Hoje É Dia de Maria: Segunda Jornada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hoje é Dia de Maria - 2ª Jornada
Informação geral
Formato Minissérie
Gênero Drama
Fantasia
Musical
Duração 40 minutos (aproximadamente)
Criador(es) Luiz Fernando Carvalho
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Narrador(es) Laura Cardoso
Elenco Carolina Oliveira
Letícia Sabatella
Rodrigo Santoro
Fernanda Montenegro
Stênio Garcia
Osmar Prado
Exibição
Transmissão original 11 a 15 de outubro de 2005
N.º de temporadas 2
N.º de episódios 5
Cronologia
Hoje é Dia de Maria

Hoje é Dia de Maria - 2ª Jornada foi uma minissérie brasileira, produzida em cinco capítulos e exibida em pela Rede Globo no final de 2005, como continuação da minissérie Hoje é Dia de Maria,[1]com criação, direção e roteiro assinados por Luiz Fernando Carvalho[2] e colaboração de Luis Alberto de Abreu e Carlos Alberto Soffredini, a partir de uma seleção de contos retirados da oralidade popular brasileira, recolhidos pelos escritores Câmara Cascudo, Mário de Andrade e Silvio Romero.[3][4][5]

Produção[editar | editar código-fonte]

Quase nenhum personagem da primeira jornada se repete. Apesar de ser creditada em primeiro lugar, desta vez, Letícia Sabatella não é a protagonista da história, mas é mais experiente que a pequena protagonista. Na primeira jornada Maria (Sabatella) e Amado (Santoro) eram apaixonados um pelo outro. Na segunda jornada, Alonsa (Sabatella) e Chico Chicote (Santoro) são apaixonados um pelo outro. Osmar Prado e Carolina Oliveira eram pai e filha na primeira jornada, e na segunda, o Dr. Copélius (Osmar Prado) tem uma relação paternal com Maria, tentando protegê-la da guerra. Novos Asmodeus aparecem na história. Aparece até uma vilã: A Asmodéia, versão feminina do coisa-ruim. Na primeira jornada, Daniel de Oliveira viveu o antagonista Quirino, com grande destaque na trama, mas na segunda, interpreta vários personagens, que só aparecem em trechinhos da história.

Em 2005, o roteiro da produção e da sequência foi editado em livro pela Editora Globo.[6] Em dezembro de 2006, Hoje é Dia de Maria foi lançada em DVD, em três discos, que contém a íntegra das duas jornadas.[7]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

No último capítulo de Hoje é dia de Maria, a bela mulher volta a ser uma doce menina e chega até as franjas do mar. Tal fato dá início à segunda jornada: Maria é levada pelas águas do mar até uma praia desconhecida. Lá, ela conhece uma Lavadeira, que na verdade é a Nossa Senhora Aparecida, que a incentiva a continuar. Maria segue com um Pato e uma Cabeça e encontra o Gigante das Guerras adormecido. Maria acaba sendo devorada por ele e cai num lixão. Lá, ela reencontra sua amiga Carvoeira que lhe dá de presente, um binóculo antigo. Com o binócluo, Maria chega numa cidade grande. Lá, ela é acolhida pelo demônio Asmodeu Cartola, o próprio coisa-ruim disfarçado, que é cúmplice de outra criatura maligna, o Asmodeu Piteira. Os dois vilões colocam Maria para trabalhar, mas ela foge do Teatro dos dois, que passam a persegui-la. Maria ganha um novo e fiel amigo, o cavaleiro Dom Chico Chicote, muito atrapalhado que é apaixonado pela bela cigana espanhola Alonsa. Maria, Dom Chico Chicote e Alonsa viverão muitas aventuras.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Episódios[editar | editar código-fonte]

  • Episódio 1: Terra dos Sonhos
  • Episódio 2: A Cidade
  • Episódio 3: O Julgamento
  • Episódio 4: A Guerra
  • Episódio 5: O Retorno

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Carolina Oliveira Maria
Letícia Sabatella Alonsa/Rosicler/Asmodéia
Rodrigo Santoro Dom Chico Chicote
Osmar Prado Pai/Dr. Copélius
Daniel de Oliveira Cavaleiro do Fogo/Cavaleiro da Noite/São Jorge
Rosa Marya Colin Nossa Senhora Aparecida
Maria Clara Fernandez Escuridão
Ricardo Blat Asmodeu Piteira/Gato
Marco Ricca 1º Cangaceiro
Charles Fricks 1º Executivo/Policial
Leandro Castilho 2º Executivo
Rodolfo Vaz Pato/Bêbado
Inês Peixoto Dona Boneca
Tadeu Mello Bêbado
Janaína Prado Boneca Plebe
Fernanda Vianna Boneca Plebe
Antônio Edson Asmodeu Brincante
Denise Assunção Parca
João Sabiá Asmodeu Marinheiro
Laura Lobo Menina Carvoeira
Phillipe Louis Ciganinho
Laura Cardoso Senhora dos Dois Mundos
Artistas especialmente convidados
Ator/Atriz Personagem
Juliana Carneiro da Cunha Mãe/ Nossa Senhora da Conceição
Stênio Garcia Asmodeu/Asmodeu Cartola/Asmodeu Juiz/Zé do Riachim
Gero Camilo Zé Cangaia
Fernanda Montenegro Dona Cabeça
Carequinha Tocador de Realejo

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Hoje é Dia de Maria - segunda jornada é uma joia lapidada com meticulosidade por um artista barroco, que não tem medo de abraçar o excesso de referências universais e regionais para recriar a realidade brasileira com rigor e paixão", em "Correio Braziliense" (15 de outubro de 2005)
  2. Valmir Santos (9 de janeiro de 2005). «Carvalho invoca a cultura popular em microssérie». Folha de S. Paulo. Consultado em 17 de abril de 2017. "Diretor associa "Hoje É Dia de Maria" a uma busca pela identidade brasileira 
  3. Nilson Xavier. «Hoje é Dia de Maria». Site Teledramaturgia. Consultado em 12 de abril de 2017 
  4. «HOJE É DIA DE MARIA: SEGUNDA JORNADA». Globo.com. Consultado em 2 de novembro de 2013 
  5. Laura Mattos (13 de outubro de 2005). «Nada é inocente na 2ª jornada de "Hoje É Dia de Maria"». Folha de S. Paulo. Consultado em 21 de junho de 2017. "No início do capítulo, um conselho dado a Maria, quando pergunta que caminho deve seguir, soa como recado de Carvalho aos colegas que resistem em testar novos formatos na televisão : "Coragem, é só dar o primeiro passo". 
  6. Carvalho, Luiz Fernando; Abreu, Luis Alberto (2006). Hoje é dia de Maria – Roteiros da 1a e 2a jornadas. [S.l.]: Globo. ISBN 9788525040985 
  7. «Hoje é dia de Maria é lançada em DVD». O Fuxico. 12 de dezembro de 2006. Consultado em 2 de abril de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]