Hugo Münsterberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hugo Münsterberg (1863-1916)

Hugo Münsterberg (Danzig, 1 de junho de 1863Alemanha, 16 de dezembro de 1916) foi quem estabeleu as bases e justificativas da psicologia industrial na administração científica.

Munsterberg relacionou as habilidades dos novos empregados com as demandas de trabalho da organização.

  • A psicologia de Munstreberg e a eficiência industrial estavam diretamente ligadas às propostas de Taylor e resumiam-se em 3 pontos principais:
    1. o melhor homem.
    2. o melhor trabalho.
    3. o melhor resultado.
  • No trabalho a psicologia da época se apoiava em dois aspectos fundamentais:
    1. análise e adaptação do trabalho ao trabalhador.
    2. análise e adaptação do trabalhador ao trabalho.

Foi também um filósofo do cinema. Considerado o pai espiritual de muitas das correntes da teoria do cinema. Deu ênfase em um espectador ativo, que preencha as lacunas do cinema por meio de investimentos intelectuais e emocionais, antecipando assim, posteriores teorias da espectatorialidade. Antecipou a “teoria da recepção” quando explorou o entendimento de que os filmes produzem eventos mentais, não estão apenas na celulóide mas na mente daquele que a utiliza.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • 1889-1892 Beiträge zur experimentellen Psychologie (4 volumes)
  • 1899 Psychology and Life
  • 1900 Grundzüge der Psychologie
  • 1901 American Traits from the Point of View of a German
  • 1904 Die Amerikaner
  • 1906 Science and Idealism
  • 1908 Philosophie der Werte
  • 1908 Aus Deutsch-Amerika
  • 1908 Psychology and Crime
  • 1908 On the Witness Stand'
  • 1916 The Photoplay