Henriqueta Adelaide de Saboia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Henriqueta Adelaide
Princesa de Saboia
Princesa-Eleitora da Baviera
Reinado 27 de setembro de 165113 de junho de 1679
Antecessor(a) Maria Ana de Áustria
Sucessor(a) Maria Antónia da Áustria
 
Cônjuge Fernando Maria, Eleitor da Baviera
Descendência Maria Ana Vitória de Baviera
Maximiliano II Emanuel, Eleitor da Baviera
José Clemente de Baviera
Violante Beatriz de Baviera
Casa Wittelsbach
Saboia
Nome completo
em italiano: Enrichetta Adelaide Maria di Savoia
em alemão: Henriette Adelheid von Savoyen
Nascimento 6 de novembro de 1636
  Castello del Valentino, Turim, Piemonte
Morte 13 de outubro de 1676 (39 anos)
  Palácio Nymphenburg, Munique, Baviera
Pai Vítor Amadeu I, Duque de Saboia
Mãe Cristina da França

Henriqueta Adelaide de Saboia (Castello del Valentino, 6 de novembro de 1636Palácio Nymphenburg, 13 de junho de 1676), foi uma princesa da Casa de Saboia que casou com Fernando Maria, Eleitor da Baviera. Detinha grande influência política no seu país adotivo que utilizou para melhor o bem estar na Baviera.

Princesa de Saboia[editar | editar código-fonte]

Nascida no Castello del Valentino, em Turim, ela era gémea de outra menina, a Princesa Catarina Beatriz (Caterina Beatrice), que morreu em Turim no dia 26 de agosto de 1637. Em 7 de outubro de 1637 perdeu o seu pai, Vítor Amadeu I, Duque de Saboia, quando tinha apenas um ano de idade. A sua mãe, Cristina da França, era filha do rei Henrique IV e de Maria de Médici.

Após a morte do pai, a mãe foi regente dos estados de Saboia dada a menoridade de dois dos irmãos de Henriqueta Adelaide: Francisco Jacinto (1632–1638) e, após a morte deste, Carlos Emanuel II (1634–1675). Os seus tios, os príncipes Maurício de Saboia e Tomás Francisco, Príncipe de Carignano, conspiravam contra a cunhada e contra o seu séquito de conselheiros franceses.

Quando o primeiro herdeiro, Francisco Jacinto, morreu em 1638, os irmãos Mauricio e Tomas iniciaram a Guerra Civil Piemontesa com apoio espanhol. Os dois partidos na Guerra eram conhecidos como "principisti" (apoiantes dos príncipes) e "madamisti" (apoiantes da "Madama Reale," a regente Cristina). Com o apoio do seu irmão, o rei Luís XIII de França, a regente e rainha viúva conseguiu derrotar os que a desafiaram.

Casamento[editar | editar código-fonte]

Em 8 de dezembro de 1650, Henriqueta Adelaide casou com Fernando Maria, herdeiro do Príncipe-Eleitor da Baviera. No ano seguinte ele herdou a coroa quando seu pai, Maximiliano I, Eleitor da Baviera, morreu.

Henriqueta Adelaide teve uma forte influência nas relações exteriors bávaras a favor da França, a cuja família real pertencia a sua mãe. Isto levou a uma aliança entre a França e a Baviera contra o Sacro Imperador. Um dos resultados desta aliança foi o casamento da filha mais velha de Henriqueta Adelaide, Maria Ana Vitória, com o seu primo Luís, Grande Delfim de França (le Grand Dauphin), em 1680.

Ela teve um papel dirigente na construção do Palácio Nymphenburg e da Igreja Theatiner, em Munique. Muitos artistas italianos foram convidados para Munique, e ela também foi responsável pela introdução da ópera italiana na corte bávara.

Henriqueta morreu em Munique e foi sepultada na igreja Theatiner, templo cuja construção fora ordenada pelo marido como agradecimento pelo nascimento do tão esperado herdeiro da coroa bávara, o príncipe Maximilano Emanuel, em 1662.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Do casamento com Fernando Maria, Eleitor da Baviera teve sete filhos, dois dos quais tiveram descendência.

Para além destes partos, a princesa-eleitora sofreu três abortos: em junho de 1661, em março de 1664 e em 1674.[1]

Ascendência[editar | editar código-fonte]

Títulos, tratamentos, honras e armas[editar | editar código-fonte]

Títulos e tratamentos[editar | editar código-fonte]

  • 6 de novembro de 1636 – 8 de dezembro de 1650: Sua Alteza, a princesa Henriqueta Adelaide de Saboia
  • 8 de dezembro de 1650 – 27 de setembro de 1651: Sua Alteza Sereníssima, a Princesa-eleitoral da Baviera
  • 27 de setembro de 1651 – 13 de junho de 1676:Sua Alteza Sereníssima, a Eleitora da Baviera

Referências

  1. Marek, Miroslav. «Complete Genealogy of the House of Wittelsbach». Genealogy.EU 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Preuß: Henriette Adelheid, Kurfürstin von Baiern [In:] Allgemeine Deutsche Biographie (Allgemeine Deutsche Biographie - ADB). vol. 50, Duncker & Humblot, Leipzig 1905, pp. 198–200.
  • Roswitha von Bary: Henriette Adelaide. Kurfürstin von Bayern. Pustet, Regensburg 2004, ISBN 3-7917-1873-8.
  • Cornelia Kemp: Das Herzkabinett der Kurfürstin Henriette Adelaide in der Münchner Residenz. Eine preziöse Liebeskonzeption und ihre Ikonographie [In:] Münchner Jahrbuch der bildenden Kunst 33, 1982, ISSN 0077-1899, pp. 131–154.
  • Reinhold Baumstark: Abbild und Überhöhung in der höfischen Malerei unter Henriette Adelaide und dem jungen Max Emanuel [In:] Hubert Glaser: Kurfürst Max Emanuel. Bayern und Europa um 1700. vol. I: Zur Geschichte und Kunstgeschichte der Max-Emanuel-Zeit. Hirmer, Munich 1976, ISBN 3-7774-2790-X, pp. 171–205.
  • Else Strobl (1953) "Adelheid (Henriette Maria Adelaide) ". In Neue Deutsche Biographie (NDB). 1. Berlim: Duncker & Humblot. pp. 58 et seq.. (full text online) (em alemão)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Conteúdo relacionado com Princess Henriette Adelaide of Savoy no Wikimedia Commons

Precedido por
Maria Ana da Áustria
Coat of arms of Princess Henriette Adelaide of Savoy as Electress of Bavaria.png
Eleitora da Baviera

27 de setembro de 165113 de junho de 1679
Sucedido por
Maria Antónia da Áustria