Herdeiro presuntivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Herdeiro presuntivo é uma pessoa que, por nomeação ou via proximidade de parentesco, tem o direito, que pode ser ratificado via testamento ou declaração, a um trono, título de nobreza ou outra honra hereditária, que só deixará de herdá-lo se um testamento dispuser o contrário ou se alguém cujo parentesco for mais próximo for nomeado.[1][2][3][4][5]

Herdeiros presuntivos atuais[editar | editar código-fonte]

Herdeiros presuntivos em via de serem aparentes[editar | editar código-fonte]

Leonor na Espanha e Fumihito do Japão já carregam os títulos de herdeiros, mas (muito eventualmente) se um varão nascer do Rei Felipe da Espanha e do Imperador Naruhito (as esposas já têm entre 49 e 60 anos de idade) eles serão substituídos na linha de sucessão.

Flag of Spain.svg Espanha S.A.R. Princesa-herdeira Leonor, Princesa das Astúrias

 Japão S.A.I. Príncipe-herdeiro Fumihito, Príncipe Akishino

Referências

  1. Michaelis 2019.
  2. Michaelis 2019a.
  3. Aulete 2019.
  4. US Legal 2019.
  5. «Heir presumptive». Reverso.net. Consultado em 7 de outubro de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]