Hiromi Kawakami

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hiromi Kawakami
川上 弘美
Nascimento 1958
Tóquio, Japão
Nacionalidade japonesa
Alma mater Universidade Ochanomizu
Ocupação escritora
Período de atividade 1990–presente
Principais trabalhos A Valise Do Professor
Prêmios
Gênero literário ficção, poesia

Hiromi Kawakami (川上 弘美 Kawakami Hiromi?, Tóquio, 1958) é uma escritora japonesa conhecida por sua ficção, poesia e crítica literária incomparáveis. Ela ganhou vários prêmios literários japoneses, incluindo o Prêmio Akutagawa, o Prêmio Tanizaki, o Prêmio Yomiuri e o Prêmio Izumi Kyōka de Literatura. Teve um livro adaptado para o cinema e grande parte de suas obras foram traduzidas para mais de 15 idiomas.

Vida[editar | editar código-fonte]

Hiromi Kawakami nasceu em Tóquio em 1958 e cresceu no bairro de Takaido, na cidade de Suginami.[1] Ela se formou na Universidade Ochanomizu em 1980.[2]

Depois de se formar na faculdade, Kawakami começou a escrever e editar para a NW-SF, uma revista japonesa de ficção científica.[3] Seu primeiro conto, Sho-shimoku, apareceu em NW-SF em 1980.[2] Ela também ensinou ciências no ensino fundamental e médio, mas tornou-se dona de casa quando o marido teve que se mudar devido ao trabalho.[1]

Em 1994, aos 36 anos, Kawakami estreou como escritora com uma coleção de contos intitulados Kamisama.[4] Em 1996, Hebi wo fumi ganhou o Prêmio Akutagawa, um dos mais prestigiados prêmios literários do Japão.[5] Ela recebeu o Prêmio Tanizaki em 2001 por seu romance Sensei no kaban (A Valise do Professor), um romance sobre a amizade e o amor entre uma mulher na casa dos trinta anos e seu ex-professor, um homem na casa dos setenta anos.[6] Após o desastre nuclear de Fukushima Daiichi, Kawakami reescreveu seu conto Kamisama, mantendo a trama original, mas incorporando os eventos de Fukushima à história.[7]

Em 2014, o romance Suisei foi publicado pela editora Bungeishunjū. Suisei ganhou o 66º Prêmio Yomiuri em 2015, com Yōko Ogawa, membro do comitê de seleção, elogiando o livro por expandir o horizonte da literatura.[8] Em 2016, o livro Ōkina tori ni sarawarenai yō, uma coleção de 14 contos publicados pela editora Kodansha, ganhou o 44º Prêmio Izumi Kyōka de Literatura.[9]

Estilo[editar | editar código-fonte]

O trabalho de Kawakami explora a ambiguidade emocional, descrevendo os detalhes íntimos das interações sociais cotidianas.[10] Muitas de suas histórias incorporam elementos de fantasia e realismo mágico . Seu estilo literário foi comparado com diversos escritores, como Lewis Carroll[11] e Banana Yoshimoto[12]. Além disso, a autora citou Gabriel García Márquez e J.G. Ballard como influências.[13]

Prêmios[14][editar | editar código-fonte]

Adaptação[editar | editar código-fonte]

Em 2014, o filme Nishino Yukihiko no Koi to Bōken, baseado no romance de Kawakami de 2003 com o mesmo nome e estrelado por Yutaka Takenouchi e Machiko Ono, foi lançado em todo o Japão.[20][21]

Obras[22][23][editar | editar código-fonte]

  • 1994 - Kamisama (神様?)[23]
  • 1996 - Hebi wo fumu (蛇を踏む?)[24]
  • 2000 - Oboreru (溺れる?)[25]
  • 2001 - A Valise do Professor (センセイの鞄 Sensei no kaban?)[4][23]
  • 2003 - Nishino Yukihiko no koi para bōken (ニシノユキヒコの恋と冒険?)[23]
  • 2005 - Quinquilharias Nakano (古道具 中野商店 Furudōgu Nakano shōten?)[4]
  • 2006 - Manazuru (真鶴?)[23]
  • 2010 - Pasutamashīn no yūrei (パスタマシーンの幽霊?)[23]
  • 2014 - Suisei (水声?)[26]
  • 2016 - Ōkina tori ni sarawarenai yō (大きな鳥にさらわれないよう?)[27]

Referências

  1. a b «第7回:川上 弘美さん» (em japonês). Webdoku. Consultado em 8 de novembro de 2019 
  2. a b «Japan Society Book Club: Record of a Night Too Brief by Hiromi Kawakami». Japan Society of the UK 
  3. Ashley, Mike (2007). Gateways to Forever: The Story of the Science-fiction Magazines from 1970 to 1980. Liverpool University Press. [S.l.: s.n.] 
  4. a b c «Hiromi Kawakami». Editora Estação Liberdade. Consultado em 8 de novembro de 2019 
  5. a b «'Record of a Night Too Brief': Hiromi Kawakami uncoils life's mysteries with an exploration of dreams». The Japan Times 
  6. a b «谷崎潤一郎賞受賞作品一覧 (List of Tanizaki Prize Award Winners)». Chuo Koron Shinsha (em japonês) 
  7. Dejima, Yukiko. «Chapter 3: Tsunamis and Earthquakes in Japanese Literature». In: Karan; Suganuma. Japan after 3/11: Global Perspectives on the Earthquake, Tsunami, and Fukushima Meltdown. University Press of Kentucky. [S.l.: s.n.] 
  8. «小説賞 川上弘美 「水声」». Yomiuri Shimbun (em japonês) 
  9. «泉鏡花文学賞 川上弘美さんが受賞». Mainichi Shimbun (em japonês) 
  10. Larson. «The Anxiety of Intimacy in Hiromi Kawakami's "The Nakano Thrift Shop"». Los Angeles Review of Books 
  11. «Japanese author Hiromi Kawakami leads us down increasingly bizarre rabbit holes». South China Morning Post 
  12. «'The Nakano Thrift Shop': Hiromi Kawakami furthers her exploration of form and style». The Japan Times 
  13. «Hiromi Kawakami briefs us on her literary life». The Irish Times 
  14. a b c «Profiles of participating artists and translators (titles omitted, in order of the Japanese syllabary)». Consultado em 9 de novembro de 2019 
  15. «Bunkamura: Prix Deux Magots Winners» (em japonês). Consultado em 9 de novembro de 2019 
  16. «伊藤整文学賞». 伊藤整文学賞の会 (em japonês) 
  17. «芸術選奨歴代受賞者一覧(昭和25年度~)» (PDF). Agency for Cultural Affairs (em japonês) 
  18. «第66回読売文学賞(2014年度)» [66th Yomiuri Prize for Literature (published in 2014)]. Yomiuri Shimbun (em japonês) 
  19. «泉鏡花文学賞» [Izumi Kyōka Prize for Literature]. City of Kanazawa (em japonês) 
  20. «ニシノユキヒコの恋と冒険». Nikkei Style (em japonês) 
  21. «川上弘美『ニシノユキヒコの恋と冒険』が映画化、主演・竹野内豊が多彩女優陣と恋に». Cinra.net (em japonês) 
  22. «Goodreads: Hiromi Kawakami». Consultado em 9 de novembro de 2019 
  23. a b c d e f «Honcierge» (em japonês). Consultado em 9 de novembro de 2019 
  24. «Pushkin Press». Consultado em 9 de novembro de 2019 
  25. «【レビュー】川上弘美『溺レる』あらすじと解説|リフジンなものから逃げて、今すぐアイヨクにオボレよう» (em japonês). Consultado em 9 de novembro 2019 
  26. «水声 川上弘美著 揺れる50代半ばの姉弟の距離» (em japonês). 4 de novembro de 2014. Consultado em 9 de novembro de 2019 
  27. «Kodansha Book Club» (em japonês). Consultado em 9 de novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]