Hoyêdo de Gouvêa Lins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Hoyêdo de Gouvêa Lins (Florianópolis, 7 de outubro de 1929Florianópolis, 19 de julho de 2010) foi um advogado, contista, cronista e poeta brasileiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Era titular da cadeira 11 da Academia Catarinense de Letras, empossado em 5 de maio de 1994.

Algumas publicações[editar | editar código-fonte]

Contos:

  • Ritinha. Florianópolis : Editora da UFSC, 1986
  • A Lenda de Cajurê. Florianópolis : Lunardelli, 1991
  • Ventos Ilhéus. Florianópolis : Lunardelli, 1992
  • Histórias que a Bíblia não Contou. Florianópolis : Lunardelli, 1995
  • Histórias para o Entardecer, Florianópolis : Coleção ACL, vol. II, 1996
  • Histórias do Desconhecido. Garapuvu, 1998
  • Histórias Românticas. Garapuvu, 1998 (1ª ed.), 1999 (2ª ed.)
  • Histórias à Luz do Abajur. Garapuvu, 1999
  • Histórias para as Horas Tardias. Garapuvu, 2001
  • Contos em Família (co-autoria). Garapuvu, 2004
  • Histórias Avulsas. Garapuvu, 2005
  • Histórias Perdidas no Tempo. Nova Letra, 2007

Crônicas:

  • Janela do Tempo. Florianópolis : Lunardelli, 1993
  • Companheiras do Tempo. Papa-Livro, 2000

Poesia:

  • Tempo de Amor Maior. Garapuvu, 1997
  • Vigília Poética. Garapuvu, 2006

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Glauco Rodrigues Correia
Logo academia.gif ACL - cadeira 11
1994 — 2010
Sucedido por
Olsen Júnior


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.