Hindemburg Melão Jr.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hindemburg Melão Jr., fevereiro de 2017

Hindemburg Melão Júnior é um polímata autodidata, investidor e recordista mundial de mate anunciado mais longo em simultâneas de xadrez às cegas.[1] Autor de mais de 1600 artigos sobre diversos temas científicos, filosóficos, culturais, educacionais, financeiros, religiosos e outros, sendo mais de 300 artigos sobre investimentos,[2] mais de 400 artigos sobre psicometria e cognição, mais de 500 sobre xadrez.[3][4][5][6][7][8][9][10][11]

Polímata[editar | editar código-fonte]

Seus trabalhos se concentram em econometria e gerenciamento de riscopsicometria e ciência cognitivaastronomiateoria dos númerosteologiabiofísica e antropometria. Nestes campos, foi autor de algumas inovações relevantes, entre as quais um método para normatização de testes em escala de proporção, dois testes cognitivos que complementam os testes de QI tradicionais, no sentido de aferir adequadamente escores nos níveis mais altos (de 135 a 200), a partir dos quais os testes tradicionais deixam de produzir escores fidedignos. Em 1992, apresentou uma "demonstração" incorreta para o Último Teorema de Fermat, sendo seu erro basicamente igual ao que foi cometido em 2003, na "demonstração" incorreta apresentada pelo professor de Matemática na Zhejiang University, Dr. Kaida Shi. Em 1993, desenvolveu um sistema óptico a que chamou "máquina da invisibilidade", cujo resumo da descrição foi publicado em 2000 e 2001, em algumas revistas internacionais, tais como Mensalainen,ComMensal e Gift of Fire, e em 2003 o Professor Emérito da Universidade Tóquio, Susumu Tachi construiu, independentemente, um protótipo simplificado, baseado no mesmo princípio, porém que só produz o efeito de "invisibilidade" (translucidez) de um dos lados, enquanto o projeto de Hindemburg de 1993, seria invisível sob qualquer ângulo de observação. Ainda não existe tecnologia adequada para que se possa construir o projeto proposto em 1993, mas é possível que isso aconteça nas próximas décadas. Em 1992, criou um método para calcular fatoriais de números não inteiros, e em 1994 este trabalho foi inscrito num concurso científico da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, seguindo sugestão de seu amigo Rafael Zakowicz, doutorando em Engenharia pela USP. O trabalho foi premiado pelo IBECC e muito elogiado pelo Prof. Dr. Antonio Piza, então diretor do Departamento de Física matemática da USP. Em 2002, propôs uma conjectura sobre o número máximo de hipervolumes que podem ser gerados por variedades que intersectam um politopo regular com qualquer número de dimensões. Em 2002, Hindemburg publicou um artigo no qual reformulou o método para cálculo do índice de massa corporal, melhorando substancialmente a acurácia com o novo método e adequando o conceito de IMC às Leis Físicas, por levar em consideração fatores como a correta dimensão fractal do corpo humano e o conceito de resistência dos materiais.[12][13]

Xadrez[editar | editar código-fonte]

Estabeleceu um recorde mundial de mate anunciado mais longo em simultâneas de Xadrez às cegas, em evento realizado no CXSP, em 1997, e foi registrado no Guinness Book de 1998. Nesta ocasião, superou os recordes anteriores de Joseph Henry Blackburne (Londres, 1877) e Samuel Rosenthal (Londres, 1885). É autor de mais de 400 trabalhos de análise publicados em revistas internacionais de Xadrez, como Sahovski Informator, Chess Base Magazine, Megadatabase, La Mecca Encyclopaedia of Chess, Encyclopedia of Chess Openings e Super Ajadrez Hispanoamericano. Também se destacou como analista no Šahovski Informator,[10][11][14][15][16] principal periódico internacional de Xadrez, tendo uma de suas novidades teóricas eleita uma das 10 melhores do mundo e outra eleita uma das 19 melhores do mundo, pelos 10 grandes mestres internacionais que constituem o juri do Sahovski. Como jogador epistolar, foi campeão invicto nos dois torneios internacionais de que participou, ambos em 2000, e classificou-se para representar o Brasil na semifinal do Campeonato Mundial ICCF, obtendo um rating 2489.[17][18] Depois disso, abandonou o Xadrez de competições, embora tenha recebido convites do Grande Mestre Internacional Salvador Homce De Cresce, para representar o Brasil nas Olimpíadas de Xadrez ICCF, e do Mestre Internacional Mário Céteras, da Romênia, para jogar por aquele país na Liga Europeia dos Campeões, mas declinou ambos os convites. Em 2012, sua vaga para disputar a semifinal do mundial ICCF expiraria, caso não a utilizasse, e aceitou o convite para voltar a participar de competições ICCF, porém não foi orientado corretamente pelo diretor do evento, o brasileiro J. A. P, que levou cerca de 2 semanas para responder a um e-mail sobre os procedimentos para solicitação de férias e o controle de tempo, e a resposta só veio alguns dias após a intervenção do Mestre Internacional Natalino Constâncio Ferreira, que precisou solicitar ao diretor do evento que respondesse ao que lhe foi questionado. Isso resultou na derrota pelo tempo em uma das partidas em que Hindemburg tinha posição equilibrada. Todas as partidas do evento podem ser verificadas no website da ICCF, e em todas as partidas Hindemburg estava em posição um pouco melhor ou igualada, no entanto, ao abandonar o evento, todas as partidas foram perdidas e seu rating caiu para 2328.[19] Um detalhe importante que precisa ser esclarecido é que nos eventos ICCF, diferentemente dos eventos da FIDE, o controle de tempo de 50 dias para cada 10 lances pode expirar se transcorrer determinado número de dias sem executar nenhum lance, ou seja: mesmo que sejam completados os 10 lances dentro do prazo de 50 dias, se passar 10 dias sem executar nenhum lance, isso resulta na perda da partida. E foi exatamente este o problema. Isso pode suscitar alguma polêmica sobre o nível de responsabilidade do diretor do evento em orientar os competidores sobre esta diferença das regras da ICCF em relação às regras da FIDE, e o nível de responsabilidade dos próprios jogadores em buscar obter a informação.[20]

Na entrevista para o site "Xadrez Brasileiro",[21] Hindemburg defende uma visão cética em relação aos efeitos pedagógicos do Xadrez. Por um lado, opina que acredita que o Xadrez proporciona benefícios a seus praticantes, no sentido de melhorar a concentração, memória, capacidade analítica etc. Por outro lado, enfatiza que esta é sua visão pessoal (e compartilhada pela maioria dos enxadristas), mas esclarece que não existem evidências científicas baseadas em estudos rigorosos que corroborem essa tese, e chama a atenção para a necessidade de pesquisas que possam vir a corroborar ou refutar estas crenças. Na mesma entrevista, opõe-se à obrigatoriedade do ensino de Xadrez (e de outras disciplinas). Defende que o Xadrez deveria ser oferecido como disciplina facultativa, mas a decisão de aprender Xadrez deveria ser dos próprios alunos.

Em fevereiro de 2014, foi homenageado no site "Reino de Caissa", pela autoria do texto "Tributo à Deusa Caissa".

Mercado Financeiro[editar | editar código-fonte]

Seus estudos sobre o mercado financeiro resultaram na criação do Saturno V, um programa de inteligência artificial que analisa ininterruptamente as cotações de instrumentos financeiros, em busca de padrões morfológicos que se repetem dentro de determinado espectro de similaridade, e utiliza a reincidência destes padrões para calcular assimetrias nas probabilidades de que os movimentos das cotações sigam em determinada direção. Ao longo da evolução e do aprimoramento do Saturno V, escreveu mais de 250 artigos técnicos relatando os resultados das pesquisas realizadas com seu robô, cobrindo temas relacionados a algoritmos genéticos e ranqueamento de genótipos, filtragem de ruídos, reconhecimento de padrões, aprendizado de máquina, seleção e validação de estratégias, criou algumas novas ferramentas e índices para gerenciamento de risco, bem como apontou falhas nos trabalhos dos ganhadores do Nobel de Economia Myron Scholes (fórmula de Black-Scholes) e William Sharpe (índice de Sharpe), e apresentou soluções aos problemas abordados por estes economistas que, em sua opinião, são superiores às tradicionais. A eficiência do Saturno V foi testada em backtests desde 16/02/1885 no DJI, desde 1971 em Forex e confirmada em contas reais desde 18/08/2010[22][23]

Em janeiro de 2013, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) publicou uma deliberação impedindo Hindemburg de exercer a função de gestor e de fazer ofertas de valores mobiliários no Brasil.[24] O motivo da proibição é que Hindemburg não possui os certificados exigidos por esta autarquia para o exercício destas atividades. Hindemburg acatou à decisão. Em seguida, foi promovido um abaixo-assinado[25] solicitando que lhe fosse conferido um certificado especial, com fundamento no Artigo 4º, §2º, da Instrução 306 da CVM, em que Hindemburg recebesse autorização para atuar como gestor de investimentos. Vários gestores profissionais e outras autoridades no Mercado Financeiro se solidarizaram e assinaram a petição. Na página da petição, um dos argumentos apresentados é que o sistema Saturno V, desenvolvido por Hindemburg, gerou resultados superiores a todos os 283 fundos de investimento administrados por gestores certificados, fundos estes ranqueados pela revista InfoMoney. Os extratos com os resultados detalhados obtidos pelo Saturno V foram disponibilizados na própria petição, bem como foi colocada à disposição da CVM a informação de login e senha para acesso direto às corretoras. No entanto ainda não houve a emissão de um certificado que regularize essa situação. Em 04/01/2016 entrará em vigor a nova edição da Instrução 558,[26][necessário esclarecer] que regula a emissão de certificado de gestores. A nova Lei elimina a exigência de tempo de experiência para obtenção do certificado.

Foi palestrante no Congresso Nacional de Robôs e Algoritmos 2015, sobre os temas "Um pouco além do índice de Sharpe"[27] e "Testagem e avaliação de estratégias de investimentos".[28]

A partir de abril de 2016, o sistema Saturno V começou a ser utilizado pelo fundo Aleph, e conquistou alguns prêmios internacionais e boas classificações em rankings de fundos, inclusive 2º colocado no ranking da IASG, à frente de mais de 500 fundos de vários países, e 1º colocado entre fundos sistemáticos da Barclay Hedge, do qual participam milhares de fundos de vários países.[29][30]

Em 2017, Hindemburg participou do programa "Shark Tank Brasil: Negociando com Tubarões" do canal Sony (2ª temporada, episódio 16), oferecendo a participação societária de 10% de uma gestora que atuará no Brasil a partir de 2018 e que utilizará o Saturno V. Recebeu uma contraproposta de 25% do mega empresário proprietário da Chilli Beans, Caito Maia, mas foi recusada por Hindemburg.[31]

Inovações Científicas, Descobertas, Invenções[editar | editar código-fonte]

Psicometria e Cognição[editar | editar código-fonte]

Hindemburg é fundador da Sigma Society,[32] uma associação multidisciplinar para pessoas com elevado Q.I. que reúne mais de 200 membros de 40 países, em 5 continentes.[33][34] Desenvolveu o Sigma Test, disponível em mais de 10 idiomas e aceito como critério para admissão em mais de vinte sociedades de elevado QI. É autor de dezenas de inovações e aprimoramentos em Teoria de Resposta ao Item, Teoria Clássica dos Testes e modelos cognitivos.

Índice de Massa Corporal[editar | editar código-fonte]

Ao constatar que o cálculo de IMC tradicional adota a premissa implícita de que o corpo humano é uma estrutura bidimensional, o que implica um erro conceitual, Hindemburg propôs uma fórmula em que o IMC é determinado com base na dimensão fractal correta do corpo humano, estimada por ele em cerca de 2,53, com base na dimensão fractal de várias estruturas semelhantes cuja dimensão seja conhecida, em particular a mitocôndria. Além disso, levou em consideração que os efeitos produzidos pela força da gravidade sobre os tecidos do corpo fazem com que estruturas maiores sejam desproporcionalmente mais frágeis do que estruturas menores mantidas em escala, por isso uma pulga salta muitas dezenas de vezes seu próprio tamanho, um canguru salta apenas poucas vezes e um elefante não consegue saltar. Este é um conceito contra-intuitivo que surpreendeu ao arquiteto Vitrúvio, ao constatar que uma obra arquitetônica que mantivesse as mesmas proporções de uma maquete e fosse feita com os mesmos materiais da maquete, desmoronava sob o próprio peso, enquanto a maquete se mantinha firme. Para que a estrutura maior ficasse firme, as paredes precisavam ser desproporcionalmente mais espessas do que na maquete. Séculos depois, Galileu fez estudos sistemáticos sobre esse fenômeno e dedicou o livro Duas Novas Ciências a esse tema. Em 2008, Hindemburg transformou o artigo no livro "IMC na Balança", descrevendo os conceitos de forma didática e acessível. O trabalho não recebeu atenção e permanece pouco conhecido. Em 2013, cerca de 11 anos depois de Hindemburg ter publicado seu artigo original, Nick Trefethen, professor e chefe do Grupo de Análise Numérica do Instituto de Matemática da Universidade de Oxford, publicou um trabalho basicamente igual à primeira metade do artigo de 2002 de Hindemburg, tratando da dimensão fractal correta (Trefethen estimou em 2,5), mas ainda deixando de considerar os efeitos gravitacionais. O artigo de Nick Trefethen teve grande repercussão na mídia britânica e mundial, inclusive no Brasil. A fórmula proposta por Hindemburg é:[9][35]

em que m é a massa e h é a altura da pessoa.


Referências

  1. Guinness Book of Records. [S.l.: s.n.] 1998, pp. 110-111. ISBN 85-86293-64-4  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda); Verifique data em: |ano= (ajuda)
  2. Hindemburg Melao Jr. (2005 a 2015). «Seção de Artigos». Hindemburg Melao Jr. Consultado em 10/062015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  3. Matanović, Alexander (1966-2015). Sahovski Informator. [S.l.: s.n.] ISBN 978-8672970753 
  4. «Chess Base». 1997–2004. Consultado em 16 de junho de 2015 
  5. Maximiliano Alvarez (1997-2000). «Super Ajedrez Hispanoamericano». Consultado em 1997-2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. Gerson Peres Batista (2012–2015). «Clube de Xadrez Online». Consultado em 16 de junho de 2015 
  7. «La Mecca Encyclopedia of Chess». 1997–2006. Consultado em 16 de junho de 2015 
  8. Matanović, Alexander (1971-2010). Encyclopedia of Chess Openings. [S.l.: s.n.] ISBN 978-8672970234 
  9. a b IMC na Balança, Ed. Ferrari, 2009 ISBN 9788561306182
  10. a b Peter J. Tamburro (2000). Learn Chess from the Greats. [S.l.]: Courier Corporation. p. 19. ISBN 978-0-486-41373-0 
  11. a b F. Betschart. "O gênio mora ao lado" janeiro de 2006 (texto também parcialmente publicado no jornal O Atibaiense, ed. 7569, de 14 de janeiro de 2006)
  12. IMC na Balança, Ed. Ferrari, 2009 ISBN 9788561306182
  13. "Cientistas estudam nova fórmula para medir IMC; calcule a diferença", Jornal Zero Hora. (23 de janeiro de 2013)
  14. Aleksandar Matanovic, Branko Tadic, Jovan Prokopljevic; et al. 1000 TN!!: The Best Theoretical Novelties. [S.l.]: Chess Informant. ISBN 978-86-7297-062-3 
  15. Colunas de Melao sobre Xadrez no Portal Super Ajedrez
  16. Chess Informant – The Encyclopaedia of Chess
  17. http://www.cxeb.org.br/zoe16p01.htm
  18. https://www.iccf.com/event?id=38628
  19. Federação Internacional de Xadrez por Correspondência: Melão Jr., Hindemburg
  20. http://documents.iccf.com.s3.amazonaws.com/Rules/ICCF%20Tournament%20Rules%2001.01.2015.pdf
  21. «ENTREVISTA 64 - HINDEMBURG MELÃO JR.». Xadrez Brasileiro. Consultado em 5 de novembro de 2015 
  22. «Saturno V» 
  23. «Saturno V» 
  24. «CVM determina suspensão do fundo de investimento Saturno V». 8 de janeiro de 2013. Consultado em 31 de maio de 2015 
  25. «Petição junto à IOSCO e CVM» 
  26. CVM (27 de março de 2015). «Instrução 558 da Comissão de Valores Mobiliários». Consultado em 5 de novembro de 2015 
  27. Melao. «Palestra "Um pouco além do índice de Sharpe"». www.saturnov.com. Consultado em 20 de julho de 2015 
  28. Site do Congresso Nacional de Robôs de Investimentos (ConaRobo), 2ª edição; seção "Conheça os palestrantes"
  29. Melao. «Prêmios (update 29-04-2017)». www.saturnov.com. Consultado em 8 de outubro de 2017 
  30. Melao. «Aleph em 2º no ranking IASG +17,61% em 1 mês». www.saturnov.com. Consultado em 8 de outubro de 2017 
  31. Melao. «Shark Tank Brasil - Episódio 16». www.saturnov.com. Consultado em 8 de outubro de 2017 
  32. Sociedades altos do IQ classificadas por fundador, www.iqsociety.org/..., (2015 Outubro 11)
  33. Rede Globo: Fantástico, "Teste de QI" (18 de dezembro de 2005)
  34. Revista El Hombre. "A Vida de Hindemburg Melão Jr" (1 de Novembro de 2012)
  35. "Cientistas estudam nova fórmula para medir IMC; calcule a diferença", Jornal Zero Hora. (23 de janeiro de 2013)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]