Hernâni Donato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde maio de 2010).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hernâni Donato
Nascimento 12 de outubro de 1922
Botucatu, Brasil
Morte 22 de novembro de 2012 (90 anos)
São Paulo, Brasil
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Escritor, historiador, jornalista, professor, tradutor e roteirista
Prémios Prémio Jabuti 1982
Magnum opus 100 anos da Melhoramentos : 1890-1990

Hernâni Donato (Botucatu, 12 de outubro de 1922São Paulo, 22 de novembro de 2012[1]) foi um escritor, historiador, jornalista, professor, tradutor e roteirista brasileiro.

Ocupou a cadeira 1 da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras e, desde 1972, a cadeira 20 da Academia Paulista de Letras.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Aos 11 anos, escreveu (a quatro mãos com Francisco Marins) o romance infantil O Tesouro, publicada em capítulos no suplemento literário de um jornal dos Diários Associados.

Em São Paulo, estudou dramaturgia (na Escola de Arte Dramática) e sociologia, curso que abandonou para se aventurar em uma expedição que desbravaria uma antiga trilha indígena até o Paraguai (chamada Peabiru).

Foi presidente, em duas gestões sucessivas, do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo. Foi membro da Academia Paulista de História, sócio-correspondente do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba e do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais.

Colaborou com várias revistas — entre elas, a Veja — e jornais, e atuou na TV Tupi, TV Record, Nacional (antecessora da TV Globo). Foi funcionário público municipal e federal. Participou da comissão organizadora dos festejos do IV Centenário da cidade de São Paulo (1954) e de outros programas culturais.

Obras principais[editar | editar código-fonte]

Infantis
  • Histórias da Floresta
  • Apuros do Macaco Pium
  • Façanha do João Sabido
  • Novas Travessuras de Pedro Malasartes
  • Histórias dos Meninos Índios
Juvenis
  • O Tesouro, em folhetim
  • A Maravilhosa História dos Presentes de Natal
  • A Maravilhosa História do Presépio de Natal
  • A Palavra Escrita e Sua História
  • História do Calendário
  • A Longa História dos Transportes
Biografias
  • Raposo Tavares, o Vencedor dos Andes
  • Vital Brasil, o Domador de Serpentes
  • José de Alencar
  • Plácido de Castro
  • Casimiro de Abreu
  • Vicente de Carvalho
  • "Schliemann, Desenterrador de Cidades" (para o livro Os descobridores)
  • Manzoni
  • Cervantes, para o livro Os Escritores
  • Galileu Galilei
Contos
  • Contos Muito Humanos
  • Grandes Amores da História e da Lenda
  • Babel
Romances
  • Filhos do Destino
  • Chão Bruto (adaptado para o cinema em 1958 e 1976, ambas dirigidas por Dionísio Azevedo)
  • Selva Trágica (adaptado para o cinema)
  • O Rio do Tempo – romance do Aleijadinho
  • Núpcias com a Morte (publicado no jornal Última Hora)
Ensaios
  • "Darwin e seu 'A Origem das Espécies'" e "Einstein e sua Teoria da Relatividade", ambos na obra Os Livros que Abalaram o Mundo
Roteiros cinematográficos
História
  • Achegas para a História de Botucatu
  • Peabiru
  • Paulistas nas Guerras do Sul
  • Provérbios Rurais Paulistas
  • Dicionário das Batalhas Brasileiras
  • A Revolução de 1932
Traduções principais

Prêmios principais[editar | editar código-fonte]

Prêmio Afonso Arinos da ABL

  • 1977 - Babel

Prêmio Joaquim Nabuco da ABL

  • 1988 - Dicionário das Batalhas Brasileiras

Prêmio Saci do jornal O Estado de S. Paulo

  • Roteiro para o filme “Chão Bruto” (co-autoria)

Prêmio Governador do Estado de São Paulo

  • Chão Bruto - roteiro (co-autoria)

Prêmio Câmara Municipal de São Paulo

  • 1955 - pelos diálogos do filme Se a Cidade Contasse

Prêmio Prefeitura Municipal de São Paulo

  • A Batalha do Alumínio - roteiro (co-autoria)

Prêmio Clio da Academia Paulistana de História

  • 1983 - Dicionário das Batalhas Brasileiras
  • 1983 - A Revolução de 1932

Prêmio Fernando Chinaglia da União Brasileira de Escritores

  • 1979

Prêmio Especial da Associação Paulista de Críticos de Arte

  • 1987 - Dicionário das Batalhas Brasileiras

Referências

  1. «Botucatuense Hernani Donato morre aos 90 anos de idade». Aconteceu Botucatu. 22 de novembro de 2012. Consultado em 22 de novembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.