Hochdeutsch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hochdeutsch
Outros nomes:Alemão padrão
Falado em:
Região:
Total de falantes: Nativa: 70 milhões
[1]
Família: indo-europeu
Escrita: Alfabeto latino (Alfabeto germânico)
Estatuto oficial
Língua oficial de: Alemanha
Áustria
Bélgica
Tirol do Sul (Itália)
Liechtenstein
Luxemburgo
Suíça
Códigos de língua
ISO 639-1: de
ISO 639-2: ger
ISO 639-3: deu

Hochdeutsch (também denominado Schriftdeutsch) é a denominação atribuída à variante oficial (Standard) do alemão,[2] utilizada nas escolas, empresas, nas mídias impressa e televisada e entre falantes de diferentes dialetos do alemão. Ele difere em níveis variados dos demais dialetos da língua alemã no vocabulário, sintaxe e na pronúncia.

Dado o desenvolvimento do Hochdeutsch não se encontrar relacionado a nenhuma área geográfica ou política específica, não é possível identificar, na região da língua alemã, uma área onde o dialeto local seja idêntico à variante oficial. No entanto a variante coloquial utilizada na região de Hanôver assemelha-se bastante ao Hochdeutsch.

O Hochdeutsch não deve ser confundido com o alto-alemão, um dos grupos nos quais se dividem os dialetos alemães (por exemplo com baixo-alemão).

Referências

  1. «Standard German, High German, Standard High German at Ethnologue» 19ª ed. 2016. Consultado em 1 de agosto de 2019 
  2. «Rat für deutsche Rechtschreibung – Über den Rat» (em alemão). Rechtschreibrat.ids-mannheim.de. Consultado em 11 de outubro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.