Hipertiroidismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hipertiroidismo
Triiodotironina (T3) e tetraiodotironina (T4) são as duas formas do hormônio da tireoide.
Classificação e recursos externos
CID-10 E05
CID-9 242.9
DiseasesDB 6348
MedlinePlus 000356
eMedicine med/1109
MeSH D006980

Hipertiroidismo, Hipertireoidismo, ou Tirotoxicose é uma doença endócrina caracterizada pelo excesso de produção de hormônio pela glândula tireoide. Tirotoxicose é o resultado clinico, fisiológico e bioquímico do excesso de hormônios tireoides: tetraiodotironina (também conhecido como tiroxina ou T4), triiodotironina (T3) ou de ambos. Geralmente os doentes com hipertiroidismo têm tirotoxicose mas o contrário nem sempre se verifica.

Causas[editar | editar código-fonte]

As principais causas do hipertireoidismo são[1]:

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Exoftalmia, um sintoma característico de hipertiroidismo.

A tireotoxicose e o hipertireoidismo podem ser assintomáticos, mas quando não o são, os sintomas são devido a um excesso de T3, que estimula em excesso o metabolismo e exacerba os efeitos do sistema nervoso simpático, causando aceleração de vários sistemas corporais e sintomas que se parecem como uma sobredose de epinefrina (adrenalina). Pode ocorrer uma variedade de manifestações clínicas como[3]:

Nem todos sintomas são perceptíveis, mas tendem a piorar enquanto a quantidade de hormônio for excessiva.

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

É necessária a dosagem dos níveis de hormônio estimulante da tireoide (TSH,) T3 e T4 no sangue. É comum o achado de níveis baixos de TSH associado a níveis normais de T4 (hipertiroidismo subclínico). No caso de hipertiroidismo por aumento de secreção de TSH (hipertiroidismo central, ou hipofisário) encontram-se níveis altos de T4 associado a níveis normais ou altos de TSH.

Epidemiologia[editar | editar código-fonte]

É 3 vezes mais comum em mulheres, afetando 1 em cada 1000 mulheres e 3 em cada 10.000 homens. Dependendo do tipo pode ser mais comum depois dos 30, 40 ou 50 anos.[4]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

Medicamentos antitireoidianos podem inibir a produção de hormônios da tiroide, por exemplo o carbimazol, o metimazol e o propiltiouracil. Alternativas incluem cirurgia para extrair parte ou quase toda a tireoide (tiroidectomia), o uso de betabloqueadores e o uso de iodo radioativo (I-131) para inibir a atividade da glândula (tratamento usado há mais de 60 anos com bons resultados).[5]

O uso de colírio anti-inflamatório e lubrificante pode amenizar os olhos saltados. Parar de fumar é essencial nesse tratamento. Casos graves podem exigir cirurgia para descompressão dos nervos e artérias oculares.

Em gatos[editar | editar código-fonte]

É comum em gatos idosos, afetando cerca de 2% dos gatos com mais de 10 anos. Geralmente é causado por um tumor benigno [6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Portal A Wikipédia possui o portal:
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.