Hino de Mato Grosso do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino de Mato Grosso do Sul

Hino do estado de  Mato Grosso do Sul
Letra Jorge Antônio Siufi
Otávio Gomes
Composição Radamés Gnattali
Adotado 1979[1]
Texto original (Wikisource)
Wikisource-logo.svg Hino do estado de Mato Grosso do Sul

O Hino de Mato Grosso do Sul foi escolhido por concurso. Foi instituído pelo decreto nº 3 de 1 de janeiro de 1979 e tem letra de Jorge Antônio Siufi e Otávio Gonçalves Gomes, e música de Radamés Gnattali.[1]

O hino ressalta as belezas naturais do estado e traz diversos personagens históricos. São eles:

Letra[editar | editar código-fonte]

Os celeiros de farturas,

Sob um céu de puro azul,

Reforjaram em Mato Grosso do Sul

Uma gente audaz.


Tuas matas e teus campos,

O esplendor do Pantanal,

E teus rios são tão ricos

Que não há igual.


(Refrão)

A pujança e a grandeza

de fertilidades mil,

São o orgulho e a certeza

Do futuro do Brasil.


Moldurados pelas serras,

Campos grandes: Vacaria,

Rememoram desbravadores,

Heróis, tanta galhardia!


Vespasiano, Camisão

E o tenente Antônio João,

Guaicurus, Ricardo Franco,

Glória e tradição!


(Refrão)

A pujança e a grandeza

de fertilidades mil,

São o orgulho e a certeza

Do futuro do Brasil.[3]

Referências

  1. a b Volta das Nações. «Decreto que institui o Hino de Mato Grosso do Sul». Consultado em 10 de janeiro de 2015 
  2. G1 Mato Grosso do Sul. «No aniversário de 36 anos de MS, conheça a história do hino do estado». Consultado em 24 de fevereiro de 2015 
  3. SEMED Campo Grande. «Hinos». Consultado em 24 de fevereiro de 2015 


Ícone de esboço Este artigo sobre um hino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.