Homem-Aranha 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o jogo eletrônico baseado no filme, veja Spider-Man 2 (jogo eletrônico).
Spider-Man 2-Logo.svg
Homem-Aranha 2 (PT/BR)
Pôster de divulgação.
 Estados Unidos
Permitido para todas as idades i DEJUS (Brasil)

2004 •  cor •  127[1]min, 135 (versão estendida) min 
Direção Sam Raimi
Produção Avi Arad
Laura Ziskin
Produção executiva Stan Lee
Kevin Feige
Roteiro Alvin Sargent
História Alfred Gough
Miles Millar
Michael Chabon
Baseado em Stan Lee
Steve Ditko
Elenco Tobey Maguire
Kirsten Dunst
James Franco
Alfred Molina
Rosemary Harris
Donna Murphy
Género Ação
Aventura
Ficção Científica
Música Danny Elfman
Cinematografia Bill Pope
Edição Bob Murawski
Companhia(s) produtora(s) Columbia Pictures
Marvel Entertainment
Laura Ziskin Productions
Distribuição Columbia Pictures
Sony Pictures Entertainment
Lançamento Estados Unidos 30 de Junho de 2004
Brasil 2 de Julho de 2004[2]
Portugal 15 de Julho de 2004
Idioma Inglês
Orçamento US$ 200 milhões[3]
Receita US$ 783.766.341[3]
Cronologia
Homem-Aranha (2002)
Homem-Aranha 3 (2007)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Spider-Man 2 (Homem-Aranha 2 no Brasil e em Portugal) é um filme de ação estadunidense de 2004, pela Marvel Studios, dirigido por Sam Raimi e escrito por Alvin Sargent a partir de uma história de Alfred Gough, Miles Millar e Michael Chabon. É a sequência de Homem-Aranha, que foi lançado em 2002, e o segundo e penúltimo filme da trilogia do Homem-Aranha dirigida por Raimi, baseado no personagem fictício da Marvel Comics de mesmo nome. O elenco principal: Tobey Maguire, Kirsten Dunst e James Franco reprisam seus papéis como Peter Parker, Mary Jane Watson e Harry Osborn, respectivamente.

Logo depois de dois anos, após os eventos que aconteceram em Homem-Aranha, o filme concentra-se em torno de Peter Parker, um jovem que luta para gerenciar tanto a sua vida pessoal e seus deveres como o super herói, Homem-Aranha. Dr. Otto Gunther Octavius ​(Alfred Molina), que toma um rumo diabólico depois de uma experiência fracassada e a morte de sua esposa. Usando seus tentáculos robóticos, Otávio que é apelidado de "Doutor Octopus", ameaça colocar em risco a vida dos moradores da cidade de Nova York. Homem-Aranha deve impedi-lo de aniquilar a cidade.

Homem-Aranha 2 foi lançado em convencionais e IMAX cinemas em 30 de junho de 2004, recebendo grandes elogios dos críticos e continua a ser destaque com frequência em listas dos melhores filmes de super-heróis de todos os tempos. O longa-metragem arrecadou mais de 783 milhões de dólares em todo o mundo e ganhou o Oscar de melhores efeitos visuais. Ele também recebeu cinco prêmios na cerimônia Saturn Awards, incluindo melhor filme e melhor diretor para Raimi. O sucesso do filme levou ao lançamento de Homem-Aranha 3, em 2007.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A história começa dois anos após o final do primeiro filme. Peter Parker encontra dificuldades para seguir com sua vida dupla após derrotar o Duende Verde. Ele perde o emprego de entregador de pizzas, tem dificuldades financeiras, falta em muitas aulas e trabalhos do seu curso de Física na Universidade de Columbia, não arranja tempo para sair com sua amada Mary Jane e seu amigo Harry Osborn, além de que sua tia May está prestes a perder a casa dela.

Harry, agora chefe da divisão de pesquisas da Oscorp, investiu na pesquisa de Otto Octavius, um ídolo de Peter. Para manter um experimento de fusão estável, ele desenvolveu quatro braços mecânicos artificialmente inteligentes controlados por ele e fixados em seu corpo. Para impossibilitar qualquer dos braços de assumirem vontade própria, um chip inibidor foi adicionado à aparelhagem. O experimento, contudo, fracassa: a fusão desestabiliza-se, e devido ao forte campo magnético criado, objetos começam a ser fortemente atraídos e o laboratório é pouco a pouco destruído. Peter Parker, que assistia à experiência, põe sua fantasia e tenta salvar as pessoas, mas é impedido pelo próprio cientista, que ainda acha que a fusão vai se estabilizar. Como resultado disso tudo, a fusão cessa, a mulher de Otto morre, o chip inibidor é destruído, o cientista desmaia, e Harry considera-se falido. Num hospital, cirurgiões tentam remover os braços de Otto, mas estes ganham vontade própria, matam os doutores e ajudam o físico a escapar. Ele é influenciado pelos braços a continuar o experimento e se esconde em um galpão abandonado às margens do Rio Hudson. J. Jonah Jameson o nomeia Doctor Octopus ou "Doc Ock". O vilão tenta roubar um banco para obter fundos para seu experimento, mas Peter Parker e sua tia se encontravam lá. Após um combate entre os dois, no qual a própria May foi feita refém, Otto foge com algumas sacas de dinheiro.

Numa festa, Peter descobre que Mary Jane vai se casar com John Jameson, filho de J. Jonah Jameson. Na mesma festa, Harry, sob efeito de álcool, agride Peter por conta de sua lealdade ao Homem Aranha, considerado por Harry como o culpado pela morte do pai. Logo após a festa, Peter perde seus poderes ao balançar sobre Nova Iorque e fica incapaz de tecer teias. Como não consegue mais manter uma vida dupla, ele desiste de ser super-herói e abandona suas roupas numa lixeira. Enquanto isso, Doutor Octopus reconstrói seu reator.

Após visitarem o túmulo de Tio Ben, Peter e May conversam e Peter a revela como ele foi parcialmente responsável pela morte de Ben. A princípio, May fica sem palavras, mas eles se reconciliam mais tarde. Ele ainda tenta conquistar Mary Jane, mas ela lhe diz que está decidida a se casar e que já é tarde. Enquanto isso, Doc Ock completa a construção do seu reator, e parte em busca do último item: o trítio. No apartamento de Harry, ele tenta o persuadir para conseguir o isótopo, e os dois fazem um trato: Doc Ock captura e entrega o Homem Aranha para Harry, e este o dá o máximo de trítio possível. Para chegar ao Homem Aranha, Harry o aconselha a procurar por Peter, que sempre consegue boas fotografias do super-herói.

Mary Jane e Peter se encontram em um café e Peter nega seu amor por Mary, que lhe pede um beijo. Logo antes do beijo acontecer, porém, Peter tem seu sentido aranha reativado e percebe um carro arremessado por Doc Ock prester a cair sobre os dois. Contudo, Doc Ock sequestra Mary Jane e a leva como garantia de que Peter lhe conseguirá o Homem Aranha. Peter percebe que ganhou todos os seus poderes de volta, recupera sua fantasia (guardada no prédio do Clarim Diário depois que foi encontrada) e sai atrás do vilão. Os dois começam uma batalha que segue em cima de um trem elevado. Durante a luta, Doc Ock acelera o trem até a sua velocidade máxima e destrói os freios, deixando para o herói a missão de parar o veículo antes que este ultrapasse uma barreira no fim dos trilhos. Após muito esforço, Homem Aranha para o trem, mas desmaia de cansaço. Os passageiros do trem o veem sem a máscara, mas prometem guardar segredo. Em seguida, Otto surge e captura o agora fraco super-herói para entregá-lo a Harry.

Harry entrega o trítio e desmascara Homem Aranha, surpreendendo-se com a identidade secreta dele. Peter recupera as forças e convence Harry a dizer onde está Doc Ock. O herói chega ao galpão, onde o cientista já consegue recomeçar seu experimento, e começa outra batalha com ele. Com um choque elétrico, ele consegue derrubar o vilão, revela sua identidade para ele e o convence a parar o experimento. Otto volta à sua sanidade, assume controle dos braços e destrói seu reator, afundando-o no rio ao custo de sua vida. Peter resgata Mary Jane antes do galpão ser destruído, mas este lhe diz que eles não podem ficar juntos, pois ele sempre terá inimigos

Em sua casa, Harry tem visões de seu pai em um espelho, que o pede para matar Peter Parker e assim vingar sua morte. O espelho se abre e revela uma passagem secreta para um compartimento com todos os equipamentos do Duende Verde. No final do filme, Mary Jane abandona seu noivo no altar e visita Peter em seu apartamento, dizendo que está disposta a ficar com ele apesar dos riscos. Os dois então escutam um pedido de ajuda no rádio da polícia e Peter parte atrás dos criminosos.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

Um super-herói, um brilhante estudante de física da Universidade Columbia e fotógrafo do Daily Bugle. Peter Parker desiste brevemente de suas responsabilidades como um super- herói em um momento de adversidade.
Amiga de Peter Parker, que ele ama desde a infância, mas ele desiste da chance de estar com ela devido a suas obrigações como super-herói.
Líder da Oscorp, filho de Norman Osborn e melhor amigo de Peter que se ressente do Homem-Aranha pela morte de seu pai.
Um cientista e o modelo de Peter que fica louco depois de uma reação de fusão auto-sustentável, Octavius ​​está vinculado com seu equipamento de manuseio, quatro tentáculos mecânicos artificialmente inteligentes.
A viúva de Ben Parker e a tia de Peter.
O gerente e editor-chefe do Daily Bugle que carrega uma vingança pessoal contra o Homem-Aranha, a quem ele considera um criminoso e não quer aceitar ele como o herói da cidade.
  • Donna Murphy como Rosalie Octavius:
A esposa e assistente de Otto Octavius que ​​morreu na sequência da tentativa fracassada de apresentar a experiência do marido.
Filho de J. Jonah Jameson, noivo de Mary Jane, astronauta e herói nacional.
Um dos professores de física da faculdade de Peter. Ele é um colega de Octavius.
O pai falecido de Harry Osborn, que aparece como uma alucinação.
  • Elya Baskin como Sr. Ditkovitch:
Senhorio de Peter.
  • Mageina Tovah como Ursula Ditkovitch:
A filha do Sr. Ditkovitch.

Tal como acontece com o filme anterior, Bruce Campbell tem uma aparência aparente , desta vez como inaugurador das portas do show de Mary Jane. Anos depois, Jeffrey Henderson, que trabalhou nos storyboards para o filme cancelado Homem-Aranha 4, divulgou informações sobre o que os vilões apareceriam no filme. Um desses incluiu a progressão do personagem de Bruce Campbell em Mystério. O co-criador de Homem-Aranha, Stan Lee, retrata um homem na rua que salva uma mulher de detritos caídos durante uma batalha entre Homem-Aranha e Dr. Otto Octopus, identificado como "Stanley Lieber" na novelização do filme; Scott Spiegel retrata um homem que tenta comer uma pizza que Peter está entregando, apenas para tê-la em suas mãos. Joel McHale retrata um caixeiro de banco. Hal Sparks retrata um passageiro de elevador que conversa com o Homem-Aranha. Donnell Rawlings retrata o nova-iorquino que exclama que o Homem-Aranha "roubou as pizzas desse cara" e Emily Deschanel retrata uma recepcionista. Elizabeth Banks retrata mais uma vez Betty Brant, uma das equipes de Bugle e a secretária de J. Jonah Jameson, bem como Bill Nunn retomando seu papel como Robbie Robertson. Daniel Dae Kim interpreta um assistente do Doutor Octavius ​​trabalhando em seu laboratório. Aasif Mandvi retrata o Sr. Aziz, dono de uma pizzaria local. Joey Diaz retrata um passageiro similar. Vanessa Ferlito retrata uma das co-estrelas de Mary Jane. Joy Bryant aparece como um espectador que testemunha o Homem-Aranha em ação. John Landis interpreta um dos médicos que atua no Doctor Octopus. Phil LaMarr retrata um passageiro do trem que é mais facilmente visto à esquerda do Homem-Aranha (a direita do telespectador), enquanto o herói usa suas teias para parar o trem. Greg Edelman retrata Dr. Davis, o médico da Universidade, que Peter Parker vê falar sobre a perda de suas superpotências. Um dos homens presentes na demonstração pública do projeto de energia de fusão de Otto Octavius ​​é identificado como Dr. Henry Pym na novelização do filme.

Elenco de dublagem[editar | editar código-fonte]

Ator Papel Dublador(a) Brasil
Tobey Maguire Peter Parker / Homem-Aranha Manolo Rey
Kirsten Dunst Mary Jane Watson Sylvia Salustti
James Franco Harry Osborn Clécio Souto
Alfred Molina Dr. Otto Octavius / Doutor Octopus Roberto Macedo
Rosemary Harris Tia May Selma Lopes
J.K. Simmons J. J. Jameson José Santa Cruz
Elizabeth Banks Betty Brant Teresa Cristina
Willem Dafoe Norman Osborn / Duende Verde Jorge Lucas
Bruce Campbell Snooty Usher Maurício Berger
Ted Raimi Hoffman Alexandre Moreno
Dylan Baker Dr. Curt Connors Eduardo Borgerth
Donna Murphy Rosalie Octavius Geisa Vidal
Bill Nunn Joseph Robbie Robertson Eduardo Dascar
Cliff Robertson Ben Parker Jomeri Pozzoli
Aasif Mandvi Sr. Aziz Samir Murad
Elya Baskin Sr. Ditkovich Luiz Carlos Persy
Mageina Tovah Ursula Priscila Amorim
Daniel Gillies John Jameson Bruno Miguel
Joel McHale Sr. Jacks José Luiz Barbeito
Peter McRobbie Representante da OsCorp Carlos Seidl
John Paxton Mordomo dos Osbornes Miguel Rosenberg
Emily Deschanel Recepcionista Telma da Costa
Elyse Dinh Violinista Rosane Corrêa
John Landis Doutor Duda Espinoza
Hal Sparks Homem no elevador Marcelo Garcia
Locutor Lauro Fabiano

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Imediatamente depois de terminar o Homem-Aranha (2002), o diretor Sam Raimi, com a ajuda de James Keltie, seguiu para dirigir a sequência do filme. Em abril de 2002, a Sony contratou Alfred Gough e Miles Millar para escrever um roteiro com o Doutor OctopusLagarto e Gata Negra como os vilões.[4] Em 8 de maio de 2002, após o Homem-Aranha ter registro de US $ 115 milhões no fim de semana de abertura, Sony Pictures anunciou uma sequência para 2004.[5] Intitulada The Amazing Spider-Man, após o título principal de quadrinhos do personagem, o filme recebeu um orçamento de US $ 200 milhões[6] e visava uma data de lançamento de 7 de maio de 2004. No mês seguinte, David Koepp foi adicionado para co-escrever com Gough e Millar.[7]

Em setembro de 2002, Michael Chabon foi contratado para reescrever. Seu rascunho tinha um Dr. Oct mais novo, que fica apaixonado por Mary Jane. Seus membros mecânicos usam endorfinas para contrariar a dor de estar preso ao seu corpo, que ele gosta. Quando ele feriu dois assaltantes em uma data, isso horroriza Mary Jane e na batalha resultante com o Homem-Aranha, seus tentáculos são fundidos e a fusão começa a matá-lo. No roteiro, Octavius ​​é o criador da aranha geneticamente alterada do primeiro filme e dá a Peter um antídoto para remover seus poderes: isto significa que quando Octavius ​​está morrendo com seus tentáculos, ele quer extrair a espinha do Homem-Aranha para salvar-se . Isso leva à aliança com Harry no filme. Antes, Harry e o Daily Bugle colocou um preço de US $ 10 milhões pela cabeça do Homem-Aranha, fazendo com que os cidadãos da cidade se voltassem contra ele. O produtor Avi Arad rejeitou o triângulo amoroso de Oct.[8]

Raimi revelou os rascunhos anteriores de Gough, Millar, Koepp e Chabon, escolhendo o que ele gostou com o roteirista Alvin Sargent.[9] Ele sentiu que, tematicamente, o filme teve que explorar o conflito de Peter com suas necessidades pessoais contra sua responsabilidade, explorando os aspectos positivos e negativos do seu caminho escolhido e como ele finalmente decidiu que ele pode ser feliz como uma figura heroica. Raimi afirmou que a história foi parcialmente influenciada por Superman II, que também explorou o herói titular abandonando suas responsabilidades. A história é tirada principalmente do The Amazing Spider-Man Nº 50: " Spider-Man No More!". Foi decidido que o Doutor Octopus seria mantido como vilão, pois ele era um vilão visualmente interessante que era um fósforo físico para o Homem-Aranha, e uma figura simpática com a humanidade, acompanhada pelo fato de o personagem ter sido considerado repetidamente como um vilão para o primeiro filme ao longo de seu desenvolvimento de 15 anos. Sam Raimi mudou muito da história de fundo do personagem, no entanto, acrescentando a ideia de Otto Octavius ​​ser um herói de Peter e como seu conflito era tentar tentar resgata-lo de seus demônios em vez de matá-lo.[10]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

Homem-Aranha 2 foi filmado em mais de cem sets e locais, começando com um pré-lançamento no Loop em Chicago durante dois dias em novembro de 2002. A tripulação comprou uma carruagem, colocando dezesseis câmeras para fotos em segundo plano de Homem-Aranha e da luta no trem de Dr. Octavius. A fotografia principal começou em 12 de abril de 2003 na cidade de Nova York. A equipe mudou-se em 13 de maio para Los Angeles,  filmando em dez grandes conjuntos criados pelo designer de produção Neil Spisak. Após o susto em torno de suas dores nas costas, Tobey Maguire apreciou a realização de muitas das suas acrobacias, mesmo criando uma piada com Raimi, criando a linha "Minhas costas, minhas costas", pois o Homem-Aranha tenta recuperar seus poderes. Até mesmo Rosemary Harris deu uma volta, colocando o dublê do dublê fora do trabalho. Em contraste, Alfred Molina brincou dizendo que a equipe de acrobacias o "trocaria" para realizar um outro tempo.[11]

 O filme foi filmado durante oito semanas, para construir o covil do do Dr. Octavius tinha sido a ideia da lista de usar um cais derrubado como o covil de Oct., refletindo uma versão explodida do laboratório anterior e representando como a vida de Octavius ​​desabou e cresceu mais monstruosa, evocando o cinema de Fritz Lang e o filme O Gabinete do Doutor Caligari.[12] A filmagem então retomou nesse conjunto, tendo levado quinze semanas para construir, ocupando o estágio 30 da Sony. Ele tinha 60 pés (18 m) por 120 pés (37 m) de comprimento e 40 pés (12 m) de altura e uma miniatura de quarta escala também foi construída para o final à medida que colapsa. As filmagens ainda estava acontecendo após o Natal de 2003.

Um sistema de câmera chamado Spydercam foi usado para permitir que os cineastas expressassem mais a visão de mundo de Homem-Aranha, às vezes caindo cinquenta histórias e com um tiroteado de pouco mais de 2.400 pés (730 m) em Nova York ou 980 m Los Angeles. Para alguns tiros, a câmera disparava em seis quadros por segundo para uma reprodução mais rápida aumentando a sensação de velocidade. Os tiros usando o Spydercam foram pré-planejados nas versões digitais das cidades, e o movimento da câmera foi controlado com controle de movimento, tornando-o altamente econômico. O sistema de câmera foi usado apenas no filme anterior para o tiro final.

Efeitos[editar | editar código-fonte]

Embora mais ou menos igual, o figurinista James Acheson fez inúmeras mudanças sutis no traje de Homem-Aranha. As cores eram mais ricas e mais ousadas, o emblema da aranha recebia linhas mais elegantes e ampliadas, as lentes dos olhos eram um pouco menores, e os trajes musculares embaixo foram feitos em pedaços, para dar uma melhor sensação de movimento. O capacete que Maguire usava debaixo da máscara também melhorou, com melhor movimento para o maxilar falso e para os ombros magnéticos, que eram mais fáceis de remover.[13]

Para criar os tentáculos mecânicos do Octopus, o Edge FX foi contratado para criar um espartilho, uma cintura de metal e borracha, uma espinha de borracha e quatro tentáculos de borracha de espuma com uma altura de 8 pés (2,4 m), pesando 100 libras (45 kg). As garras de cada tentáculo, que foram denominadas "flores da morte", eram controladas por um único marionetista em uma cadeira. Cada tentáculo foi controlado por quatro pessoas, que ensaiaram cada cena com Molina para dar uma sensação natural de movimento como se os tentáculos se movessem devido ao movimento muscular de Octavius.

Edge FX só foi contratado para fazer cenas onde Octavius ​​carrega seus tentáculos. CGI foi usado para quando os tentáculos levaram Octavius: uma plataforma de 20 pés (6,1 m) de altura manteve Molina para deslizar pelos arredores, com os tentáculos CG adicionados mais tarde. As versões CG foram digitalizadas diretamente das práticas. No entanto, usar as versões práticas sempre foi preferido para poupar dinheiro, e cada cena foi sempre filmada primeiro com as criações do Edge FX para ver se o CGI era realmente necessário. Completando a ilusão, os designers de som escolheram não usar efeitos sonoros de servo, sentindo que roubaria os tentáculos da sensação de que faziam parte do corpo de Octavius ​​e, em vez disso, usavam cadeias de motocicleta e fios de piano.[13]

Home media[editar | editar código-fonte]

O filme foi inicialmente lançado em VHS e DVD em 30 de novembro de 2004. O DVD estava disponível em ambos os widescreen anamórfico e Pan-and-scan "fullscreen", bem como uma Superbit edição e em um Box set com o primeiro filme. Havia também um conjunto especial de DVD de colecionador, incluindo uma reimpressão de The Amazing Spider-Man # 50.[14]

O filme foi lançado em Blu-ray em outubro de 2007 como parte do conjunto de caixa Spider-Man: The High Definition Trilogy. Também foi lançado separadamente no Blu-ray em novembro de 2010, bem como o filme anterior, como parte da coleção Blu-ray Essentials da Sony, incluindo o lançamento em sala de aula e o corte prolongado 2.1.[15] Todos os três filmes foram relançados em Blu-ray como parte do Spider-Man: Origins lançado em 13 de junho de 2017.

Spider-Man 2.1 (2007)[editar | editar código-fonte]

Uma versão prolongada do filme, intitulado Spider-Man 2.1, foi lançado em DVDBlu-ray em 17 de abril de 2007 e em 30 de outubro de 2007. O edição incluiu oito minutos de novas filmagens, com novas características especiais não incluídas na versão original, bem como uma breve prévia de Homem-Aranha 3, a sequência do filme. O edição apresenta 3 novas, 1 alternativa e 11 cenas estendidas, e uma característica: "Inside Spider-Man 2.1", detalhando a criação do corte.[16]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Spider-Man 2 abriu nos Estados Unidos em 30 de junho de 2004 e arrecadou US $ 40,4 milhões em seu primeiro dia; Isso quebrou o recorde do primeiro dia de abertura do filme de US $ 39,4 milhões, até que foi superado um ano depois por Star Wars Episódio III: A Vingança dos Sith (US $ 50,0 milhões).[17] O filme também quebrou O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei ($ 34,5 milhões) para a maior bilheteria de quarta-feira de todos os tempos.[18] Realizou o recorde de quarta-feira por três anos até que foi liderado por Harry Potter e a Ordem da Fênix (US $ 44,2 milhões).[19] A abertura forte de Spider-Man 2 de sexta-feira a domingo, alcançou um total de $ 88,2 milhões, o que foi o mais alto fim de semana do Dia da Independência, quebrando MIB - Homens de Preto II ($ 52,1 milhões), até que foi quebrado sete anos depois por Transformers: O Lado Oculto da Lua ( $ 97,9 milhões).[20] Nos seus primeiros seis dias, o filme arrecadou mais de US $ 180 milhões. O filme também acabou por atingir US $ 373,5 milhões, tornando-se o segundo filme de maior bilheteria de 2004, atrás de Shrek 2. Em todo o mundo, o filme arrecadou US $ 783,7 milhões, classificando-se como o terceiro filme de maior bilheteria de 2004 atrás do Shrek 2 e Harry Potter e o Prisioneiro de AzkabanSpider-Man 2 é o 28º filme de maior bilheteria nos EUA e no Canadá e vendeu cerca de 60,158,700 ingressos nos EUA.[21]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Na revisão do Rotten Tomatoes, Spider-Man 2 possui uma classificação de aprovação de 94% com base em 261 comentários, com uma classificação média de 8.3 / 10. O consenso crítico do site diz: "Com um vilão divertido e um foco emocional mais profundo, esta é uma sequência ágil que melhora o original".[22] No Metacritic, que atribui uma classificação normalizada às avaliações, calculou uma pontuação média de 83 em cada 100, com base em 41 críticos, indicando "aclamação universal". As audiências pesquisadas pelo CinemaScore deram ao filme uma nota média de "A-" em uma escala A + para F.[23] O filme foi colocado no Nº.411 na lista de 500 melhores filmes da revista Empire.[24]

O Chicago Tribune (Mark Caro) afirmou que Alfred Molina era um vilão 'agradavelmente complexo', e o filme como um todo 'melhora a sua antecessora em quase todos os sentidos'.[25] Kenneth Turan, do Los Angeles Times, deu ao filme 4 de 5 estrelas e concordou com Caro quando afirmou: "Octavius agarra este filme com seu quarteto de armas mecânicas sinistramente serpentinas e se recusa a deixar ir".[26] Roger Ebert, que tinha dado o primeiro filme duas estrelas e meia, deu ao Spider-Man 2 um perfeito quatro de quatro estrelas, chamando-o de "O melhor filme de super-heróis desde que o gênero moderno foi lançado com o Superman (1978)", e elogiou o filme por "combinar facilmente efeitos especiais e uma história humana, mantendo suas parcelas paralelas vivas e em movimento".[27] Mais tarde, ele chamou de o quarto melhor filme de 2004."[28] Richard George de IGN sentiu "Sam Raimi e seu time de redação entregaram uma versão icônica e convincente do inimigo clássico do Homem-Aranha ... Quase desejamos que houvesse uma maneira de adicionar retroativamente alguns desses elementos ao personagem original." Em 2016, James Charisma da Playboy classificou o filme # 9 em uma lista de 15 sequências que são melhores do que a original.[29]

Por outro lado, J. Hoberman, da The Village Voice, pensou que a primeira metade do filme era "talentosa que faz fronteira com cansativas", com o filme muitas vezes parando para mostrar a idéia de humor de Raimi. Charles Taylor acreditava: "O erro de cálculo do cálice da decisão de Peter alimenta a qualidade dos pedestres da direção de Raimi e a ingravidez de Maguire ... simplesmente não sugere uma presença heroica", e sugeriu que "Dunst parece estar contra restrições que ela não pode articular".

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Spider-Man 2 ganhou o Oscar de Melhores Efeitos Visuais, e foi indicado para Melhor Som (Kevin O'ConnellGreg P. RussellJeffrey J. Haboush e Joseph Geisinger) e Melhor Edição de Som, mas perdeu para RayOs Incríveis, respectivamente.[30] O filme também ganhou o Prêmio Saturno de Melhor Ator, Melhor Diretor, Best Fantasy Film, Melhores Efeitos Especiais e Melhor Escritor, enquanto foi indicado para Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Música. Foi duas vezes indicado ao British Academy Film Awards para efeitos visuais especiais e som, mas perdeu para O Dia depois de AmanhãRay, respectivamente. O AFI listou o filme como um dos dez melhores filmes de 2004 e nomeou-o para a listas dos 10 melhores filmes de Fantasia, os 100 filmes americanos mais inspiradores e os 100 maiores filmes americanos.

Prêmio Data da cerimônia Categoria Indicados Resultado Notas
Oscar 27 de fevereiro de 2005 Efeitos Especiais John Dykstra, Scott Stokdyk, Anthony LaMolinara e John Frazier Venceu [31]
Melhor Som Kevin O'Connell, Greg P. Russell, Jeffrey J. Haboush e Joseph Geisinger Indicado
Melhor Edição de Som Paul N. J. Ottosson Indicado
American Film Institute Awards 2005 Filme do Ano Spider-Man 2 Venceu [32]
BMI Film and TV Awards 18 de maio de 2005 BMI Film Music Award Danny Elfman Venceu [33]
British Academy Film Awards 12 de fevereiro de 2005 Melhores Efeitos Especiais John Dykstra, Scott Stokdyk, Anthony LaMolinara e John Frazier Indicado [34]
Melhor Som Paul N. J. Ottosson, Kevin O'Connell, Greg P. Russell e Jeffrey J. Haboush Indicado
Orange Film of the Year Spider-Man 2 Indicado
Broadcast Film Critics Association Awards  10 de janeiro de 2005 Melhor filme familiar Spider-Man 2 Indicado [35]
Melhor filme popular Spider-Man 2 Venceu
Prêmios Cinema Audio Society  19 de fevereiro de 2005 Desempenho excepcional na mistura de som para imagens em movimento Joseph Geisinger, Kevin O'Connell, Greg P. Russell e Jeffrey J. Haboush Indicado [36]
Empire Awards 13 de março de 2005 Melhor ator Tobey Maguire Indicado [37]
Melhor Diretor Sam Raimi Venceu
Golden Trailer Awards  25 de maio de 2004 Summer 2004 Blockbuster Spider-Man 2 Indicado
Prémio Hugo 7 de agosto de 2005 Melhor apresentação dramática - Forma longa Spider-Man 2 Indicado [38]
Londres Critics Circle Film Awards 9 de fevereiro de 2005 Ator de apoio britânico do ano Alfred Molina Indicado [39]
MTV Movie Awards 4 de junho de 2005 Melhor Sequencia de Ação Spider-Man 2 Indicado [40]
Melhor filme Spider-Man 2 Indicado
Melhor Vilão Alfred Molina Indicado
People's Choice Awards 9 de janeiro de 2005 Movimento Favorito Spider-Man 2 Indicado [41]
Química na tela favorita Kirsten Dunst e Tobey Maguire Indicado
Sequencia favorita Spider-Man 2 Indicado
Estrela de cinema favorita do bandido Alfred Molina Indicado
Satellite Awards 17 de dezembro de 2005 Melhor Ator em um Papel de Apoio, Drama Alfred Molina Indicado [42]
Melhor Cinematografia Bill Pope e Anette Haellmigk Indicado
Melhor DVD Extra Spider-Man 2 Indicado
Melhor edição de filme Bob Murawski Indicado
Melhor pontuação original Danny Elfman Indicado
Melhor DVD geral Spider-Man 2 Venceu
Melhor som (edição e mixagem) Kevin O'Connell, Greg P. Russell, Jeffrey J. Haboush, Joseph Geisinger, Paul N. J. Ottosson e Susan Dudeck Indicado
Melhores efeitos visuais John Dykstra, Scott Stokdyk, Anthony LaMolinara e John Frazier Indicado
Prêmio Saturno 3 de maio de 2005 Filme de melhor fantasia Spider-Man 2 Venceu [43]
Melhor ator Tobey Maguire Venceu
Melhor Ator Coadjuvante Alfred Molina Indicado
Melhor Diretor Sam Raimi Venceu
Melhor Escritor Alvin Sargent Venceu
Melhor música Danny Elfman Indicado
Melhores efeitos especiais John Dykstra, Scott Stokdyk, Anthony LaMolinara e John Frazier Venceu
Melhor edição do DVD Special Edition Spider-Man 2 Indicado
Visual Effects Society 16 de fevereiro de 2005 Melhor Efeito Visual Único do Ano John Dykstra, Lydia Bottegoni, Dan Abrams e John Monos Indicado [44]
Composição excepcional em um filme Colin Drobnis, Greg Derochie, Blaine Kennison e Ken Lam Venceu
Excelente ambiente criado em um Live Act on Motion Picture Dan Abrams, David Emery, Andrew Nawrot e John Hart Venceu
Desempenho excepcional de um ator ou atriz em um filme de efeitos visuais Alfred Molina Venceu
Efeitos especiais pendentes no serviço aos efeitos visuais em um filme John Frazier, James D. Schwalm, James Nagle e David Amborn Indicado
Efeitos visuais excepcionais em um filme movido a efeitos visuais John Dykstra, Lydia Bottegoni, Anthony LaMolinara e Scott Stokdyk Indicado
World Stunt Awards  25 de setembro de 2005 Melhor Stunt geral por um Stunt Man Chris Daniels e Michael Hugghins Venceu
Melhor Stunt especializado Tim Storms, Garret Warren, Susie Park, Patricia M. Peters, Norb Phillips, Lisa Hoyle, Kevin L. Jackson e Clay Donahue Fontenot Indicado
Melhor trabalho com um veículo Tad Griffith, Richard Burden, Scott Rogers, Darrin Prescott e Mark Norby Indicado

Referências

  1. «Spider-Man 2». British Board of Film Classification. Consultado em 22 de Julho de 2015 
  2. «"Homem-aranha 2", que estréia dia 2 de julho, tem venda antecipada de ingressos em algumas cidades». Revista Época. 21 de junho de 2004. Consultado em 18 de setembro de 2016 
  3. a b «Spider-Man 2 (2004)». Box Office Mojo. Consultado em 18 de junho de 2011 
  4. «Spider-Man 2 - Greg's Preview - Yahoo! Movies». 25 de dezembro de 2006. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  5. «BBC News | FILM | Spider-Man sequel set for 2004». news.bbc.co.uk. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  6. Thomas, Archie (10 de junho de 2004). «Anatomy of a blockbuster». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  7. «Spider-Man 2 - Greg's Preview - Yahoo! Movies». 25 de dezembro de 2006. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  8. Anders, Charlie Jane. «Read Michael Chabon's Script for Spider-Man 2». io9 (em inglês) 
  9. «BBC - Films - Sam Raimi». www.bbc.co.uk. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  10. Cronin, Brian (28 de novembro de 2007). «Guest Spot: Rohan Williams Interviews Sam Raimi and Rob Tapert (Part 1)». CBR. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  11. «BBC - Films - Sam Raimi». www.bbc.co.uk. Consultado em 1 de setembro de 2017 
  12. «Premiere - A Bug's Life». 2 de novembro de 2007. Consultado em 2 de setembro de 2017 
  13. a b Spider-Man 2 (2004), consultado em 3 de setembro de 2017 
  14. Woodward, Malcolm Campbell and Tom. «News: Spider-Man 2 (US - DVD R1) - DVDActive». www.dvdactive.com. Consultado em 3 de setembro de 2017 
  15. Spider-Man 1 and 2 Get Separate Blu-ray Releases (Update), consultado em 3 de setembro de 2017 
  16. Gilchrist, Todd (13 de março de 2007). «Double Dip Digest: Spider-Man 2.1 (Extended Cut)». IGN (em inglês). Consultado em 3 de setembro de 2017 
  17. «'Sith' Destroys Single Day Record - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com (em inglês). Consultado em 3 de setembro de 2017 
  18. «'Spider-Man 2' Amazes on Opening Day - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com (em inglês). Consultado em 3 de setembro de 2017 
  19. «'Harry Potter' Flies with the 'Phoenix' - Box Office Mojo». boxofficemojo.com (em inglês). Consultado em 3 de setembro de 2017 
  20. «Weekend Report: 'Transformers' Claims Independence Gross Record - Box Office Mojo». boxofficemojo.com (em inglês). Consultado em 3 de setembro de 2017 
  21. «Spider-Man 2 (2004) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com (em inglês). Consultado em 3 de setembro de 2017 
  22. Spider-Man 2 (em inglês), consultado em 3 de setembro de 2017 
  23. «Cinemascore». m.cinemascore.com. Consultado em 3 de setembro de 2017 
  24. «The 100 Greatest Movies». Empire (em inglês). Consultado em 3 de setembro de 2017 
  25. «Metromix. Movie review: 'Spider-Man 2'». 28 de agosto de 2006. Consultado em 3 de setembro de 2017 
  26. «'Spider-Man 2' - MOVIE REVIEW - Los Angeles Times - calendarlive.com». 29 de setembro de 2007. Consultado em 3 de setembro de 2017 
  27. Ebert, Roger. «Spider-Man 2 Movie Review & Film Summary (2004) | Roger Ebert». rogerebert.suntimes.com (em inglês). Consultado em 4 de setembro de 2017 
  28. «:: rogerebert.com :: Commentary :: Ebert's 10 Best Lists: 1967-present (xhtml)». 8 de setembro de 2006. Consultado em 4 de setembro de 2017 
  29. «Revenge of the Movie: 15 Sequels That Are Way Better Than the Originals». Playboy. 15 de março de 2016 
  30. «77th Academy Awards Winners | Oscar Legacy | Academy of Motion Picture Arts and Sciences». 10 de junho de 2014. Consultado em 10 de setembro de 2017 
  31. Ebert, Roger. «And the nominees are ... (2005) | Festivals & Awards | Roger Ebert». rogerebert.suntimes.com (em inglês). Consultado em 9 de setembro de 2017 
  32. «American Film Institute Awards 2004». Wikipedia (em inglês). 23 de junho de 2016 
  33. «2005 BMI Film/TV Awards». BMI.com (em inglês). 18 de maio de 2005 
  34. «Toronto city council strips Rob Ford of his powers as mayor…but he». The Independent (em inglês). 19 de novembro de 2013 
  35. «The BFCA Critics' Choice Awards :: 2004». archive.is. 19 de julho de 2012 
  36. «41st CAS Award Winners and Nominees for 2004 - Cinema Audio Society». 23 de julho de 2008. Consultado em 10 de setembro de 2017 
  37. «Empire Awards - the nominees | Gallery | Mail Online». www.dailymail.co.uk. Consultado em 10 de setembro de 2017 
  38. «WebCite query result». www.webcitation.org (em inglês). Consultado em 10 de setembro de 2017 
  39. «Daniel Craig & Kate Winslet Top London + Imelda Staunton & Cate Blanchett Top Bafta Awards». Alt Film Guide (em inglês) 
  40. «Vicious Teens And Happy Drunk Lead 2005 MTV Movie Awards Nominees». MTV News (em inglês) 
  41. «PCA Winners | People's Choice». www.peopleschoice.com (em inglês). Consultado em 10 de setembro de 2017 
  42. «INTERNATIONAL PRESS ACADEMY: SATELLITE™ Awards». 18 de julho de 2011. Consultado em 10 de setembro de 2017 
  43. «Saturn Awards Nominations». 9 de outubro de 2003. Consultado em 10 de setembro de 2017 
  44. «3rd Annual VES Awards | Visual Effects Society». 8 de fevereiro de 2012. Consultado em 10 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]