Hermann Volk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hermann Volk
Cardeal da Santa Igreja Romana
Bispo-emérito de Mogúncia
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Mogúncia
Nomeação 25 de março de 1962
Eleição 3 de março de 1962
Entrada solene 5 de junho de 1962
Predecessor Albert Stohr
Sucessor Karl Lehmann
Mandato 1962 — 1982
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 2 de abril de 1927
Catedral de Mogúncia
por Ludwig Maria Hugo
Nomeação episcopal 25 de março de 1962
Ordenação episcopal 5 de junho de 1962
Catedral de Mogúncia
por Hermann Josef Schäufele
Cardinalato
Criação 5 de março de 1973
por Papa Paulo VI
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santos Fabiano e Venâncio na Villa Fiorelli
Brasão
Coat of arms of Hermann Volk.svg
Lema DEUS OMNIA IN OMNIBUS
Dados pessoais
Nascimento Steinheim
27 de dezembro de 1903
Morte Mogúncia
1 de julho de 1988 (84 anos)
Nacionalidade alemão
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Hermann Volk (27 de dezembro de 1903 — 1 de julho de 1988) foi um cardeal alemão, bispo de Mogúncia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Franz Volk e Catharina Josepha Kaiser, fez a educação básica em Steinheim e a secundária, em Hanau. Depois foi para o Seminário de Mogúncia, onde estudou filosofia e teologia por quatro anos. Foi para Universidade de Münster, depois para a Universidade de Friburgo, na Suíça, 1935-1938 (doutorado em filosofia; tese: "Die Kreaturauffassung von Karl Barth"; doutorado em teologia; tese: "Emil Brun-ceiros Lehre von der ursprünglichen Gottesebenbildlichkeit des Menschen").[1]

Foi ordenado em 2 de abril de 1927, por Ludwig Maria Hugo, Bispo de Mogúncia. Foi professor assistente de teologia na Universidade de Münster, entre 1945-1946, professor entre 1946-1962 e reitor da universidade, no biênio 1954-1955. Prelado doméstico de Sua Santidade, em 25 de fevereiro de 1962.[1] Foi eleito Bispo de Mogúncia pelo capítulo da catedral em 3 de março de 1962.[1]

Confirmado como bispo em 25 de março de 1962, foi consagrado em 5 de junho de 1962, na Catedral de Mogúncia, por Hermann Schäufele, arcebispo de Freiburg im Breisgau, assistido por Karl Leiprecht, bispo de Rottenburg, e por Joseph Reuss, bispo-titular de Sinope, bispo-auxiliar de Mogúncia. Participou do Concílio Vaticano II.[1] Conhecido como um defensor do ecumenismo, o bispo dedicou-se a conciliar a Igreja Católica e as comunidades protestantes.[2]

Criado cardeal-presbítero no Consistório Ordinário Público de 1973, realizado em 5 de março, recebeu o barrete vermelho e o título de Santos Fabiano e Venâncio na Villa Fiorelli. Resignou ao governo da diocese em 27 de dezembro de 1982.[1]

Faleceu em Mogúncia em 1 de julho de 1988. Está sepultado na Catedral de Mogúncia.[1][2]

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. a b «Obituary: Herman Volk, Cardinal, 84». New York Times. 2 de julho de 1988 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Peter Hilger: "Kreatürlichkeit". Hermann Kardinal Volk als Theologe, in: Catholica, 44 (1990), S. 147-168.
  • Karl Kardinal Lehmann / Peter Reifenberg (Hg.): Zeuge des Wortes Gottes. Hermann Kardinal Volk. Matthias-Grünewald-Verlag, Mainz 2004, ISBN 3-7867-2552-7

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hermann Volk
Precedido por
Albert Stohr
Brasão episcopal
Bispo de Mogúncia

19621982
Sucedido por
Karl Lehmann
Precedido por
criação do titulus
External Ornaments of a Cardinal Bishop.svg
Cardeal-presbítero de Santos Fabiano e Venâncio na Villa Fiorelli

19731988
Sucedido por
Ján Chryzostom Korec, S.J.