Homens da Luta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Homens da Luta.jpg

Homens da Luta foi um conjunto de humor cujo trabalho teve como referência o período pós 25 de Abril de 1974. Nuno Duarte "Jel" (Neto) e Vasco Duarte (Falâncio), irmãos e mentores do projecto, inspiraram-se na imagem e na mensagem dos cantores do período revolucionário. As suas canções são uma paródia das cantigas de intervenção do tempo do PREC, e as personagens que os membros do grupo representam são caricaturas compósitas dos cantores de intervenção da altura, desde as palavras de ordem à indumentária. Uma das suas canções mais populares é "E o Povo, pá?".

Editaram em 2010 um álbum designado por "A cantiga é uma arma" composto por 14 títulos.[1]

Festival RTP da Canção[editar | editar código-fonte]

Em 2010, os Homens da Luta concorreram ao Festival RTP da Canção, integrando na lista para a votação on-line, de onde passaram 24 às semifinais. No entanto a sua canção foi desqualificada devido ao não cumprimento das regras do Festival de Portugal, nem do festival internacional.

Em 2011, voltaram a candidatar-se e desta vez ganharam com o tema "A Luta é Alegria" (letra: Nuno Duarte (Jel); música: Vasco Duarte (Falâncio)), indo representar Portugal na final da Eurovisão em Dusseldorf, na Alemanha. Após a votação dos júris distritais, encontravam-se em sexto lugar, no entanto passaram para o primeiro lugar com a votação do público. Uma vez que o grupo é composto por comediantes e não cantores, algumas pessoas mostraram-se insatisfeitas com a sua vitória.[2] Acabaram por não passar das meias-finais.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Crystal Clear app kguitar.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.