Huitzilihuitl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Huitzilihuitl
Huitzilihuitl no Códice Tovar.
Tenochtitlan Glyph ZP.svg
Tlatoani de Tenochtitlan
13911417
predecessor Acamapichtli
sucessor Chimalpopoca
Nascimento 1379
  Tenochtitlan
Morte 1391 (44 anos)
  Tenochtitlan
Nome completo  
wit͡siˈliʔwit͡ɬ
Esposa Ayauhcihuatl
Cacamacihuatl , Miahuaxihuitl , Miyahuaxochtzin
Casa Dinastia Imperial Asteca
Pai Acamapichtli
Mãe Tezcatlan Miyahuatzin

Huitzilihuitl (náuatle/nauatle : wit͡siˈliʔwit͡ɬ ; português: Penas de Colibri, 1379 - 1417) foi o segundo tlatoani de Tenochtitlan, reinou de 1391 a 1417 [1].

Vida[editar | editar código-fonte]

Huitzilíhuitl nasceu em Tenochtitlan, e era filho de Acamapichtli, primeiro tlatoani dos mexicas, e da rainha Tezcatlan Miyahuatzin, e tinha um meio-irmão chamado Itzcoatl. Seu avô materno era Acacitli. Com apenas 16 anos de idade seu pai morreu, Huitzilihuitl foi então eleito pelos chefes das principais famílias, pelos guerreiros e pelos sacerdotes da cidade para substituí-lo. Naquela época, os astecas eram subordinados a cidade-estado tepaneca de Azcapotzalco.

Huitzilíhuitl, se tornou um bom político e continuou a linha de política de seu pai, sempre buscando alianças com os seus vizinhos através de casamentos entre as linhagens reais [1]. Ele fundou o Tlatocan (Conselho Real) constituído por quatro eleitores permanentes para aconselhar o novo rei, em sua inexperiência, no início de cada reinado [2].

Gastou uma energia considerável na construção de estruturas em Tenochtitlan especialmente templos, estabeleceu leis e melhorou as práticas religiosas. Soube fazer com que a população visse claramente a ligação entre as divindades e seu governo divinamente sancionado [3].

Huitzilíhuitl se casou com Ayauhcihuatl, filha de Tezozómoc, o poderoso tlatoani de Azcapotzalco, e obteve uma redução dos pagamentos de tributo , que se tornou simbólico [1]. Com ela teve seu filho primogênito Chimalpopoca que iria lhe suceder como terceiro tlatoani. Após a morte de Ayaucíhuatl, Huitzilíhuitl casou pela segunda vez, com Miahuaxihuitl neta de Tezozómoc [3]. Esta lhe deu Moctezuma I, que também subiu ao trono como o quinto tlatoani dos astecas [1].

Durante seu reinado, a indústria de tecelagem cresceu. Essa industria fornecia panos de algodão, não só para Tenochtitlan, mas também para Azcapotzalco e Cuerhavaca. Os mexicas já não precisavam se vestir com as grossas fibras de sisal , tendo a disposição o tecido de algodão macio e tingido.

Em 1409, o governante de Texcoco, Techotlala, morreu e o trono passou para seu filho Ixtlilxóchitl I. Nos anos seguintes, as relações entre Ixtlilxóchitl e Tezozómoc de Azcapotzalco se deterioraram, iniciando uma guerra aberta em 1416 [3].

Apesar de ter dado sua filha Matlalchihuatzin em casamento a Ixtlilxóchitl, Huitzilíhuitl se aliou a seu sogro na guerra contra Texcoco. Ajudou na conquista e saque das cidades de Tultitlan, Cuauhtitlan, Chalco, Tollantzingo, Xaltocan , Otompa e Acolman. Isso ajudou a ter uma maior visibilidade entre os nobres das cidades estados da região além de poder contar os espólios dessas conquistas [3].

Huitzilíhuitl morreu, pouco antes do fim da guerra entre Azcapotzalco e Texcoco. Seu sucessor, Chimalpopoca, continuou a apoiar Tezozómoc e Azcapotzalco [3].




Precedido por
Acamapichtli
Tenochtitlan Glyph ZP.svg Tlatoani de Tenochtitlan
13911417
Sucedido por
Chimalpopoca


Referências

  1. a b c d Dirk R. Van Tuerenhout The Aztecs : New Perspectives (em inglês) ABC-CLIO, 2005 p. 40 ISBN 9781576079218
  2. Jerónimo Hernández Vaca El estado en México , 1521-2005 (em castelhano) Plaza y Valdes, 2005 p. 23 ISBN 9789707224216
  3. a b c d e Frances Berdan, Patricia Rieff Anawalt, The Essential Codex Mendoza (em inglês) University of California Press, 1997 p. 10 ISBN 9780520204546