Homo naledi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaHomo naledi
Homo naledi skeletal specimens.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Família: Hominidae
Género: Homo
Espécie: H. naledi
Nome binomial
Homo naledi
Berger et al., 2015

Homo naledi é uma espécie extinta da tribo Hominini, uma nova espécie de hominídeo, anunciada em 2015, que tem características do pré-humano Australopithecus e poderia ser a espécie mais antiga do gênero Homo.[1] Foi descoberta dentro do sistema de câmaras Dinaledi na Caverna Rising Star, sítio considerado Patrimônio Mundial a 50 km de Joanesburgo, na África do Sul.[2] A descoberta, feita em 2013, foi anunciada em setembro de 2015 pela equipe responsável pela investigação.Evolução A espécie é caracterizada por ter estatura e massa corporal semelhantes a populações humanas de pequena estatura mas com um pequeno volume endocranial semelhante aos australopithecus. Seus descobridores, cientistas patrocinados pela National Geographic, anunciaram a descoberta dos ossos como a de uma espécie nova de humanos antigos, mas especialistas diferentes desejam que novas evidências sejam mostradas para que a afirmação possa ser cientificamente justificada; um deles, Christoph Zollikofer, antropologista da Universidade de Zurique, declarou que muitas das características dos ossos encontrados são vistas em animais mais primitivos e por definição não poderiam ser usadas para definir uma nova espécie; por sua vez, Tim White, paleontólogo da Universidade da Califórnia em Berkeley, declarou que o que foi apresentado até agora pelos descobridores pertence a um tipo primitivo homo erectus, espécie catalogada e nomeada no século XIX.[2]

Restos de 1550 ossos pertencentes a 15 indivíduos foram encontrados durante as investigações iniciais e a equipe de escavação acredita que mais serão encontrados.[3] O fato dos ossos terem sido descobertos juntos aponta para algum comportamento ritual da espécie, o que seria notável, já que se acredita que este tipo de comportamento tivesse surgido apenas muito tempo depois entre os Homo sapiens e Homo neanderthalensis.[4]

Os ossos encontrados incluem crânios, mandíbulas, costelas, dentes, ossos de um quase completo, uma mão e ossos internos da orelha;

há ossos de idosos adultos e crianças, estas identificadas por pequenos ossos vertebrais.[4] Alguns dos ossos têm a aparência dos ossos do humano moderno e outros parecem ser mais antigos que os do australopithecus, um antigo ancestral do homem. O polegar, o pulso e os ossos da palma da mão são como os atuais mas os dedos da mão são curvados, como os do australopithecus e usados para escalada.[4]

Estimou-se inicialmente sua origem em cerca de 2 milhões de anos por conta da morfologia, mas análises dos restos recém-concluídas em 2017 indicam que os exemplares estudados teriam vivido 236 mil e 335 mil anos atrás, época que coincide com a que se acredita que o Homo sapiens evoluiu na África subsaariana.

Morfologia e interpretações[editar | editar código-fonte]

As características físicas de H. naledi apresentam semelhantes ao gênero Australopithecus, e ainda traços mais característicos do gênero Homo, bem como características não conhecidas em outras espécies hominíneas.[5] H. naledi media cerca de 150 centímetros de altura, sua estatura é próxima dos pequenos seres humanos modernos. Os machos adultos mediam cerca de 150 centímetros de altura e pesavam em média 45 quilos, enquanto as fêmeas eram um pouco menores e pesavam um pouco menos. Uma análise do esqueleto de H. naledi sugere que ele ficava em pé e era totalmente bípede. A sua mecânica de quadris é similare aos australopitecos, mas seus pés e tornozelos são mais semelhantes aos do gênero Homo.[6]

Tabela comparativa das espécies Homo
Espécie Período de existência (Ma) Onde viveu Altura (adulto) Massa (adulto) Capacidade encefálica (cm³) Registro fóssil Descoberta / publicação do nome
Hominídeo de Denisova 0.04 Krai de Altai (Rússia) 1 sitio 2010
H. antecessor 0.85 – 0.75 Espanha 1,75 m 90 kg 1.000 2 sitios 1997
H. cepranensis 0.8 – 0.35 Itália 1.000 1 calota craniana 1994/2003
H. erectus 1.8 – 0.03 África, Eurásia (Java, China, Índia, Cáucaso) 1.8 m 60 kg 850 (primeiro) – 1.100 (último) Muitos 1891/1892
H. ergaster 1.8 – 1.3 África Oriental e Austral 1,9 m 700–850 Muitos 1975
H. floresiensis 0.095 – 0.012 Indonésia 1,0 m 25 kg 400 7 indivíduos 2003/2004
H. gautengensis 1.9 – 0.6 África do Sul 1,0 m 1 indivíduo 2010/2010
H. georgicus 1.8 Geórgia 600 4 indivíduos 1999/2002
H. habilis 2.1 – 1.5 África 1,0 – 1,5 m 33 – 55 kg 510–660 Muitos 1960/1964
H. heidelbergensis 0.6 – 0.2 Europa, África, China 1,8 m 90 kg 1.100–1.400 Muitos 1908
H. neanderthalensis 0.23 – 0.028 Europa, Sudoeste Asiático 1,6 m 55 – 70 kg 1.200–1.900 Muitos (1829)/1864
H. naledi 0.2 - 0.3 (2017 estimativas) África do Sul 1,5 m 45 kg 560 1 sitio (2013)/2015
H. rhodesiensis 0.3 – 0.125 Zâmbia 1.300 Muito poucos 1921
H. rudolfensis 2.5 - 1.8 Quênia 1 crânio 1972/1986
Homem da caverna do Veado Vermelho 0.0145 - 0.0115 China Muito poucos 1979/2012
H. sapiens idaltu 0.16 – 0.15 Etiópia 1.450 3 crânios 1997/2003
H. sapiens sapiens (humanos) 0.195 – presente Mundo 1,5 – 1,8 m 50 – 80 kg 1.000–1.850 Ainda vivo —/1758

Referências

  1. «Nova espécie do gênero humano é descoberta na África do Sul». OESP. Consultado em 10 de setembro de 2015 
  2. a b «Homo naledi: New species of ancient human discovered, claim scientists». The Guardian. Consultado em 10 de setembro de 2015 
  3. Alford, Justine. «New Species Of Human Discovered In South Africa». iflscience.com. Consultado em 10 de setembro de 2015 
  4. a b c «This Face Changes the Human Story. But How?». National Geograph. Consultado em 10 de setembro de 2015 
  5. New human-like species discovered in S Africa por Pallab Ghosh - "BBC News" (2015)
  6. Homo naledi - Geological and taphonomic context for the new hominin species Homo naledi from the Dinaledi Chamber, South Africa por Paul HGM Dirks, et al em "eLife", 2015; 4 DOI: 10.7554/eLife.09561

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Primatas pré-históricos, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.