Houri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Húris no paraíso, retratadas em manuscrito persa do século XV

As húris[1] (em árabe ‫حور‬, ḥūr ou houri; e ‫حورية‬, ḥūrīya, no plural: ḥūrīyāt) são, de acordo com a fé islâmica, virgens prometidas aos homens islâmicos bem-aventurados, isto é, seres antropomórficos perfeitos com que, como gratidão por suas boas ações em terra, os homens serão premiados no paraíso. As húris são seres celestiais, ligadas à forte tradição que[2] o Islã tem em relação aos prazeres sensoriais infinitos que são prometidos aos fiéis no contexto do êxtase na consciência de Deus em que viveriam, após a morte terrena, os fiéis.[3]

A vida de uma húri é extremamente submissa. Assim como os muçulmanos devem submeter-se a Deus, no paraíso, a húri deve se submeter a seu marido, que também desempenha um papel de mestre. As húris são criaturas mágicas que não podem dizer não a seu marido, pois não têm a capacidade mental de escolher o que vão ou não fazer com seus corpos. Allah criou as húris para servir aos humanos bons e, portanto, as húris não conhecem nem aspiram a um mundo fora dessa servidão. Seriam perpetuamente satisfeitas com sua condição, sempre a sorrir e expressar alegria; e cujo único próprio seria satisfazer a seus mestres. Contrariamente à crença popular, húris estão disponíveis não apenas para mártires, mas a todos os homens muçulmanos que vão para o paraíso. Há também debate quando a se as mulheres muçulmanas, ao morrer, também receberiam húris - é o que defendem certos clérigos. Isso levanta, porém, o debate quanto ao sexo das húris - isto, é, quanto à possibilidade de existência de homens húris. Essa lógica - de que existem também húris de sexo masculino, à disposição de quem assim preferir - é defendida pela maioria dos clérigos islâmicos.[4] [5] Os adjetivos usados no Alcorão para descrever as (ou os) húris efetivamente não se restringem ao sexo feminino - limita-se a dizer o Alcorão que húris serão "jovens virgens, de olhar modesto, fisionomia atraente, nenhum pelo no corpo além das sobrancelhas e do cabelo, lindos olhos e sorridentes; de traços refinados e em sua melhor forma".[5]

A descrição física de tais virgens é dada como uma mulher ainda mais bonita, de corpo transparente. A medula dos ossos é visível como as linhas interiores de pérolas e rubis. É livre de incapacidades físicas rotineiras de uma mulher comum, tais como a menstruação, a menopausa, necessidades fisiológicas, a fertilidade e a indisposição. A húri é uma menina de tenra idade, de seios grandes e redondos, que não balançam, e desprovidas de pelos em qualquer parte do corpo, com exceção de seus belos cabelos e sobrancelhas.

É citado com frequência, embora não no Alcorão, o número de 72 húris para cada fiel, valor de cárater mítico ou mágico, e simboliza a profusão.


Referências

  1. Dicionário UNESP do português contemporâneo UNESP [S.l.] 2005-01-01. ISBN 9788571395763. 
  2. Dictionnaire des symboles musulmans, Malek Chebel, Edition Albin Michel, 1995, p.205
  3. "Heaven", The Columbia Encyclopedia (2000)
  4. «: Do people in paradise marry Hurul ‘In (Huris) and do Huris have only one spouse there? And do male Huris exist for women as well? - Questions Archive - IslamQuest is a reference for Islamic questions on the internet». www.islamquest.net. Consultado em 2016-01-21. 
  5. a b Newspaper, From the (2011-06-09). «Are all ‘houris’ female?». www.dawn.com. Consultado em 2016-01-21. 


Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.