História de Antígua e Barbuda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Siboney foram os primeiros a habitar as ilhas de Antígua e Barbuda em 2400 aC, mas eram tribos de ameríndios arawaks e caribes que povoavam as ilhas quando Cristóvão Colombo lá desembarcou na sua segunda viagem em 1493. Aos primeiros povoamentos por espanhóis e franceses sucederam-se os ingleses que formaram uma colónia em 1667. A escravatura, estabelecida para dar uma força de trabalho para as plantações de cana-de-açúcar em Antígua, foi abolida em 1834. O Pais integrou a Federação Leeward de 1871 a 1956. Foi colonia autônoma do reino Unido (1956-1958), até fazer parte da Federação das Índias Ocidentais (1958-1962). Entre 1967 e 1981, foi um estado associado ao Reino Unido. As ilhas transformaram-se num estado independente dentro da Commonwealth em 1981. Em 2016, a Unesco a consagrou como patrimônio material da humanidade[1]

Imagem: Sítio arqueológico A região História de Antígua e Barbuda inclui o sítio Sítio arqueológico, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.



Flag map of Antigua and Barbuda.svg Antígua e Barbuda
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Bandeira • Imagens


  1. La Unesco inscribe al archipiélago mexicano de Revillagigedo como Patrimonio de la Humanidad