Hospital Cardiológico Costantini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Hospital Cardiológico Costantini é um hospital privado, especializado em cardiologia, localizado em Curitiba, capital do Paraná. É a maior instituição privada na área cardiológica do estado, referência nacional em sua área de especialidade, por conta do seu pioneirismo em diversos procedimentos cardiológicos, juntamente com os eventos da área que promove anualmente, reunindo renomados especialistas de todo o mundo.

História[editar | editar código-fonte]

A sua origem foi em 1998, no dia 26 de maio, com a criação da "Clínica Cardiológyca C. Costantini", pelo Dr. Costantino Roberto Costantini. Neste ano  recebeu, da American Heart Association, o título de Primeira Central de Dor no Peito do Paraná. Tempos depois, passou a se chamar Hospital Cardiológico Costantini, dado seu exponencial crescimento estrutural em menos de uma década.

Seu fundador é nacionalmente conhecido entre especialistas em cardiologia pelo seu pioneirismo na América Latina na realização da primeira angioplastia do continente, em 1979. Esta intervenção consiste na introdução de um "stent” dentro da artéria evitando, em muitos casos, a cirurgia de ponte de safena e os efeitos colaterais de um procedimento cirúrgico de alta complexidade. Este procedimento, que atualmente é amplamente usado e recomendado em cardiologia, demanda um tempo mais curto para a recuperação do paciente do que a cirurgia convencional.

Ao longo da sua existência, o Hospital Costantini se consolidou como instituição, em 1999 é realizada a primeira ecografia de estresse com microbolhas. O método diagnóstico trouxe mais eficácia e precisão para o corpo médico. Combater a causa dos problemas cardiológicos e promover a saúde e o bem-estar da população sempre foram princípios do Hospital Cardiológico Costantini. Para aumentar sua atuação nesta frente, no ano 2000 o hospital cria um programa voltado à orientação da comunidade, batizado de “Clube do Coração”. O programa oferta palestras gratuitas sobre como podemos agir positivamente na prevenção de fatores de risco para doenças cardiológicas.

Participar de grandes debates mundiais e trazer pesquisa e desenvolvimento para os corredores do Hospital é uma diretriz desde sua fundação. No entanto, em 2002 a instituição começa a promover Seminários Científicos nacionais e internacionais. Desta forma, seu corpo clínico, mais do que estar alinhado ao que existe de mais novo em tratamento e prevenção cardiológica, passa a ser incentivado também a pesquisar e aprimorar técnicas. E o Hospital Cardiológico Costantini, desde então, protagoniza grandes debates internacionais de cardiologia.

Com os olhos voltados ao sucesso do Hospital Cardiológico Costantini, mas com a preocupação em atender os mais necessitados, em 2003 é criada a Fundação Francisco Costantini. A Fundação é uma instituição que prima por atender com qualidade aqueles que não têm recursos financeiros para um atendimento particular. Além do atendimento ambulatorial gratuito, a fundação também contribui para o desenvolvimento da ciência e para os avanços na medicina, arrecadando fundos, por meio de eventos, para tais fins.

Em 2004 o Hospital tem sua estrutura ampliada e inaugura uma nova ala, aumentando sua capacidade de atendimento. No mesmo ano o hospital recebe o prêmio Top de Marketing do Paraná, por ter introduzido, com sucesso, o conceito de centro especializado de saúde no segmento de serviços médicos de Curitiba. Ainda em 2004 o Programa de Residência Médica do Hospital Cardiológico Costantini é aprovado pelo MEC.

Em 2005 o Hospital inicia pesquisas com células tronco para fins de tratamento cardiológico. Neste ano, o departamento de Marketing do Hospital, visando alertar um número cada vez maior de pessoas sobre a importância de realizar atividades físicas para prevenção da saúde, concebe e promove a primeira Caminhada do Coração, em Curitiba. O evento acontece desde então e reúne cerca de 15 mil pessoas anualmente em alusão ao dia mundial do coração, em setembro.

Em 2008 o Hospital ganha uma ala específica para o cuidado do coração das crianças, a Cardiopediatria. A grande inovação é o atendimento integrado da gestante e do feto ainda no útero materno. As crianças, deste modo, têm atendimento de cardiopatias congênitas no mesmo centro até a idade adulta. Na mesma época, a instituição inaugura também um Centro de Medicina Esportiva e a área de Reabilitação para pacientes. Atualmente este centro foi ampliado e passou a se chamar Academia do Coração. A partir de 2009 o Hospital Cardiológico Costantini é um Centro Formador em Treinamentos de Ultrassom para médicos do Brasil e do exterior.

Desde 2012 é acreditado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) com nível 3, nível de excelência. Esta certificação tem validade em todo o território nacional e vem servindo como parâmetro para desenvolvimento de boas práticas na área de saúde no Brasil.

Em 2013 a Sociedade Brasileira de Cardiologia escolheu o Hospital Cardiológico Costantini para receber o Prêmio SBC – Ciência e Tecnologia. Foi a primeira vez que um hospital paranaense recebeu uma honraria por sua contribuição científica e tecnológica à cardiologia no Brasil.

Em 2014 o Hospital realiza um dos primeiros procedimentos de implante de stent bioabsorvível no país, tecnologia de ponta que já vinha sendo utilizada na Europa e que apenas em 2014 teve autorização da ANVISA para ser realizado no Brasil.

O Hospital Cardiológico Costantini está localizado na Vila Izabel, em Curitiba, PR. É especializado em diagnóstico, tratamento, treinamento, educação e pesquisa de doenças cardiovasculares. Com uma equipe formada por profissionais especializados, amparados por tecnologia de ponta, tem como objetivo prestar um atendimento rápido, seguro e eficaz.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um hospital ou uma instituição de saúde é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências