Hino de Sergipe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do Estado de Sergipe
Brasão de Sergipe.

Hino do estado de  Sergipe
Letra Manoel Joaquim de Oliveira Campos
Composição José de Santa Cecília
Adotado 1836
Texto original (Wikisource)
Wikisource-logo.svg Hino do estado de Sergipe

O Hino de Sergipe é o mais antigo símbolo em uso no estado de Sergipe e foi oficializado pela Assembléia Provincial em 5 de julho de 1836.[1]

A letra é do poeta e professor Manoel Joaquim de Oliveira Campos e a música é do Frei José de Santa Cecília, ambos sergipanos.[1] O seu título é "Alegrai-vos Sergipanos" e seus versos lembram a emancipação política da então Capitania de Sergipe del-Rei da Capitania da Baía de Todos os Santos (atual Bahia), fato ocorrido em 8 de julho de 1820.[2]

O hino é cantado ou tocado por bandas de música em solenidades oficiais, como posse de autoridades do estado e cerimônias comemorativas.

A melodia do hino foi inspirada em trecho da peça L'Italiana in Algeri de Gioachino Rossini.[2]

Letra[editar | editar código-fonte]

Alegrai-vos, Sergipanos,

Eis que surge a mais bella aurora

Do aureo jucundo dia

Que a Sergipe honra e decora


O dia brilhante,

Que vimos raiar,

Com canticos doces

Vamos festejar


A bem de seus filhos todos,

Quis o Brasil se lembrar

De o seu immenso terreno

Em provincias separar.


Isto se fez, mas contudo

Tão commodo não ficou,

Como por más consequências

Depois se verificou.


Cansado da dependência

Com a província maior,

Sergipe ardente procura

Um bem mais consolador.


Alça a voz que o Throno sobe,

Que ao Soberano excitou;

E, curvo o Throno a seus votos,

Independente ficou.


Eis, Patricios Sergipanos,

Nossa dita singular,

Com doces e alegres cantos

Nós devemos festejar.


Mandemos porém ao longe

Essa espécie de rancor;

Que inda hoje alguém conserva

Aos da provincia maior.


A união mais constante

Nos deverá consagrar,

Sustentando a Liberdade

De que queremos gozar.


Se vier danosa intriga,

Nossos lares habitar,

Desfeitos aos nossos gostos

Tudo em flor há de murchar.[1]

Referências

  1. a b c Conheça Sergipe. «Hino de Sergipe». Consultado em 29 de agosto de 2017. 
  2. a b Agência Sergipe de Notícias. «Bandeira e hino sergipanos revelam curiosidades sobre estado». Consultado em 29 de agosto de 2017. 


Ícone de esboço Este artigo sobre um hino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.