Hidropisia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Abril de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Hidropisia (do latim hydropisis, por sua vez do grego ὕδρωψ, de ὕδωρ [água]) é a acumulação anormal de fluido nas cavidades naturais do corpo ou no tecido celular. O termo pode ser usado como sinônimo de edema. Historicamente, hidropisia, como doença, designava a causa principal dos edemas generalizados, a saber, a insuficiência cardíaca congestiva. Diz-se "hidrópico" o indivíduo que sofre da doença.

A hidropisia é causada por distúrbios na circulação do sangue pode ter uma distribuição generalizada, ocorrendo em quase todas as partes do corpo, ou pode ser local, isto é, apresentar-se em uma parte apenas do corpo. À hidropisia geral dá-se o nome de anasarca. A hidropisia é mais comum no abdome, no peito, no encéfalo, nos rins, nas pernas e em torno dos olhos. Pode ser reconhecida pela formação de pequenas depressões que persistem quando se faz pressão sobre a parte afetada.

É uma doença que é citada na Bíblia no Livro de Lucas capítulo 14 versículos de 1 a 6 em que Jesus cura um homem hidrópico.

A doença é citada, ainda, no livro A Divina Comédia. Segundo Dante Alighieri, os falsificadores de moeda, localizados na última vala do oitavo círculo do inferno, sofriam de hidropisia.


Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.