. Em seguida, voltou ao CSA onde atuou no Campeonato do Nordeste e na segunda divisão local. Encerrou a carreira pela primeira vez em 2012, quando jogava pelo Sport Atalaia, onde chegou como principal atração do time.[4]

Após 4 anos parado, quando chegou a candidatar-se à presidência do CSA (posteriormente abandonou a candidatura), o atacante confirmou sua volta aos gramados pelo Sete de Setembro, com o objetivo de evitar o rebaixamento da equipe à Segunda Divisão alagoana.[5] Ainda em 2016, voltou a jogar na Espanha, assinando com o Dos Hermanas, da Tercera División (que, apesar do nome, é a quarta divisão nacional), onde joga ao lado de seu filho, Pedro Guedes, e também trabalha como auxiliar-técnico. Antes, exerceu a função de jogador e treinador do Zénit de Torremolinos, time da Segunda Divisão da Andaluzia (uma das divisões regionais do futebol espanhol).

Seleção Espanhola[editar | editar código-fonte]

O desempenho de Catanha pelo Málaga - e, posteriormente, pelo Celta de Vigo - credenciaram-no a naturalizar-se espanhol em 2000, estreando pela Seleção em outubro, contra Israel, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa de 2002, tendo entrado no lugar de Ismael Urzaiz. Ele ainda disputaria 2 partidas no mesmo ano, porém não seria convocado a partir de então.

Em sua curta passagem pela Fúria, Catanha tornou-se o terceiro negro (e o segundo brasileiro) a atuar pela Seleção (antes dele, Vicente Engonga e Donato envergaram a camisa da Espanha, chegando inclusive a disputar uma Eurocopa cada um).

Referências

  1. «Catanha estréia no Atlético-MG neste sábado». Portal Terra. 20 de agosto de 2005. Consultado em 12 de maio de 2016 
  2. «El delantero ex malaguista Catanha se convierte en nuevo jugador del Estepona» (em espanhol). Diario Sur. 9 de setembro de 2008. Consultado em 4 de maio de 2016 
  3. «Catanha vai para a Quarta Divisão». GloboEsporte.com. 9 de setembro de 2008 
  4. «Sport Atalaia anuncia atacante Catanha para o Alagoano». Tribuna Hoje. 26 de janeiro de 2012. Consultado em 12 de maio de 2016 
  5. «Catanha acerta seu retorno ao futebol para defender o Sete de Setembro». Gazeta Web. 11 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.