Hiérocles de Alexandria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas do mesmo nome, veja Hiérocles.
Hiérocles de Alexandria
Nascimento Desconhecido
Morte Desconhecido
Cidadania Império Bizantino
Ocupação filósofo, escritor

Hiérocles de Alexandria foi um escritor neoplatónico grego cuja actividade se desenvolveu até cerca do ano 430.

Estudou com o neoplatónico Plutarco de Atenas no começo do século V na cidade de Atenas e ensinou durante alguns anos na sua cidade natal. Aparentemente foi exilado de Alexandria e começou a viver em Constantinopla, onde produziu tais ofensas pelas quais foi preso e flagelado com crueldade. Não existem registos das causas do seu encarceramento; as informações que dizem que foi por causa de ser pagão são meras especulações.

Sua única obra completa que chegou aos nossos dias é o comentário aos Versos dourados de Pitágoras

Hiérocles teve grande reputação durante a Idade Média e o Renascimento e existem numerosas traduções para várias línguas europeias. Fócio e Estobeu citam e fazem menção de vários outros escritos, em especial um sobre a providência e o destino, um tratado consolatório dedicado a seu patrono, Olimpiodoro de Tebas. Hiérocles argumentou contra o fatalismo astrológico pois este sustem-se mais numa necessidade irracional do que numa necessidade divina, uma racional providência divina. Por esse mesmo motivo opô-se à teurgia e às práticas mágicas enquanto tentativas de superar a ordem da divina providência.[1]

Ainda que Hiérocles nunca mencione o cristianismo no que resta das suas obras, os seus escritos foram considerados uma tentativa de harmonização da tradilção religiosa grega e as crenças cristãs que encontrou em Constantinopla.[2]

A colecção de cerca de 260 frases atribuídas a Hiérocles e a Filágrio não tem conexão com Hiérocles de Alexandria, mas provavelmente será uma compilação mais tardia, fundadas em outras duas colecções anteriores. Está-se de acordo hoje em dia que os fragmentos dos Elementos de Ética conservados en Estobeu são do estoico chamado Hiérocles, um contemporâneo de Epicteto que foi identificado com o fragmento "Hierocles stoicus vir sanctus et gravis" de Aulo Gélio (IX, 5, 8). Esta teoria foi confirmada através da descoberta de um papiro.[3]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Hermann S. Schibli, Hierocles of Alexandria, Oxford University Press, Oxford, 2002. ISBN 0-19-924921-0.
  • Hierokles, Kommentar zum pythagoreischen Goldenen Gedicht, Wilhelm Köhler von Friedrich (ed.), Teubner, Stuttgart, 1983. ISBN 3-519-04042-5

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Marilynn Lawrence, "Hellenistic Astrology", en James Fieser & Bradley Dowden (eds.), Internet History of Philosophy (em inglês) Consultado em 11-12-2010.
  2. Henry Wace & William C. Piercy (eds.), A Dictionary of Early Christian Biography, VOZ: "Hierocles of Alexandria, a philosopher", Hendrickson Publishers, 1999, ISBN 1-56563-460-8 (em inglês) Consultado em 11-12-2010.
  3. ed. H. von Arnim en Berliner Kiassikertexte, IV. 1906.