Hirtella hebeclada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaHirtella hebeclada
Hirtella hebeclada do IB unicamp.
Hirtella hebeclada do IB unicamp.
Estado de conservação
Espécie não avaliada
Não avaliada
(IUCN 3.1) [3]
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Subclasse: Magnoliidae
Superordem: Rosanae
Ordem: Malpighiales
Família: Chrysobalanaceae
Gênero: Hirtella
Espécie: H. hebeclada[4][5][6]
Nome binomial
Hirtella hebeclada[1][2]
Moric. ex DC.
Distribuição geográfica
Mapa com pontos amarelos indicando a ocorrência confirmada de H. hebeclada.[7]
Mapa com pontos amarelos indicando a ocorrência confirmada de H. hebeclada.[7]
Sinónimos

Hirtella hebeclada é uma árvore endêmica do Brasil conhecida pelos nomes populares de cinzeiro, macucurana, ajuru, pau-cinza, ubá, ubá-de-facho, cascadura, comandatuba, manduguaçu, oiti-pardo, simbiúva, pau-de-lixa; em Santa Catarina por cinzeiro e uvá-de-facho, no Paraná por ajururama e caraipé-vermelho e em São Paulo por jacua.[3][8][9]

Morfologia[editar | editar código-fonte]

H. hebeclada atinge altura média de treze metros; seu tronco atinge em média 35 centímetros de diâmetro; suas folhas são alternas, simples, com face inferior tomentosa, com dimensões médias de onze por cinco centímtros de comprimento e largura respectivamente.[8][10][11] Palinomorfo com unidade de dispersão mônade, simetria radial, forma oblata ou suboblata, tamanho médio, polaridade isopolar, âmbito triangular; poro indistinto; tricolporado quanto a aberturas; a ornamentação da exina é microrreticulada, escabrada.[12][13][14]

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Suas folhas são perenes e ela é heliófita.[8]

Fenologia[editar | editar código-fonte]

Sua floração ocorre de setembro a outubro e seus frutos amadurecem a partir de janeiro até março.[8]

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

A H. hebeclada ocorre na Bahia e em todos os estados das regiões sudeste e sul do Brasil nas regiões de Mata Atlântica e Cerrado.[3][7][15]

Madeira[editar | editar código-fonte]

A madeira da H. hebeclada é considerada densa; apresenta densidade de 720 kg/m³; possui textura média a grossa; é dura, grã direita; apresenta baixa resistência ao ataque de organismos xilófagos; seus alburno e cerne quase não apresentam distinção.[8]

Referências

  1. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». http://zipcodezoo.com/. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  2. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». http://www.eol.org/. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  3. a b c «Hirtella». Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  4. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. Consultado em 4 de julho de 2017 
  5. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». The Plant List (2013). Version 1.1. Consultado em 4 de julho de 2017 
  6. R.Govaerts. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». WCSP (2017). 'World Checklist of Selected Plant Families. Facilitated by the Royal Botanic Gardens, Kew. Consultado em 4 de julho de 2017 
  7. a b «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». https://www.gbif.org/. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  8. a b c d e Lorenzi, H. (1992). Árvores brasileiras. Manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. [S.l.]: Nova Odessa, SP. Ed. Plantarum. p. 84 
  9. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». http://flora.ipe.org.br/. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  10. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». ww.colecionandofrutas.org/. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  11. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». Compêndio Online Gerson Luiz Lopes - Laboratório de Manejo Florestal. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  12. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». Rede de catálogos polínicos online. disponível em: < http://chaves.rcpol.org.br/ >. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  13. Julio Seabra Inglez Souza, Aristeu Mendes Peixoto, Francisco Ferraz de Toledo (1995). Enciclopédia agrícola brasileira: C-D. [S.l.]: EdUSP. p. 399. ISBN 8531404606, 9788531404603 Verifique |isbn= (ajuda) 
  14. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». Biblioteca Digital de Ciências. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  15. «Hirtella hebeclada Moric. ex DC.». Ficha de Espécies - SiBBr. Consultado em 17 de setembro de 2017 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Hirtella hebeclada