Home Alone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Home Alone
Sozinho em Casa (PRT)
Esqueceram de Mim (BRA)
 Estados Unidos
1992 •  cor •  103[1] min 
Direção Chris Columbus
Produção John Hughes
Roteiro John Hughes
Elenco Macaulay Culkin
Joe Pesci
Daniel Stern
John Heard
Catherine O'Hara
Gênero comédia
Música John Williams
Cinematografia Julio Macat
Edição Raja Gosnell
Companhia(s) produtora(s) Hughes Entertainment
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 16 de Novembro de 1990
Reino Unido 7 de Dezembro de 1990
Brasil 21 de Dezembro de 1990[2]
Portugal 25 de Janeiro de 1991
Idioma inglês
Orçamento US$ 18 milhões[3]
Receita US$ 476.7 milhões[3]
Cronologia
Home Alone 2: Lost in New York
Página no IMDb (em inglês)

Home Alone (br: Esqueceram de Mim / pt: Sozinho em Casa) é um filme de comédia de Natal estadunidense de 1990, escrito e produzido por John Hughes e dirigido por Chris Columbus. O filme é estrelado por Macaulay Culkin como Kevin McCallister, um menino de 8 anos que é erroneamente deixado para trás quando sua família voa para Paris para suasférias de Natal. Kevin inicialmente aprecia estar sozinho em casa, mas logo tem que lidar com dois ladrões, interpretados por Joe Pesci e Daniel Stern. O filme também apresenta John Heard e Catherine O'Hara como os pais de Kevin.

Culkin foi indicado ao Globo de Ouro de melhor ator em comédia ou musical, e o filme foi indicado a dois Oscars: Melhor Trilha Sonora Original, que foi escrita por John Williams, e Melhor Canção Original por "Somewhere in My Memory". Após seu lançamento, Home Alone se tornou o filme de comédia de maior bilheteria de todos os tempos nos Estados Unidos, e também manteve o recorde mundial até ser ultrapassado por The Hangover Part II em 2011. Por quase três décadas, o filme também foi o filme de maior bilheteria de Natal de todos os tempos até ser superado por The Grinch em 2018.[4][5] Apesar da recepção crítica mista sobre o seu lançamento inicial, Home Alone foi saudado como um clássico de férias entre o público, e é frequentemente classificado como um dos melhores filmes de Natal de todos os tempos.[6][7][8][9]

Home Alone gerou uma franquia de filmes de sucesso, com quatro sequências, incluindo o filme de 1992, Home Alone 2: Lost in New York, que é a única sequência de Home Alone a ter o elenco original reprisando seus papéis.

O filme francês 3615 code Père Noël, de 1989 , que trata de um menino que está sozinho em casa com seu avô idoso e tem que se defender de um invasor doméstico vestido de Papai Noel, é conhecido por suas semelhanças com Home Alone.[10] O diretor deste filme, René Manzor, ameaçou os criadores de Home Alone com uma ação legal baseada em plágio, alegando que Home Alone foi um remake de seu filme.[11][12] 3615 code Père Noël não foi lançado nos Estados Unidos durante sua temporada original nos cinemas em janeiro de 1990 e não se tornou amplamente disponível lá até 2018.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Esta secção contém revelações sobre o enredo.

A família McCallister se prepara para passar o Natal em Paris, reunindo-se na casa de Peter e Kate, em Chicago, na noite anterior à sua partida. O filho caçula de Peter e Kate, Kevin, de oito anos, está sendo ridicularizado por seus irmãos e pelos diversos primos. Uma briga com seu irmão mais velho, Buzz, resulta em Kevin sendo mandado para o terceiro andar da casa de castigo, onde ele deseja que sua família desapareça. Durante a noite, ventos fortes causam danos às linhas de electricidade, o que provoca uma queda de energia temporária e reinicia os despertadores, fazendo com que a família inteira se atrase para viagem. Na confusão e corrida para chegarem ao aeroporto, Kevin é acidentalmente esquecido em casa.

Kevin acorda e encontra a casa vazia e, pensando que seu desejo se tornou realidade, fica feliz com sua nova liberdade. No entanto, Kevin logo fica assustado com seu vizinho, o "velho" Marley (que segundo a lenda matou sua família com uma de neve em 1958) e também com Harry e Marv, uma dupla de ladrões que roubam as casas vazias do bairro e planejam invadir a próxima casa da lista, a dos McCallister. Kevin engana os dois, para pensarem que toda a família está em casa, obrigando-os a colocar seus planos em espera.

Kate descobre no meio do vôo que Kevin está desaparecido e, ao chegar em Paris, a família descobre que todos os vôos para os próximos dois dias estão reservados. Peter e o resto da família vão para o apartamento do irmão Rob na cidade, enquanto Kate consegue um vôo de volta aos Estados Unidos, apenas para chegar até Scranton, na Pensilvânia. Ela tenta reservar um vôo para Chicago, mas novamente, tudo está reservado. Incapaz de aceitar isso, Kate é ouvida por Gus Polinski, o membro principal de uma banda de polca, que se oferece para deixá-la viajar com ele e sua banda até Chicago em seu caminho para Milwaukee em uma van, que Katie graciosamente aceita.

Enquanto isso, Harry e Marv percebem que Kevin está sozinho em casa, e na Véspera de Natal, Kevin os ouve discutir planos para entrar em sua casa naquela noite. Kevin vai à igreja e vê um coro tocar. O Sr. Marley, senta-se ao seu lado e começa a conversar com Kevin, com o menino percebendo que Marley é realmente um homem legal e que os rumores sobre ele são falsos. Ele mostra á Kevin sua neta no coro, a quem ele nunca consegue ver, já que ele e o filho estão brigados e não se falam há algum tempo. Kevin sugere que ele tente se reconciliar com o filho.

Kevin volta para casa e instala inúmeras armadilhas para os ladrões. Harry e Marv entram na casa, pulam as armadilhas e sofrem vários diversos ferimentos. Enquanto a dupla persegue Kevin pela casa, ele chama a polícia e foge da casa, atraindo a dupla para uma casa vizinha, que eles já haviam roubado. Harry e Marv conseguem pegar Kevin e passam a discutir como se vingarão, mas Marley se aproximar sorrateiramente e os deixa inconscientes com sua pá de neve, antes que eles possam fazer qualquer mal a Kevin. A polícia chega e prende Harry e Marv, identificando todas as casas que eles roubaram devido ao hábito de Marv em inundar as casas, para deixar a marca da dupla, "Os Bandidos Molhados". Kevin acena e sorri para Harry, enquanto este o vê através da janela da viatura.

No Dia de Natal, Kevin está desapontado ao descobrir que sua família ainda está desaparecida. Ele então ouve Kate entrar na casa e chamar por seu nome. Eles se reconciliam e logo se juntam ao resto dos McCallisters, que esperaram em Paris até conseguirem um vôo direto para Chicago. Kevin não conta a ninguém sobre o ocorrido com Harry e Marv, embora Peter encontre o dente de ouro de Harry caído no chão. Kevin vai até a janela e vê Marley abraçando-se e reunindo-se com seu filho e sua família. Marley vê Kevin e os dois acenam um para o outro, até Marley e sua família entrem em casa. Buzz de repente grita: "Kevin, o que você fez no meu quarto ?!", fazendo Kevin se assustar e fugir.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Ator/Atriz
Kevin McCallister Macaulay Culkin
Harry Lime Joe Pesci
Marv Merchants Daniel Stern
Kate McCallister Catherine O'Hara
Peter McCallister John Heard
Velho Senhor Marley Roberts Blossom
Gus Polinski John Candy
Buzz McCallister Devin Ratray
Tia Leslie McCallister Terrie Snell
Heather McCallister Kristin Minter
Rod McCallister Jedidiah Cohen
Fuller McCallister Kieran Culkin
Linnie McCallister Angela Goethals
Jeff McCallister Michael C. Maronna
Herb, o farmacêutico Jim Ortlieb
Irene (mulher no aeroporto) Billie Bird
Eddie (senhor no aeroporto) Bill Erwin
Elfo do Papai Noel Sandra Macat
Papai Noel Ken Hudson Campbell
Entregador de Pizza Dan Charles Zukoski
Gângster Johnny, no filme em preto-e-branco Ralph Foody
Gângster Snakes, no filme em preto-e-branco Michael Guido

Produção[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Home Alone era inicialmente uma produção da Warner Bros. quando a 20th Century Fox assumiu o projeto, o orçamento cresceu de 14 para 17 milhões de dólares americanos[13] O trabalho de Columbus com Home Alone começou vários anos antes, quando Hughes o ajudou a garantir o trabalho de direção de National Lampoon's Christmas Vacation. Esse projeto terminou mal quando um choque de personalidade entre Columbus e Chevy Chase levou a Columbus a deixar o filme. Hughes então lhe deu o roteiro para Home Alone, que ele aceitou.[14] Hughes pediu originalmente Patrick Read Johnson para dirigir, mas recusou devido ao seu compromisso em Spaced Invaders. Johnson iria dirigir Baby's Day Out, outro filme escrito e produzido por Hughes.[15]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

Hughes sugeriu a Columbus que eles lançassem Macaulay Culkin no papel principal por causa de sua experiência com o ator enquanto gravava Uncle Buck. Columbus se reuniu com outros atores para o papel, por sua contagem "centenas e centenas", como ele sentiu que era sua "responsabilidade de direção". Totalizou a 200 crianças.[16][17] Columbus finalmente se encontrou com Culkin e concordou que ele era a escolha certa para o papel. Devido à idade de Culkin, ele só podia trabalhar até as dez da noite, o que criava problemas de filmagem para a equipe por causa das muitas cenas noturnas do filme.[16]

Processo de seleção de elenco acabou por ser uma tarefa tremenda. Para o papel de Harry Lime, um dos bandidos, Robert De Niro, Rowan Atkinson, Bob Hoskins, Danny DeVito, Christopher Lloyd, Dudley Moore, Phil Collins e Jon Lovitz foram considerados para o papel. No entanto, De Niro e Lovitz rejeitaram o papel, que acabou sendo entregue a Joe Pesci.

Inicialmente, quando os cineastas se aproximaram de Daniel Stern para interpretar Marv, seu preço pedido foi considerado alto demais, então o ator Daniel Roebuck foi escolhido como Marv. No entanto, depois de dois dias de ensaio, os cineastas ficaram desapontados com a química de Roebuck com Pesci, então Roebuck foi substituído por Stern. Roebuck admitiu mais tarde que, embora ele estivesse chateado por ter sido demitido da produção, ele agora acredita que a experiência é "um pequeno sinal de falta de importância". [18]

Embora o papel do Tio Frank tenha sido dado a Gerry Bamman, o personagem foi originalmente escrito para Kelsey Grammer, conhecido na época pelo seu papel de Frasier Crane em Cheers.

Gravações[editar | editar código-fonte]

Residência dos McCallister em Winnetka, Illinois

No set de Home Alone, Joe Pesci e Daniel Stern tiveram dificuldade em se abster de palavrões, o que se tornou irritante para Pesci, já que Culkin também estava no set. Na verdade, o único palavrão que entrou no filme foi "shit" acidentalmente dito por Daniel Stern quando o sapato dele caiu pela porta do cãozinho.[19][17]

As acrobacias do filme também criaram tensões para a equipe durante as gravações. Columbus disse: "Toda vez que os caras da produção faziam uma dessas acrobacias, não era engraçado. Nós observávamos isso, e eu simplesmente rezaria para que os caras estivessem vivos".[16] Dublês foram originalmente preparados com arreios de segurança, mas por causa de sua visibilidade na câmera, as acrobacias finais do filme foram realizadas sem eles.[16] De acordo com Buzzfeed, uma lesão ocorreu entre Pesci e Culkin durante um dos ensaios em que "Harry tenta morder o dedo de Kevin". Culkin ainda tem a cicatriz.[17]

Algumas cenas foram filmadas em uma casa unifamiliar de três andares, localizada na 671 Lincoln Avenue,[20] na aldeia de Winnetka, Illinois onde os filmes anteriores de Hughes, Breakfast Club, Ferris Bueller's Day Off, Sixteen Candles, Planes, Trains & Automobiles, She's Having a Baby e Uncle Buck também foram gravados.[21] A cozinha no filme foi filmada na casa, juntamente com a escada principal, o porão, o sótão e a maior parte do primeiro andar de desembarque. A sala de jantar da casa e todos os quartos do andar de baixo (excluindo a cozinha) foram duplicados em um setor de som para permitir mais espaço para equipamentos e equipes.[22] A casa foi construída em 1920 e possui cinco quartos, um sótão totalmente convertido, uma garagem dupla destacada e uma estufa.[23] A casa da árvore no quintal foi construída especificamente para o filme e desmantelada após a filmagem ter terminado.[24]

As cenas dentro da igreja foram filmadas na Igreja Episcopal da Graça em Oak Park, Illinois.[25] Para o filme dentro de um filme, Angels with Filthy Souls (uma paródia do filme de 1938 Angels with Dirty Faces), a gravação demorou apenas um dia. Para criar a ilusão de que o filme era um filme gangster dos anos 1940, a cena foi filmada com um filme negativo em preto e branco e o escritório de Johnny usava itens autênticos dessa época.[26] Em maio de 2011, a casa estava listada para venda com um valor de 2,4 milhões de dólares americanos;[27] foi vendida em março de 2012 por 1,585 milhão.[20][28] A casa é promovida como atração turística e citada como um exemplo de "Como obter sua casa nos filmes".[29] A filmagem principal foi de 14 de fevereiro a 8 de maio de 1990.[30][31]

Trilha-sonora[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, Colombo esperava que Bruce Broughton fizesse a trilha sonora, e os primeiros pôsteres o listaram como o compositor. No entanto, Broughton estava ocupado com o The Rescuers Down Under e ele teve que cancelar no último minuto.[16] A partir daí, Columbus conseguiu entrar em contato com Steven Spielberg, que o ajudou a entrar em contato com John Williams para chegar a trilha final. [16] Canções natalinas, como "O Holy Night" e "Carol of the Bells", aparecem proeminentemente no filme, assim como a música tema do filme "Somewhere in My Memory". A trilha sonora foi lançada pela Sony Classical em cassete em 4 de dezembro de 1990[32] e em CD em 27 de maio de 2015. [33]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Home Alone Main Title" ("Somewhere in my Memory") - 4:53
  2. "Holiday Flight" - 0:59
  3. "The House" - 2:27
  4. "Star of Bethlehem" - 2:51
  5. "Man of the House" - 4:33
  6. "White Christmas" - The Drifters 2:40
  7. "Scammed by a Kindergartner" - 3:55
  8. "Please Come Home for Christmas" - Southside Johnny Lyon 2:41
  9. "Follow That Kid!" - 2:03
  10. "Making the Plane" - 0:52
  11. "O Holy Night" - 2:48
  12. "Carol of the Bells" - 1:25
  13. "Star of Bethlehem" - 2:59
  14. "Setting the Trap" - 2:16
  15. "Somewhere in my Memory" - 1:04
  16. "The Attack on the House" - 6:53
  17. "Mom Returns and Finale" - 4:19
  18. "Have Yourself a Merry Little Christmas" - Mel Tormé 3:05
  19. "We Wish You a Merry Christmas" / "End Title" - 4:15

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Home Alone arrecadou US$285.8 milhões nos Estados Unidos e no Canadá e US$190.9 milhões em outros países, totalizando US$476.7 milhões em todo o mundo, contra um orçamento de produção de US$18 milhões.[3]

Em seu fim de semana de abertura, Home Alone arrecadou US$17 milhões em 1,202 cinemas. Home Alone provou ser tão popular que ficou nos cinemas bem depois da época de Natal. Foi o filme número 1 nas bilheterias por 12 semanas consecutivas, desde o fim de semana de lançamento de 16 a 18 de novembro de 1990 até o final de semana de 1 a 3 de fevereiro de 1991.[34][35] No entanto, ele permaneceu como um dos dez primeiros colocados nas bilheterias até o final de semana de 26 de abril daquele ano, que foi bem passado no fim de semana da Páscoa. Ele fez mais duas aparições no top dez (o fim de semana de 31 de maio a 2 de junho e o final de semana de 14 a 16 de junho) antes de finalmente cair entre os dez primeiros.[36] Depois de nove meses de execução, o filme arrecadou 16x o seu fim de semana de estreia e acabou fazendo um total bruto de US$285,761,243, o filme de maior bilheteria do seu ano na América do Norte.[37] O filme está listado no Guinness World Records como a comédia de maior bilheteria de todos os tempos.[38]

No momento em que o filme já estava nos cinemas, Home Alone foi o terceiro filme de maior bilheteria de todos os tempos no mundo, assim como nos Estados Unidos e Canadá atrás apenas de Star Wars (US$322 milhões na época) e E.T. the Extra-Terrestrial (US$399 milhões na época), de acordo com a caixa do vídeo caseiro. No total, sua produção de cinema arrecadou US$477,561,243 em todo o mundo.[35][39] O Box Office Mojo estima que o filme vendeu mais de 67.7 milhões de ingressos nos EUA.[40]

De acordo com William Goldman, o sucesso do filme levou à criação de um verbo de Hollywood: "to be Home Aloned", que significa ter uma bilheteria de filme reduzida pelo impacto de Home Alone.[41]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Home Alone tem recepção mista por parte da crítica especializada. Possui tomatometer de 54% em base de 41 críticas no Rotten Tomatoes. Tem 79% de aprovação por parte da audiência, usada para calcular a recepção do público a partir de votos dos usuários do site.[42]

Revista Variety elogiou o filme por seu elenco.[43] Jeanne Cooper do The Washington Post elogiou o filme por sua abordagem cômica.[44] Hal Hinson, também do The Washington Post, elogiou a direção de Chris Columbus e a atuação de Culkin.[45] Embora Caryn James, do The New York Times, tenha reclamado que a primeira metade do filme é "plana e não surpreendente, como sugere sua pequena e bonitinha premissa", ela elogiou a segunda metade por seu humor pastelão. Ela também elogiou a conversa entre Kevin e Marley, bem como as cenas finais do filme.[46]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Macaulay Culkin ganhou um Young Artist Award de Melhor Jovem Ator Estrelando em um Filme. O filme foi indicado para dois Oscars, um para Melhor Trilha Sonora Original, que foi escrita por John Williams, e outro para Melhor Canção Original para "Somewhere in My Memory", música de Williams e letra de Leslie Bricusse.[47]

Oscar 1991  Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

  • Recebeu duas indicações, nas categorias Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Canção Original, para Somewhere in my memory.

American Comedy Award 1991  Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

  • Macaulay Culkin venceu na categoria de Ator Protagonista Mais Engraçado em Cinema e logo após conheceu o Rei do Pop, Michael Jackson

Globo de Ouro 1991  Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

  • Indicado nas categorias Melhor Filme - Comédia /Musical e Melhor Atuação de um Ator em Cinema - Comédia / Musical (Macaulay Culkin).

British Comedy Awards 1991[editar | editar código-fonte]

  • Venceu na categoria de Melhor Comédia.

Sequências e homenagens[editar | editar código-fonte]

O filme foi seguido por uma seqüência de sucesso comercial em 1992, Home Alone 2: Lost in New York, que traz de volta o elenco do primeiro filme. O o filme dentro de um filme, Angels with Filthy Souls, teve uma sequência em Home Alone 2, Angels with Even Filthier Souls. Ambos os filmes de Angels apresentaram o ator Ralph Foody como o estereotipado mafioso de 1930, Johnny.[48]

Home Alone 3, lançado em 1997, tem atores e personagens completamente diferentes, além de um enredo diferente, com Hughes escrevendo o roteiro.[49]

Um quarto filme feito para a TV foi lançado em 2002, Home Alone 4: Taking Back the House. Esta entrada apresenta alguns dos mesmos personagens que estiveram nos dois primeiros filmes, mas com um novo elenco e um enredo que não se enquadra na mesma continuidade. Hughes não escreveu o roteiro do filme de TV.

Em 25 de novembro de 2012, um quinto filme, The Holiday Heist, estreou durante o evento de programação 25 Dias de Natal da ABC Family.[50]

Em dezembro de 2015, Culkin reprisou seu papel como um adulto Kevin McCallister no episódio inaugural da série da web de Jack Dishel, "DRYVRS", onde um Kevin visivelmente perturbado narra sua experiência de ser deixado em casa sozinho por sua família.[51] Em resposta ao vídeo de Culkin, Daniel Stern apareceu em um pequeno vídeo reprisando seu papel como Marv, lançado em conjunto com o Reddit AMA de Stern, onde ele implora para Harry voltar para ajudar a protegê-lo contra as astutas armadilhas de Kevin.[52]

Em 12 de dezembro de 2018, Culkin fez uma aparição como ele mesmo em um episódio da série Best of the Worst da RedLetterMedia, durante o qual ele reviu Home Alone 4: Taking Back the House.

Em 15 de dezembro de 2018, Culkin fez uma aparição como ele mesmo em um episódio de The Angry Video Game Nerd para rever várias adaptações de videogame dos dois primeiros filmes de Home Alone, bem como uma sessão de gameplay de The Pagemaster com James Rolfe e Mike Matei nos dias seguintes após o episódio ter sido lançado.[53]

Em 19 de dezembro de 2018, Culkin mais uma vez reprisou seu papel como um adulto Kevin McCallister em um anúncio de 60 segundos para o Google Assistant, intitulado Home Alone Again; o comercial contém cenas refeitas abundantes do filme, e o Assistente do Google ajuda Kevin a montar a casa para parecer ativo ao ligar remotamente luzes, dispositivos como um trem de brinquedo eletrônico e montar recortes de pessoas, incluindo basquete. O jogador Kevin Durant, para ter ladrões estacionados em uma van do lado de fora (presumivelmente Harry e Marv), evitam a casa.[54] Além disso, Joe Pesci também reprisou seu papel como Harry, apenas sua fala fazendo uma pequena participação: Pesci mais tarde apareceu em outro anúncio, onde assiste a propaganda com seus amigos e brinca sobre sua breve participação especial.[55]

Novelização[editar | editar código-fonte]

Home Alone (ISBN 0-590-55066-7) foi romanceada por Todd Strasser e publicada pela Scholastic Corporation em 1990 para coincidir com o filme.

Em 6 de outubro de 2015, para celebrar o 25º aniversário do filme, um livro ilustrado de Kim Smith e Quirk Books foi lançado. [56][57]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «HOME ALONE (PG)». British Board of Film Classification. 16 de novembro de 1990. Consultado em 10 de novembro de 2015 
  2. http://www.adorocinema.com/filmes/filme-6272/ Esqueceram de Mim - AdoroCinema
  3. a b c «Home Alone (1990)». Box Office Mojo. Consultado em 19 de novembro de 2011 
  4. «The top-grossing Christmas films of all time». The Telegraph. 25 de dezembro de 2015 
  5. «All Time Box Office Adjusted for Ticket Price Inflation». Box Office Mojo 
  6. Helen O'Hara. «The 30 Best Christmas Movies Ever: #4 Home Alone». Empireonline. Cópia arquivada em 20 de abril de 2015 
  7. «17 Favorite Christmas Movies». Huffington Post. 24 de dezembro de 2012 
  8. Dave Infante (18 de dezembro de 2015). «Best Christmas Movies including Home Alone, Scrooged, Muppet Christmas Carol». thrillist 
  9. «The 10 Greatest Christmas Movies Of All-Time, According To British People». cinemablend.com 
  10. Demoulin, Anne (24 de dezembro de 2015). «Le père Noël en mode trash». 20minutes.fr. 20 minutes. Consultado em 24 de dezembro de 2016 
  11. Vanwetswinkel, Margaux (15 de dezembro de 2016). «14 choses que vous ignorez encore sur Maman, j'ai raté l'avion». vanityfair.fr. Vanity Fair. Consultado em 24 de dezembro de 2016 
  12. Horowitz, Joy (15 March 1992). «Hollywood Law: Whose Idea Is It, Anyway?». nytimes.com. The New York Times. Consultado em 23 de dezembro de 2016  Verifique data em: |data= (ajuda)
  13. Teather, David (30 de novembro de 2007). «Fade to red». The Guardian. London. Consultado em 30 de setembro de 2009 
  14. Madison, Ira III. «Chris Columbus Directed Home Alone Instead of Christmas Vacation Because He Met Chevy Chase». Vulrure. Consultado em 10 de junho de 2016 
  15. Honeycutt, Kirk (2015). John Hughes: A Life in Film. [S.l.]: Race Point Publishing. ISBN 1631060228 
  16. a b c d e f Wilkinson, Amy. «Home Alone turns 25: A deep dive with director Chris Columbus». Entertainment Weekly. Consultado em 10 de junho de 2016 
  17. a b c Pous, Terri. «24 Things You Probably Didn't Know About "Home Alone"». BuzzFeed (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2018 
  18. Gencarelli, Mike (9 de junho de 2010). «Interview with Daniel Roebuck» 
  19. «17 Things You Didn't Know About "Home Alone"». BuzzFeed Community (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2018 
  20. a b Lucido, Gary (9 de março de 2012). «Home Alone House Sells For $1.585 Million». Chicago Tribune. Consultado em 11 de março de 2012 
  21. «Home Alone filming locations». Consultado em 13 de junho de 2008 
  22. «Home Alone 2: Lost in New York Filming Locations». Movie Locations Guide (em inglês). Consultado em 4 de fevereiro de 2018 
  23. «Facts about the Home 3 de janeiro de 2006». jamielynnphillips (em inglês). 3 de janeiro de 2006. Consultado em 2 de fevereiro de 2018 
  24. Jennifer Wood (16 de novembro de 2015). «25 Things You Might Not Know About 'Home Alone'». Mental Floss (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2018 
  25. «Weddings at Grace» (em inglês). Consultado em 4 de fevereiro de 2018 
  26. Darryn King (22 de dezembro de 2015). «"Merry Christmas, Ya Filthy Animal": Inside the Making of Home Alone's Fake Gangster Movie». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 4 de fevereiro de 2018 
  27. «Home Alone house for sale». RTE (em inglês). 6 de maio de 2011. Consultado em 2 de fevereiro de 2018 
  28. Saiba como está a mansão de 'Esqueceram de Mim' 28 anos após 1º filme Globo.com
  29. «How to Get Your Home in the Movies». Real State (em inglês). 16 de junho de 2007. Consultado em 2 de fevereiro de 2018 
  30. Weekly Variety Magazine; February 14, 1990; Page 28
  31. Daily Variety Magazine; May 8, 1990; Page 18
  32. «Home Alone-Original Soundtrack». Amazon. Consultado em 8 de abril de 2016 
  33. «Home Alone: Original Motion Picture Soundtrack». Amazon. Consultado em 8 de abril de 2016 
  34. Broeske, Pat H. (14 de janeiro de 1991). «Home Alone in 9th Week as No. 1 Film : Movies: 'Godfather Part III' takes dramatic slide from second to sixth place in its third week out. 'Awakenings' is in second.». Los Angeles Times. Consultado em 1 de janeiro de 2011 
  35. a b Scott Mendelson (16 de novembro de 2015). «'Home Alone' At 25: How I Forgave A Mediocre Movie For Becoming A Box Office Champion». Forbes. Consultado em 16 de novembro de 2015 
  36. «Home Alone (1990) - Weekend Box Office Results». Box Office Mojo. Consultado em 24 de dezembro de 2007 
  37. Movies.com: Movie box office results for the top 50 movies of 1990 Arquivado em 13 de novembro de 2006 no Wayback Machine.
  38. Home Alone - Movie Review, consultado em 7 de agosto de 2009 
  39. «Movies.com: Movie box office results for the top 50 movies of 1990». Movies.com. Consultado em 24 de dezembro de 2007. Arquivado do original em 13 de novembro de 2006 
  40. «Home Alone (1990)». Box Office Mojo. Consultado em 31 de maio de 2016 
  41. Goldman, William (2001). The Big Picture? Who Killed Hollywood and Other Essays. [S.l.]: Applause Theatre Books. p. 49. ISBN 978-1557834607. Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  42. «Home Alone» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 2 de abril de 2014 
  43. «Variety Reviews - Home Alone». Variety. Reed Business Information. 16 de novembro de 1990. Consultado em 7 de outubro de 2011 
  44. Cooper, Jeanne (16 de novembro de 1990). «Home Alone». The Washington Post. Consultado em 7 de outubro de 2011 
  45. Hinson, Hal (16 de novembro de 1990). «Home Alone». The Washington Post. Consultado em 7 de outubro de 2011 
  46. James, Caryn (16 de novembro de 1990). «Movie Review - Home Alone». The New York Times. Consultado em 7 de outubro de 2011 
  47. «Home Alone search». The Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Consultado em 4 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 15 de abril de 2013 
  48. «10 Things You Didn't Know About 'Home Alone'». The FW. Consultado em 9 de abril de 2016 
  49. Novo miniherói ataca quadrilha em 'Esqueceram de Mim 3' Folha de São Paulo
  50. «Frugal Fun: ABC 25 Days of Christmas Schedule». For the Mommas. Consultado em 9 de abril de 2016 
  51. Ehrlich, David (17 de dezembro de 2015). «See Macaulay Culkin Revisit Traumatized 'Home Alone' Character». Rolling Stone. Consultado em 18 de dezembro de 2015 
  52. Pearl, Diana (26 de dezembro de 2015). «The Wet Bandits Are Back! Daniel Stern Releases a Video Response to Macaulay Culkin's Home Alone Parody». People Magazine. Consultado em 27 de dezembro de 2015 
  53. Good, Owen S. (16 de dezembro de 2018). «Macaulay Culkin teams with Angry Video Game Nerd to dump on Home Alone». Polygon. Consultado em 21 de dezembro de 2018 
  54. Parker, Ryan (19 de dezembro de 2018). «Macaulay Culkin Re-Creates 'Home Alone' Scenes for Google Assistant Ad». The Hollywood Reporter. Consultado em 21 de dezembro de 2018 
  55. Scott, Ryan (1 de fevereiro de 2019). «Joe Pesci returns in new Home Alone Google commercial». MovieWeb. Consultado em 3 de fevereiro de 2019. Cópia arquivada em 2 de fevereiro de 2019 
  56. Yandoli, Krystie Lee (9 de novembro de 2015). «This Illustrated "Home Alone" Storybook Will Make You So Excited For Christmas». Buzz Feed. Consultado em 9 de abril de 2016 
  57. Home Alone: The Classic Illustrated Storybook. [S.l.]: Amazon. ASIN 1594748586 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]