Hermila Guedes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hermila Guedes
Nascimento 1 de janeiro de 1980 (37 anos)
Cabrobó, PE
Nacionalidade  brasileiro(a)
Ocupação atriz
Cônjuge Tatto Medini
Outros prêmios
Grande Prêmio Cinema Brasil
2008 - Melhor atriz por O Céu de Suely

Festival de Havana

2006 - Melhor atriz por O Céu de Suely

Troféu APCA

2006 - Melhor atriz da Mostra de SP, por O Céu de Suely

Festival de Cinema do Recife

Melhor atriz de curta-metragem

Cine Ceará

2000 - Melhor atriz de curta-metragem, por O Pedido
IMDb: (inglês)

Hermila Guedes (Cabrobó, 1º de janeiro de 1980)[1] é uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em Cabrobó,[2] Pernambuco, Hermila mudou-se com a irmã Hermana (mais nova) para Olinda aos 10 anos, depois que o pai, policial, foi assassinado.[1] Depois, mudaram-se para Recife, aonde ia desde muito cedo para tratamento de sua vitiligo.[1]

Em Recife, cursou a faculdade de Turismo e, depois, de Letras, na UFPE.[1] Chegou a trabalhar em agência de viagens, até que apareceu um teste para o curta-metragem O Pedido, de Adelina Pontual. Hermila foi aprovada e, em 2000, aos 20 anos, recebeu por esse trabalho o prêmio de melhor atriz de curta-metragem no 4º Festival de Cinema de Recife e no 10º Cine Ceará.[3]

No teatro, estreou com a peça A Duquesa dos Cajus, de Benjamim Santos, dirigida João Ferreira, em 1999. Depois vieram: Noite Feliz, em 2000; Paixão de Cristo, em 2001 (em cartaz até 2005); Meia Sola, em 2003; Angu de Sangue, 2004; e, no ano seguinte, Três Viúvas de Arthur.[1]

Seu primeiro longa-metragem foi Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes.[1] Em 2005, protagonizou o longa Céu de Suely, de Karim Aïnouz, que no ano seguinte lhe valeu os prêmios de melhor atriz nos festivais do Rio e Cine Goiânia, além do 28º Festival de Havana.[3]

Em 2006, a TV Globo convidou Hermila para viver a cantora Elis Regina no especial Por Toda a Minha Vida, dirigida por Ricardo Waddington e João Jardim. Em 2008, estreou em telenovelas vivendo a personagem Divina, na segunda versão de Ciranda de Pedra. No ano seguinte, passou a integrar o elenco fixo da telessérie Força Tarefa, que ficou no ar até 2010.[3]

Em 2011, entrou em cartaz com o filme Assalto ao Banco Central, de Marcos Paulo. Em agosto desse ano, a revista Status publicou ensaio sensual com a atriz.[4][5]

Hermila é casada com o ator Tatto Medini, com quem tem uma filha, Celina, nascida em 2008.[6]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Papel Notas
2007 Por Toda a Minha Vida - Elis Regina Elis Regina Minissérie (Rede Globo)
2008 Ciranda de Pedra Divina Novela (Rede Globo)
Agora Curta apresentadora
2009
2010
Força-Tarefa Selma Série (Rede Globo)
2011 Minha Vida é a Minha Cara apresentadora
2012 Amor Eterno Amor Marlene Novela (Rede Globo)
2016 Fim do Mundo Vitória Minissérie (Canal Brasil)

Cinema[editar | editar código-fonte]

Cinema
Ano Título Papel
2005 Cinema, Aspirinas e Urubus Jovelina
Entre Paredes Michele
2006 Rifa-Me Deise
O Céu de Suely Hermila/Suely
2007 Baixio das Bestas Dora
Deserto Feliz Pâmela
2008 Carnaval Inesquecível Laura
2011 Ponto Final Eliza
O Grande Kilapy Francisca
Assalto ao Banco Central Carla
2012 Boca Alaíde
Quinha Rosa

Teatro[editar | editar código-fonte]

Teatro
Ano Título
1999 A Duquesa dos Cajus
2000 Noite Feliz
2001 Paixão de Cristo
2003 Meia-Sola
2004 Angu de Sangue
2005 Três Viúvas de Artur
2011 Essa Febre Que não Passa

Referências

  1. a b c d e f «Hermila Guedes». História do Cinema Brasileiro. Consultado em 31 de agosto de 2011 
  2. Romero Rafael (s/d). «Sobre febres que não passam (entrevista)». Diário de Pernambuco on-line. Consultado em 31 de agosto de 2011  Verifique data em: |date= (ajuda)
  3. a b c «Hermila Guedes». A Gente Se Fala. Consultado em 31 de agosto de 2011 
  4. «Musa do filme 'Assalto ao Banco Central', Hermila Guedes posa sensual para a 'Status'». Jornal "Extra". 29 de julho de 2011. Consultado em 31 de agosto de 2011 
  5. «Pernambucana Hermila Guedes revela sua sensualidade na revista masculina Status». Diário de Pernambuco. 1 de agosto de 2011. Consultado em 31 de agosto de 2011 
  6. «24 horas com Hermila Guedes». Revista TPM. 18 de julho de 2011. Consultado em 31 de agosto de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.