Hipseu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Hipseu, na mitologia grega, era filho da ninfa Creúsa com o deus-rio Peneu, filho de Oceano e Tétis[1]. Segundo Píndaro, Creúsa era filha de Gaia.[2] O nome da sua irmã era Stylbê, com quem Apolo teve os filhos Lapithes e Centaurus[1]; os lápitas eram assim chamados por causa de Lapithes[3].

Astyaguia, filha de Hipseu, se casou com seu primo Periphas, filho de Lapithes, com quem teve oito filhos, sendo o mais velho Antion, pai de Íxion[4].

Outra filha de Hipseu, Cirene, muito bela, foi raptada por Apolo e levada para a Líbia[5], onde deu à luz Aristeu[6]; mais tarde Apolo fundou, na Líbia, a cidade de Cirene, cujo nome deriva da filha de Hipseu[5].

Temisto, filha de Hipseu, foi a terceira esposa de Atamante.[7] Atamante foi banido da Beócia e, perguntando ao deus onde devia morar, recebeu do oráculo a instrução que deveria morar onde ele fosse alimentado por animais selvagens; ele encontrou um grupo de lobos devorando ovelhas, mas quando os lobos o viram, fugiram, deixando a sua presa.[7] Atamante se estabeleceu neste lugar, chamou-o de Athamantia, casou-se com Temisto, filha de Hipseu, e teve mais quatro filhos, Leucon, Erythrius, Esqueneu e Ptous.[7]


Referências

  1. a b Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 69.1
  2. Píndaro, Odes Píticas, ix. 1
  3. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 69.2
  4. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 69.3
  5. a b Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 81.1
  6. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 81.2
  7. a b c Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 1.9.2