Hepatite infecciosa canina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAdenovírus canino
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Grupo: Grupo I (dsDNA)
Família: Adenoviridae
Género: Mastadenovirus
Espécie: Canine adenovirus 1 (CAV-1)

Hepatite infecciosa canina é uma infecção do fígado de cães causada pelo adenovírus tipo-1 (CAV-1). O CAV-1 também causa essa doença em lobos, coiotes, ursos e encefalite em raposas.[1] O vírus é transmitido por meio de fezes, urina, saliva e secreção nasal de canídeos infectados. É contraído pela boca ou nariz. O vírus, então, se multiplica nas tonsilas e infecta rins e o fígado. O período de incubação dura de 4 a 7 dias.[2]

Sintomas incluem febre, depressão, perda de apetite, tosse e tensão no abdome. Edema na córnea e sinais de doença no fígado, como icterícia, vômitos e Encefalopatia hepática podem acontecer. Casos severos desenvolvem problemas de coagulação sanguínea e hematomas se formam na boca.[1] Morte pode ocorrer secundariamente a essa doença no fígado. Entretanto, muitos cães conseguem se recuperar, mas o edema na córnea e as lesões nos rins podem ser permanentes.[3]

Referências

  1. a b Carter, G.R.; Wise, D.J. (2006). «Adenoviridae». A Concise Review of Veterinary Virology. Consultado em 10 de junho de 2006 
  2. Ettinger, Stephen J.;Feldman, Edward C. (1995). Textbook of Veterinary Internal Medicine 4th ed. [S.l.]: W.B. Saunders Company. ISBN 0-7216-6795-3 
  3. «Infectious Canine Hepatitis: Introduction». The Merck Veterinary Manual. 2006. Consultado em 28 de janeiro de 2007