Homo naledi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaHomo naledi
Homo naledi skeletal specimens.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Família: Hominidae
Género: Homo
Espécie: H. naledi
Nome binomial
Homo naledi
Berger et al., 2015

Homo naledi é uma espécie extinta da tribo Hominini, uma nova espécie de hominídeo, anunciada em 2015, que tem características do pré-humano Australopithecus e poderia ser a espécie mais antiga do gênero Homo.[1] Foi descoberta dentro do sistema de câmaras Dinaledi na Caverna Rising Star, sítio considerado Patrimônio Mundial a 50 km de Joanesburgo, na África do Sul.[2] A descoberta, feita em 2013, foi anunciada em setembro de 2015 pela equipe responsável pela investigação.Evolução A espécie é caracterizada por ter estatura e massa corporal semelhantes a populações humanas de pequena estatura mas com um pequeno volume endocranial semelhante aos australopithecus. Seus descobridores, cientistas patrocinados pela National Geographic, anunciaram a descoberta dos ossos como a de uma espécie nova de humanos antigos, mas especialistas diferentes desejam que novas evidências sejam mostradas para que a afirmação possa ser cientificamente justificada; um deles, Christoph Zollikofer, antropologista da Universidade de Zurique, declarou que muitas das características dos ossos encontrados são vistas em animais mais primitivos e por definição não poderiam ser usadas para definir uma nova espécie; por sua vez, Tim White, paleontólogo da Universidade da Califórnia em Berkeley, declarou que o que foi apresentado até agora pelos descobridores pertence a um tipo primitivo homo erectus, espécie catalogada e nomeada no século XIX.[2]

Restos de 1550 ossos pertencentes a 15 indivíduos foram encontrados durante as investigações iniciais e a equipe de escavação acredita que mais serão encontrados.[3] O fato dos ossos terem sido descobertos juntos aponta para algum comportamento ritual da espécie, o que seria notável, já que se acredita que este tipo de comportamento tivesse surgido apenas muito tempo depois entre os Homo sapiens e Homo neanderthalensis.[4]

Os ossos encontrados incluem crânios, mandíbulas, costelas, dentes, ossos de um quase completo, uma mão e ossos internos da orelha;

há ossos de idosos adultos e crianças, estas identificadas por pequenos ossos vertebrais.[4] Alguns dos ossos têm a aparência dos ossos do humano moderno e outros parecem ser mais antigos que os do australopithecus, um antigo ancestral do homem. O polegar, o pulso e os ossos da palma da mão são como os atuais mas os dedos da mão são curvados, como os do australopithecus e usados para escalada.[4]

Estimou-se inicialmente sua origem em cerca de 2 milhões de anos por conta da morfologia, mas análises dos restos recém-concluídas em 2017 indicam que os exemplares estudados teriam vivido 236 mil e 335 mil anos atrás, época que coincide com a que se acredita que o Homo sapiens evoluiu na África subsaariana.

Morfologia e interpretações[editar | editar código-fonte]

As características físicas de H. naledi apresentam semelhantes ao gênero Australopithecus, e ainda traços mais característicos do gênero Homo, bem como características não conhecidas em outras espécies hominíneas[5]. H. naledi media cerca de 150 centímetros de altura, sua estatura é próxima dos pequenos seres humanos modernos. Os machos adultos mediam cerca de 150 centímetros de altura e pesavam em média 45 quilos, enquanto as fêmeas eram um pouco menores e pesavam um pouco menos. Uma análise do esqueleto de H. naledi sugere que ele ficava em pé e era totalmente bípede. A sua mecânica de quadris é similare aos australopitecos, mas seus pés e tornozelos são mais semelhantes aos do gênero Homo[6].

Tabela comparativa das espécies Homo
Espécie Período de existência (Ma) Onde viveu Altura (adulto) Massa (adulto) Capacidade encefálica (cm³) Registro fóssil Descoberta / publicação do nome
Hominídeo de Denisova 0.04 Krai de Altai (Rússia) 1 sitio 2010
H. antecessor 0.85 – 0.75 Espanha 1,75 m 90 kg 1.000 2 sitios 1997
H. cepranensis 0.8 – 0.35 Itália 1.000 1 calota craniana 1994/2003
H. erectus 1.8 – 0.03 África, Eurásia (Java, China, Índia, Cáucaso) 1.8 m 60 kg 850 (primeiro) – 1.100 (último) Muitos 1891/1892
H. ergaster 1.8 – 1.3 África Oriental e Austral 1,9 m 700–850 Muitos 1975
H. floresiensis 0.095 – 0.012 Indonésia 1,0 m 25 kg 400 7 indivíduos 2003/2004
H. gautengensis 1.9 – 0.6 África do Sul 1,0 m 1 indivíduo 2010/2010
H. georgicus 1.8 Geórgia 600 4 indivíduos 1999/2002
H. habilis 2.1 – 1.5 África 1,0 – 1,5 m 33 – 55 kg 510–660 Muitos 1960/1964
H. heidelbergensis 0.6 – 0.2 Europa, África, China 1,8 m 90 kg 1.100–1.400 Muitos 1908
H. neanderthalensis 0.23 – 0.028 Europa, Sudoeste Asiático 1,6 m 55 – 70 kg 1.200–1.900 Muitos (1829)/1864
H. naledi 0.2 - 0.3 (2017 estimativas) África do Sul 1,5 m 45 kg 560 1 sitio (2013)/2015
H. rhodesiensis 0.3 – 0.125 Zâmbia 1.300 Muito poucos 1921
H. rudolfensis 2.5 - 1.8 Quênia 1 crânio 1972/1986
Homem da caverna do Veado Vermelho 0.0145 - 0.0115 China Muito poucos 1979/2012
H. sapiens idaltu 0.16 – 0.15 Etiópia 1.450 3 crânios 1997/2003
H. sapiens sapiens (humanos) 0.195 – presente Mundo 1,5 – 1,8 m 50 – 80 kg 1.000–1.850 Ainda vivo —/1758

Referências

  1. «Nova espécie do gênero humano é descoberta na África do Sul». OESP. Consultado em 10 September 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. a b «Homo naledi: New species of ancient human discovered, claim scientists». The Guardian. Consultado em 10 September 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Alford, Justine. «New Species Of Human Discovered In South Africa». iflscience.com. Consultado em 10 September 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. a b c «This Face Changes the Human Story. But How?». National Geograph. Consultado em 10 September 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. New human-like species discovered in S Africa por Pallab Ghosh - "BBC News" (2015)
  6. Homo naledi - Geological and taphonomic context for the new hominin species Homo naledi from the Dinaledi Chamber, South Africa por Paul HGM Dirks, et al em "eLife", 2015; 4 DOI: 10.7554/eLife.09561

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Primatas pré-históricos, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.