Hospital Erasto Gaertner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2018).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.


Hospital Erasto Gaertner
Entrada principal com busto do Dr. Erasto Gaertner, idealizador do hospital
Localização Curitiba, PR
 Brasil
Fundação 11 de junho de 1955 (64 anos)
Tipo Hospital do cancer
Leitos 153
Especialidades Cancer/Oncologia, Cirurgia, Patologia oncologica
Site erastogaertner.com.br
editar

O Hospital Erasto Gaertner é uma instituição de saúde localizada em Curitiba com foco no tratamento clínico e cirúrgico de pacientes com câncer e doenças oncológicas.[1]

Ele foi criado por iniciativa do Dr. Erasto Gaertner, que em 2 de janeiro de 1952 doou um terreno de 62,500m² para a Liga Paranaense de Combate ao Câncer (LPCC), destinado à construção do hospital. Apesar da morte do Dr. Erasto em 1953[2] a pedra fundamental foi colocada em 11 de junho de 1955, e muitos esforços se seguiram a transformar o espaço do hospital até 1972.[3]

Inauguração e atividades realizadas[editar | editar código-fonte]

Mesmo sem ser oficialmente inaugurado, o tratamento de pacientes com câncer aconteceu desde a década de 1970, quando Paulo Pimentel, o governador do estado do Paraná, doou uma bomba de cobalto, que permitiu o início da realização de 47 sessões de radioterapia por dia. Com o esforço da comunidade e de voluntariado, foi possível reunir recursos para terminar a construção e finalmente inaugurar o Hospital Erasto Gaertner no dia 8 de dezembro de 1972.

No início, o hospital oferecia apenas tratamento clínico e cirúrgico, operando alguns pacientes em pequeno centro cirúrgico, e realizando procedimentos com o aparelho de radioterapia e a bomba de cobalto recebidos por doação.

Hoje em dia, o hospital é considerado o maior centro de tratamento de câncer no Sul do Brasil.[4]

Referências