Horror punk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Horror punk
Origens estilísticas Punk rock
Proto-gótico
Rockabilly
Doo-wop
Trilhas sonoras de horror
Contexto cultural Final dos anos 70 nos Estados Unidos
Instrumentos típicos Vocais - Guitarra elétrica - Baixo - Bateria
Popularidade Underground
Com exceção da banda Misfits, poucas bandas conseguiram sucesso comercial.
Subgêneros
Horror hardcore
Gêneros de fusão
GothabillyHorror glam
Formas regionais
Inglaterra - Costa Leste dos Estados Unidos

Horror punk ou horror rock é um estilo musical que surgiu no final dos anos 70 nos Estados Unidos e mistura a essência sonora do punk rock. Existem variações de muitos tipos dentro do estilo musical, com várias vertentes e diferentes bandas voltadas ao tema horror. A fórmula essencial do horror punk é um som punk cru, com letras sobre horror (muitas vezes caricátas) e de melodias marcantes. O gênero muitas vezes se sobrepõe ao death rock, embora o death rock se assemelhe mais à atmosfera do rock gótico dos anos 80 do que ao punk rock, enquanto o horror punk é tipicamente mais agressivo e melódico.

Visualmente, as bandas apostam em visuais característicos de filmes de terror, sendo que a aparência “morto-vivo roqueiro” é aquela mais adotada; de forma geral, procura-se uma estética ao mesmo tempo macabra e bem humorada. A banda Misfits inventou inclusive um tipo de corte de cabelo, que se tornou conhecido como Devillock.

Origem[editar | editar código-fonte]

Tudo começou com uma banda de New Jersey chamada Misfits, em 1977, logo no início da era do punk rock. A banda tinha um som agressivo e suas letras eram voltadas para o horror, violência, zumbis, alienígenas, monstros e criaturas malditas. No começo a formação da banda era Glenn Danzig  como vocalista e tecladista, Jerry Caiafa  (Jerry Only) no baixo e Manny na bateria (não havia guitarrista nesta fase).

Em 26 de junho de 1979, o Misfits lançou o single "Horror Business", contendo três faixas. As primeiras impressões de "Horror Business" consistiu em 25 cópias promocionais em vinil preto de 7" polegadas e 2.000 cópias em vinil amarelo para venda.[1][2]Algumas dessas cópias continham um texto informativo que afirmava que a banda havia gravado as músicas em uma casa mal-assombrada, e esse era o motivo de haver estranhos ruídos e vozes inexplicáveis ​​ao fundo. No entanto, a própria banda desmentiu a história.[1] Devido a um erro de fabricação, uma quantidade desconhecida de cópias continha a música Horror Business nos dois lados do disco sobreposta às músicas Teenagers from Mars e Children in Heat no lado b, e alguns encartes também tiveram a capa traseira original adulterada.[2]

Após o fim do Misfits em 1983 o estilo de música foi meio esquecido através dos anos, até que o Misfits voltou com a nova formação em 1995, com Michale Grave(Vocal), Jerry Only (Baixo), Dr. Chud  (Bateria) e Doyle Wolfgang Von Frankenstein (Guitarra), atraindo milhares de fãs, gravando 2 álbuns e uma série de Eps, demos e gravações especiais para o fã clube da banda. A banda voltou tão forte que fizeram turnês por todo o mundo, assinaram com a gravadora Roadrunner, fizeram participações em vários filmes entre 1995 - 2001 e assim ficaram conhecidos no mundo todo.

Após este acontecimento começaram a surgir bandas do mesmo estilo em todos os lugares, no Brasil, na época já tínhamos Zumbis Do Espaço, que surgiram em 1995 baseados no Misfits 77-83, em outros lugares do mundo surgiram bandas como The Other (Alemanha) - Inicio dos anos 2000 / Balzac (Japão) - Inicio dos anos 90, também baseados no Misfits 77-83, DieMonsterDie (EUA) - Inicio dos anos 2000, e muitas outras.

Porém mesmo com uma alta quantidade de bandas do mesmo estilo ao redor do mundo, não se havia um termo para o gênero, eram simplesmente chamados de Punk Rock ou Gothic Rock, até que em 2003 a gravadora Fiend Force Records da Alemanha, administrada por Rod Usher (Vocalista da banda The Other) reuniu bandas do mundo todo em uma compilação em CD e disco de Vinil, com bandas que misturavam Punk Rock com letras, influências, visuais baseados em Terror, Filmes B, Quadrinhos e tudo relacionado ao Misfits, o nome da coletânea foi "This Is Horror Punk", com bandas como: The Spook, The Other, Balzac, The Independents, Mad Sin, Dr. Chud's X Ward, Mister Monster, Blitzkid e muitas o utras. Assim não teve mais volta, o gênero passou a ser considerado Horror Punk no mundo todo e as próprias bandas remanescentes e surgentes se rotulavam Horror Punk. A Coletânea foi um sucesso e após anos e anos o gênero continuou a ser chamado "Horror Punk" a gravadora lançou mais uma coletânea "This Is Horror Punk - Vol. 2" em 2005, e surgiram centenas de bandas espalhadas pelo mundo. Inclusive no Brasil, temos hoje em dia muitas bandas remanescentes e muitas bandas surgindo, e não para, a cada vez encontramos algo novo, você pode ouvir uma coletânea recente chamada "Isto É Horror Punk Brasil" (Claramente baseada na coletânea Européia "This Is Horror Punk").

Hoje em dia o Gênero só vem a crescer, embora esteja no Underground do Underground, poucos conhecem, não tem reconhecimento na mídia e poucas bandas que dá pra contar no dedo fizeram sucesso comercial com grandes gravadores no mundo todo, mas existe um lado bom, a falta de famosismo entre as bandas, torna todas as bandas amigas entre si e muito unidas, você pode conversar, mandar mensagens, debater assuntos, esclarecer coisas, pedir músicas, comprar material diretamente com as bandas por facebook, e-mail, sites e tudo é feito pelos próprios integrantes sem nenhuma ligação com empresários, produtores e grandes capitalistas de negócios, e isso vale para banda do mundo todo, além do Brasil, bandas da Alemanha, Japão, EUA, todas mostram importância aos fãs e não negam nada, resumindo, o Horror Punk em si é algo que batalha lado a lado pelo bem de todos.[3]

Algumas bandas do estilo[editar | editar código-fonte]

- Misfits : Considerados os grandes criadores do gênero. A banda possui fases distintas, que agradam e desagradam diferentes pessoas; como apreciador de todas as fases, recomendo 3 álbuns, cada um de um período distinto: os álbuns “Static Age”, “Famous Monsters” e “Devil Rain”;

- Silent Horror: banda do estado do Tennessee, que segue uma linha muito próxima do que o Misfits faz. O álbum auto intitulado “Silent Horror” possui uma excelente produção e vocais muito afinados, um disco muito bom de se escutar;

- Dead Vampires: Álbum “The day After Halloween”; banda de Seattle, que possui uma pegada BASTANTE Rock n’ roll, e cujo vocal lembra bastante o de Glenn Danzig no início de carreira;

-The Others: banda da Alemanhã, que mistura a pegada punk com elementos de música gótica. Uma mistura de Misfitscom Sisters of Mercy. Escute o álbum “New Blood” e tire suas próprias conclusões;

- Crinsom Ghosts: Mais uma banda alemã, dessa vez flertando com o heavy metal. O álbum sugerido é “Generation Gore”;

- Zumbis do Espaço: Representante brasileiro do gênero. Recomendo a escuta dos álbuns “Aqui começa o Inferno” e “destructus Maximus”;

E para aqueles que preferem conhecer primeiro os medalhões do gênero, as bandas mais importantes, aqui sim segue uma (tentativa de) lista dos nomes que não podem faltar: Misfits, Blitzkid, Samhaim, Michaele Graves, The Damned, Calabrese, Murderdolls, The Fright...[4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

https://aminoapps.com/page/brazilian-goth-scene/4213700/this-is-horror-punk-a-historia-do-horror-punk

https://whiplash.net/materias/biografias/225792-misfits.html

Referências

  1. a b (em inglês)«Misfits discography». Misfits.com. Consultado em 7 de novembro de 2008 
  2. a b Von, Eerie (1996). The Misfits box set (Box set liner notes). The Misfits. New York City: Caroline Records. CAR 7529-2.
  3. Apps, Amino. «This Is Horror Punk: A História do Horror Punk». Brazilian​ Goth Scene | aminoapps.com (em inglês). Consultado em 4 de novembro de 2017  zero width space character character in |obra= at position 10 (ajuda)
  4. «Horror Punk: um passeio pelo gênero» 
Ícone de esboço Este artigo sobre Música punk é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.