Hexametileno-triperóxido-diamina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Hexametileno-triperóxido-diamina, ou HMTD é um composto químico orgânico alto explosivo, sintetizado pela primeira vez em 1885 por Legler.[1] A estrutura teórica presta-se a atuar como um iniciante, ou explosivo primário. Mesmo sendo completamente sensível ao choque e à fricção, era relativamente estável comparado a outros explosivos iniciantes da época, tal como o fulminato de mercúrio, e provou ser relativamente barato e fácil de ser sintetizado. Assim, foi facilmente elevado a explosivo primário em aplicações de mineração.[2] Entretanto, tem sido substituído desde então por compostos mais estáveis como o tetril.

Apesar de h´muito não ser usado em qualquer aplicação prática industrial e de mineração, ele permanece um explosivo feito em casa e tem sido usado em um largo número de atentatos suicidas ao redor do mundo, e foi provavelmente usado nas explosões dos atentatos de Londres em 7 de julho de 2005.[3] O New York Times relatou como o explosivo no plano de vôos transatlânticos de 2006.[4]

Referências

  1. Legler, L. Ber. 1885, 18, 3343-3351.
  2. Taylor, C. A.; Rinkenbach, W. H. Army Ordnance 1924. 5, 463-466
  3. "London bombers used everyday materials" Reuters, August 4, 2005, retrieved April 16, 2006
  4. Van Natta Jr., Don; Elaine Sciolino, Stephen Grey (27 de agosto de 2006). «In Tapes, Receipts and a Diary, Details of the British Terror Case». New York Times. Consultado em 12 de outubro de 2006 
Ícone de esboço Este artigo sobre um composto orgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.