Hermógenes Ferreira Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Hermógenes Ferreira Coelho (Goiás, 12 de julho de 1898Rio de Janeiro, 12 de junho de 1953) foi um empresário e político brasileiro.

Foi governador interino de Goiás, de 10 de maio a 12 de julho de 1936.

Vida Política e Parlamentar:

Deputado Estadual, 9ª Legislatura (1921-1924); eleito pelo 6ª círculo eleitoral; Conselheiro Municipal, cidade Goiás, novembro/1930; Deputado Estadual (PSR), Legislatura 1935-1937; Presidente da Assembléia Legislativa 1935, 1936. Governo Estadual, interino, 1936. Prefeito de Goiás, 1947-1950.

Filiado ao Partido Democrata, 1921/30; Filiado ao Partido Social Republicano, 1935/37; Diretório: União Democrática Nacional (UDN), março de 1949. Criador da UDB, em 1937, em São Paulo, para apoiar Armando Sales.

Empreendimentos:

Sócio majoritário da Empresa Goiana de Força e Luz, responsável pela iluminação de Goiás, Itaberaí e pela construção da hidrelétrica na Represa do Jaó, em Goiânia. A empresa vai ser encampada pelo Estado no governo de J. Ludovico (1954/58) e vai dar origem à Companhia Energética de Goiás-CELG. Proprietário da Casa Bancária Vieira & Coelho, adquirida pelo Goiás Banco que vai dar origem ao Banco do Estado de Goiás-BEG.

[1] [2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Pedro Ludovico Teixeira
Governador de Goiás
1936
Sucedido por
Pedro Ludovico Teixeira


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.