Hernando Arias de Saavedra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Hernandarias)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para cidades, veja Hernandarias (desambiguação).
Hernando Arias de Saavedra
Nascimento 10 de setembro de 1561
Assunção
Morte 1634 (73 anos)
Santa Fé
Cidadania Espanha
Ocupação explorador
Religião Catolicismo

Hernando Arias de Saavedra, também chamado de Hernandarias (abreviação do seu nome) (Assunção, 10 de setembro de 1561Santa Fé, 1634) foi um militar e político crioulo, primeiro nascido na América que ocupou o posto de governador de uma região colonial.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Assunção, filho de María de Sanabria e de Martín Suárez de Toledo,[1] oficial de Álvar Núñez Cabeza de Vaca, e neto de Mencia Calderón.

Em 1582, casou-se com Jerónima de Contreras, filha de Juan de Garay.

Foi Governador do Rio da Prata e do Paraguai durante três períodos: 1597 a 1599; 1602 a 1609, e 1615 a 1618.[2]

Empreendeu uma carreira militar com pouca idade e participou de inúmeras expedições de exploração e conquista nos atuais territórios de Paraguai e Argentina, entre elas a fundação de Concepción de Nuestra Señora. Seus feitos como oficial e administrador o levou à nomeação como governador de Assunção em 1592; ocupou o cargo de responsabilidade durante três períodos. Ao mesmo tempo, seu meio-irmão Fernando Trejo y Sanabria foi nomeado bispo de Assunção.

Governador de Buenos Aires[editar | editar código-fonte]

Em 1602 foi nomeado governador de Buenos Aires, posto que ocuparia até 1609. Tomou diversas medidas para estimular o crescimento da então pequena vila portuária, incluindo a criação das primeiras escolas, instalação de Olarias para a confecção de Tijolos e Telhas, e a reconstrução do Forte que protegia a cidade da invasão de Piratas. Ordenou ainda a construção de uma Torre defensiva para o Porto, localizado no Rio Matanza-Riachuelo na atual Vuelta de Rocha, após inúmeros saques e roubos dos corsários Ingleses em 18 de Março de 1607. Tomou também medidas contra o contrabando, causando a proibição do comércio de frutas do país e de escravos negros.

Durante seu período como governador de Buenos Aires, Hernandarias empreendeu várias viagens de exploração, incluindo expedições ao Uruguai e Brasil para conter o avanço dos bandeirantes portugueses e explorar a navegabilidade do Rio da Prata, e expedições para a Patagônia em busca da mística Cidade dos Césares.

Em 1603, Hernandarias modificou a Legislação no que diz respeito ao trabralho dos Aborígenes, eliminando as chamadas mitas e encomiendas, meios que os espanhóis usavam para se aproveitar do trabalho dos nativos em troca da sua evangelização. O rei Filipe III aprovou a reforma, e propôs a criação das Missões Jesuitas e Franciscanas na região atual do Paraguai.

Nomeado Governador novamente em 1615, por iniciativa própria, dividiu o governo do Rio da Prata em dois: Paraguai (que incluía as vilas de Assunção, Santiago de Xerez, Villa Rica e Ciudad Real) e Buenos Aires. Quase todos os governadores seguintes estavam comprometidos com o contrabando, o que levou a reivindicação de Hernandarias.

Hernandarias faleceu em 1634, aos 70 anos de idade, deixando três filhas: Gerónima, Isabel e Maria.

Criação de Gado Bovino[editar | editar código-fonte]

Assim que percorreu o atual território do Uruguai durante seis meses, dirigiu-se a Buenos Aires para relatar ao Rei da Espanha suas observações, descrevendo as terras do Rio Uruguai como sendo ótimas e recomendou a criação de gado que, a seu ver, renderia em poucos anos.

Anos depois, Hernandarias viajou novamante ao lugar que mais tarde seria Banda oriental, transportando uma importante quantia de gado que iniciaria a pecuária na região.

Referências

  1. Encarnación, Ciudad con Historia, em espanhol, acesso em 08 de outubro de 2017.
  2. HERNANDARIAS, EL PRIMER GOBERNADOR CRIOLLO DEL RIO DE LA PLATA, em espanhol, acesso em 08 de outubro de 2017.