Hiempsal II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura o rei assassinado por Jugurta, veja Hiempsal I.
Hiempsal II
Nascimento século II a.C.
Morte século I a.C.
Progenitores
  • Gauda
Filho(s) Juba I
Irmão(s) Aderbale
Ocupação escritor, regente

Hiempsal II[carece de fontes?] ou Hiêmpsal II[1] foi um rei da Numídia.

Pompeu foi enviado à África por Sula para lutar contra Domício, um antigo aliado de Mário que havia cruzado para a África com uma grande força e havia se transformado de exilado em tirano.[2] Após derrotar e matar Domício, Pompeu derrotou o rei Iarbas, aliado de Domício, entregando seu reino a Hiempsal.[3]

Hiempsal havia sido expulso do reino pelos númidas.[4] Aproveitando a boa sorte e o momento das suas tropas, Pompeu invadiu a Numídia,[3] e conquistou todas as cidades dos bárbaros; declarando que até mesmo as feras africanas em seus lares deveriam experimentar a coragem e a força dos romanos, Pompeu passou vários dias caçando leões e elefantes.[5]

Hiempsal foi restaurado com rei por Pompeu.[4] Por esta vitória, Pompeu celebrou um triunfo, mesmo sendo muito jovem [4] (ele tinha vinte e quatro anos de idade) [5] e da ordem equestre.[4][Nota 1]

Ele foi o pai de Juba I.[6]

Notas e referências

Notas

  1. O Fasti Capitolini Consulares et Triumphales omite os triunfos entre os anos 80 a.C. e 63 a.C., mas em 61 a.C. Pompeu celebra seu terceiro triunfo [em linha]

Referências

  1. Gonçalves, Rebelo (1947). Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa. Coimbra: Atlântida - Livraria Editora. p. 9 
  2. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Pompeu, 11.1 [em linha]
  3. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Pompeu, 12.4
  4. a b c d Apiano, As Guerras Civis, Livro I, IX.80 [em linha]
  5. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Pompeu, 12.5
  6. Dião Cássio, História de Roma, Livro XLI, 41.3